EDIÇÃO DA SEMANA

Histórias Cariocas

Fatos e curiosidades sobre o Rio e seus habitantes

Por: Lula Branco Martins - Atualizado em

O show do terraço

Instalada em Botafogo há seis meses, a Escola de Música BSB -- a sigla indica que nasceu em Brasília -- comprovou, ao longo desse período, como os alunos daqui adoram aquelas canções feitas especialmente para o Rio, ou que pelo menos tenham a cara da cidade. Foram os próprios estudantes, aliás, que sugeriram a criação de um curso que se utilizasse de clássicos da carioquice. Dito e feito. Os professores se reuniram e bolaram novos arranjos para Aquele Abraço e Do Leme ao Pontal, entre outras, sempre valorizando um dos instrumentos, em solos inspirados (confira abaixo). Mestres e discípulos já vêm treinando, e o resultado virá na forma de uma audição para convidados, no terraço de lá, no dia 9 de maio, dentro de um evento chamado Quinta Justa.

historias-cariocas-01.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Contra o terror

Encerrou-se na última sexta (12), no Riocentro, em Jacarepaguá, uma feira internacional de segurança pública e corporativa, que lançou as bases de um curso de combate ao terrorismo voltado a policiais e agentes. As aulas, que devem começar em maio, ficarão a cargo de uma equipe da Federação Sul-Americana de Krav Magá. É a técnica israelense cuja filosofia tem como um dos preceitos o enfrentamento da agressão com o máximo de discrição e elegância, na tentativa de resolver situações de risco com rapidez e causar o mínimo dano ao agressor. Confira, abaixo, um exemplo de como funciona.

historias-cariocas-02.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

3 páginas

Nem mais, nem menos. Esse é o tamanho do documento assinado, na semana passada, por instituições médicas do mundo inteiro reunidas no Centro SulAmérica, na Cidade Nova. A Carta do Rio alerta para uma "epidemia" de doenças cardiovasculares. São 32 parágrafos duros, que falam em reduzir em 10% o sedentarismo, baixar em 25% os casos de pressão alta (maior que 14 por 9) e limitar a ingestão de sal a 5 gramas por dia. Batatinha frita de boteco, adeus.

De repente, você está na praia...

historias-cariocas-04.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

E surgem trinta jovens, na maioria mulheres, numa coreografia. Na trilha, Strauss e Jota Quest. A música sai de algum lugar. Mas de onde? Não se trata de um musical com roteiro tresloucado -- você não está dentro de um filme, mas no flash mob do Estúdio Betina Guelmann em homenagem ao Dia Internacional da Dança. Será na manhã de domingo (28), na faixa de areia da Praça do Ó, na Barra. Foram sessenta dias de ensaio, mas a coreografia dura só cinco minutos. A propósito, as caixas de som estarão alocadas em carros da academia, estacionados perto dali.

Crianças de cem anos

historias-cariocas-03.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Dezenas de fotos como essas, tiradas no início do século XX, estão na mostra que Piti Tomé apresenta na MUV Gallery, no Joá, a partir deste sábado (13). A maioria dos retratos pertence a sua avó, Dona Lygia, hoje com 102 anos. Eles foram achados recentemente num velho baú. São imagens vindas de um tempo em que era comum pais presentearem padrinhos com fotografias dos filhos. Na exposição, os exemplares aparecerão bem esbranquiçados. É de propósito: segundo os curadores, a série trata de infância, solidão, enclausuramento e morte.

Fonte: VEJA RIO