EDIÇÃO DA SEMANA

Histórias Cariocas

Fatos curiosos sobre o Rio e seus habitantes

Por: Lula Branco Martins - Atualizado em

Bloco organizado e chique

historias-cariocas-05.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Quando se pensa em camisa de bloco, vêm à mente desenhos toscos, geralmente traços pueris em cores quentes. O tom pastel geral, as letras de diferentes tipologias e os pedaços de imagens que apenas insinuam cenários cariocas fazem da camiseta do Spanta Neném um fato novo no Carnaval. O bloco nascido na Lagoa, hoje com sede em Botafogo (mas que desfila no Corte do Cantagalo), é tido como um dos mais organizados da festa, e agora dá um upgrade fashion. Completando dez anos de folia, a agremiação escolheu na semana passada o samba para o desfile de 26 de janeiro, de teor político: ?A sujeira vem do alto / lá das bandas do Planalto / só o chefe que não viu?.

Memória da cidade

historias-cariocas-02.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

A pintura de Marianne North mostra a Lagoa Rodrigo de Freitas em 1873 ? o ponto de vista da artista plástica inglesa era o local onde fica, hoje em dia, o Jockey. Aparecem ao longe a Pedra da Gávea e o Morro Dois Irmãos, intocados, e a tinta azul-claro revela um espelho-d?água mais limpo e maior que o atual, vindos de um passado que não volta mais. A imagem faz parte do livro Viagem ao Brasil, de Julio Bandeira, recém-lançado pela Sextante, que destaca a passagem da exploradora pelo litoral carioca. No fim da obra, vem a transcrição dos seus diários. ?O Rio tem a mais bonita paisagem marítima do mundo. Nápoles e Palermo devem se contentar com o segundo lugar?, ela um dia escreveu.

Check-up ?clássico?

historias-cariocas-03.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Com tantos moradores da Barra na lista de clientes (30% deles), o cirurgião Gilberto Ururahy resolveu ampliar a ação de sua Med-Rio, clínica especializada em check-ups. À pioneira unidade do Shopping Rio Sul juntou-se, no mês passado, uma nova sede, com 500 metros quadrados. Ali, em doze etapas, por doze salas, verifica-se numa jornada de seis horas o estado dos pacientes, para depois, se for o caso, recomendar tratamentos específicos. Tudo no maior conforto: o café da manhã, por exemplo, é do chef Roland Villard. E, de três semanas para cá, apresentações de música erudita, ao vivo, com flauta ou violão, ajudam a relaxar os pacientes ? eis um palco a mais, e eles são raros no Rio, para instrumentistas craques em Bach, Chopin e Villa-Lobos.

Tem gente que paga

historias-cariocas-04.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Começaram as obras do edifício que vai acolher a mais cara cobertura linear do Rio. A expectativa é que, quando ficar pronta, em 2015, por ela sejam cobrados quase 50 milhões de reais ? e, por incrível que possa parecer, já se acotovelam dois empresários paulistas e um carioca na fila dos pretendentes. A 30 metros da praia, o Grand Hyatt Residences será erguido numa área de 45?000 metros quadrados (o prédio ocupará apenas 20% desse total), em um terreno localizado entre o condomínio Alfabarra e o futuro Parque Natural Municipal da Barra da Tijuca. Confira, acima, o layout da piscina e, no quadro, os números impressionantes do empreendimento.

Carioquês de ocasião

historias-cariocas-01.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Com o Rio na moda, um sem-número de marcas e empresas investe em slogans e símbolos que tenham a ver com a cidade. Agora foi a vez da Aldeia dos Ventos, loja fundada pelos irmãos Marcos e Paulo Loureiro na Copacabana de 1987, vendendo bermudas de microfibra e artigos de surf-wear. Passando por um reposicionamento de imagem projetado pela Fluxxo, a grife acaba de levar para as mídias sociais uma campanha com jargões vindos das ruas, como ?chega junto? e ?qual é a boa da night?? (veja acima). As gírias mais curtidas na rede virarão estampa de roupa de surfista.

Fonte: VEJA RIO