EDIÇÃO DA SEMANA

Histórias Cariocas

Fatos e curiosidade sobre o Rio, seus habitantes e a vida na cidade

Por: Lula Branco Martins - Atualizado em

Com cheiro de maracujá

Divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Num frasco esférico com fotos da orla e do Cristo encontra-se o cheiro do Rio. Essa é a proposta da marca americana DKNY, que lança também fragrâncias que tentam captar a essência de outras capitais mundo afora. Paris, por exemplo, tem odor de jasmim. Big Apple que é, Nova York naturalmente cheira a maçã. O tropical maracujá dá a base para o perfume carioca. Mas não sue correndo atrás agora: por causa da recente greve dos funcionários da Anvisa e da Receita, o produto esteve preso na alfândega e só chegará às lojas em outubro.

Tudo sobre viagens

Ricardo Freire
(Foto: Redação Veja rio)

O que são 300 blogueiros, daqui e de fora, reunidos num salão de convenções o dia inteiro, falando sobre viagens, praias, cidades históricas e pontos turísticos? É o Viajosfera, evento que será realizado no próximo dia 29, no Hotel Pestana, na Avenida Atlântica. O encontro vai juntar especialistas como o escritor gaúcho Ricardo Freire (autor da foto ao lado, do calçadão de Copacabana, que estampa cartazes do seminário), o americano Seth Kugel, do The Frugal Traveler, blog do jornal The New York Times, e Tony Gálvez, que é espanhol de nascença mas absolutamente vidrado por nosso litoral ? tanto que sua página na rede tem apenas um assunto, o Brasil. Serão debatidas questões como o direito de autor na internet, ética na relação com empresas, profissionalização do setor e, claro, como ganhar dinheiro com blogs. Detalhe: a irreverente logomarca do simpósio é uma boia, daquelas feitas com câmara de pneu de caminhão.

Às 8h no Bellini?

Fernando Lemos
(Foto: Redação Veja rio)

Ponto de referência dos torcedores que marcam encontro na frente do Maracanã, a Estátua do Bellini servirá de saída e chegada para a Corrida das Torcidas, na manhã do dia 30. O circuito terá 8,2 quilômetros ? além de contornar o estádio, os participantes circularão por ruas como Barão de Mesquita e Almirante Cochrane. No ato da inscrição, cada competidor registrou o nome de seu time, e todos foram estimulados a usar a respectiva camisa: o clube com o maior número de corredores inscritos leva um troféu após a prova. Vão correr 2?000 pessoas, e os promotores já sabem o resultado. Para não estragar a surpresa, revelam apenas que o campeão tem a cor preta na bandeira.

O favorito crianças

Rodrigo Azevedo
(Foto: Redação Veja rio)

No domingo passado (16), em luxuosa residência do Itanhangá, foi este o quitute predileto das crianças na festa: camarão no palito de cana-de-açúcar. O item se juntava a canapés de presunto de Parma e aperitivos de mussarela de búfala. A tendência da chamada "alta gastronomia kid" vem sendo percebida pelo empresário Roberto Hirth, presidente da confraria Companheiros da Boa Mesa. Ele sustenta que doguinhos e pipocas perdem força no menu dos eventos infantis mais chiques (confira ao lado). Quanto ao fruto do mar, diz: "As crianças gostam da mistura do salgado do camarão com o adocicado do palitinho".

Memória da cidade

Alex Carvalho / TV Globo
(Foto: Redação Veja rio)

De tão perfeito, o cenário pode até enganar. Mas essa Rua do Ouvidor é mesmo de mentirinha ? foi erguida no Projac para a novela Lado a Lado, no ar há duas semanas na TV Globo. Seu criador é Mário Monteiro, diretor de arte da emissora, que consultou sete livros (entre eles obras clássicas de George Ermakoff e Marc Ferrez) para compor prédios, salões de barbeiro e padarias do início do século XX. Ao longo da trama, alguns detalhes ainda serão mudados: quando o tempo der um pulo na história, a iluminação a gás, por exemplo, será substituída pela rede elétrica.

Fonte: VEJA RIO