EDIÇÃO DA SEMANA

Histórias Cariocas

Fatos e curiosidades sobre o Rio e seus habitantes

Por: Lula Branco Martins - Atualizado em

Médico de mão-cheia

historias-cariocas-05.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Acaba de voltar ao serviço Douglas Siqueira, 22 anos, técnico do Metrô que teve a mão esmagada por um trem. Ele passou por duas operações para recuperação de nervos realizadas pelo cirurgião plástico José de Gervais, de Ipanema, que vem se destacando por atender tanto celebridades como aqueles menos endinheirados ? caso de Douglas. Foi Gervais que tratou, por exemplo, das vítimas do massacre na Escola Tasso da Silveira, em Realengo. Veja abaixo algumas das suas intervenções recentes.

O sumiço dos cogumelos

historias-cariocas-04.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Até terça passada (28), o par de fungos gigantes enfeitava o canteiro da esquina das ruas Dona Mariana e Voluntários da Pátria, em Botafogo, intrigando os que por ali passavam. Seriam venenosos? Dariam um bom molho para o macarrão? E quem, afinal, os plantou? A foto foi tirada pela jornalista Juliana de Sousa ao voltar da academia de ginástica. Há alguns dias ela postou a imagem numa rede social e logo choveram comentários ? ninguém do bairro jamais vira algo parecido. Tal foi a repercussão que não deu outra: vândalos os arrancaram da terra, restando agora só a raiz. Menos mal que, dias antes, biólogos do Jardim Botânico já haviam recolhido uma amostra para análise. Desconfia-se que os esporos (sementes) podem ter sido espalhados na terra com os restos dos adubos usados por um quiosque de venda de plantas ao lado do local.

Uma luz para as grávidas

historias-cariocas-03.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Já não é uma novidade haver lâmpadas coloridas em estacionamento de shopping indicando vagas disponíveis. Mas o que o Rio Design Barra propõe é um passo a mais na arte de mimar motorista apressado em achar lugarzinho para deixar o carro e fazer logo suas compras: importou-se da Espanha um sistema com luzes de tons específicos, orientando clientes merecedores de atenção especial ? como os que possuem automóveis adaptados para deficientes físicos (confira ao lado). No mês passado, mais uma categoria ganhou seu próprio matiz: grávidas têm preferência nas vagas onde estiver acesa a cor roxa, que é, segundo pesquisa do shopping, a favorita das gestantes.

Agora a estrela é do mar

historias-cariocas-02.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

O Centro perde, o Leblon sai ganhando. Na semana que vem será levada da Avenida Passos (onde estava desde 1996) para a Rua Jerônimo Monteiro a escultura Estrela, obra de Amílcar de Castro feita de aço patinável e ferro, premiada em 1953 na Bienal de São Paulo. Por trás da iniciativa está a galerista Silvia Cintra. Ela articulou a mudança junto à prefeitura e à fundação que desde a morte do artista (2002) responde por seu espólio. Amílcar morou na Jerônimo e ali, na opinião dos responsáveis pela troca, a peça terá mais visibilidade. Escultor e designer mineiro, ele foi um dos responsáveis pela reforma gráfica que nos anos 50 modernizou o Jornal do Brasil. Com 2,5 metros de altura, e pesando 1 tonelada, Estrela vai repousar num canteiro próximo da praia. Que a maresia não lhe seja cruel.

Memória da cidade

historias-cariocas-01.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Nesta foto de 1952, o tenista americano Robert Falkenburg, campeão de Wimbledon em 1948, posa em frente ao Bob?s da Rua Domingos Ferreira, em Copacabana. Não ligou o nome à pessoa, não ligou a pessoa à loja? Foi ele quem fundou a famosa rede de fast-food, que em 2012 comemora sessenta anos. A lanchonete, conhecida por suas batatas fritas e festejada pelo inimitável milk-shake de Ovomaltine, acaba de lançar O Sabor de uma Marca, livro ilustrado de 200 páginas, distribuído a clientes especiais e fornecedores fiéis. Bob, 86 anos (hoje aposentado em Los Angeles), tinha tanta identificação com o Rio e o Brasil que em vários sites é citado como ?o único brasileiro? a ter vencido na grama inglesa.

Fonte: VEJA RIO