EDIÇÃO DA SEMANA

Histórias cariocas

Fatos e curiosidades sobre o Rio de Janeiro

Por: Lula Branco Martins - Atualizado em

Marx no bisturi

historias-cariocas-01.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Quando o assunto é Burle Marx, no que logo se pensa? Em flores e plantas. Os mais sabidos rapidamente citam o paisagismo do Aterro do Flamengo. Mas esse paulista, arquiteto de formação, também era artista plástico, craque nos azulejos. O painel ao lado, de sua autoria, após seis meses de restauro passa a reintegrar, a partir de quinta (26), a paisagem do pátio interno do Instituto Moreira Salles, na Gávea. Com 4 metros de altura, ele se estende por um muro de 25 metros, tendo como imagem principal o trabalho de lavadeiras. Não foi moleza a recuperação da obra. Primeiro a lavaram com detergente de pH neutro. Aí se descobriu que já lhe havia sido aplicada, algum dia, uma capa de verniz, que estava em estágio avançado de oxidação - para removê-la, foram utilizados até bisturis cirúrgicos.

O papel de um museu

historias-cariocas-02.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

No dia 2 de agosto, festejam-se os noventa anos do Museu Histórico Nacional, que fica na Praça Marechal Âncora, no Centro. Faz parte das comemorações o lançamento de um carimbo (com validade até o fim do mês que vem) e de um selo mostrando sua fachada. Sem valor comercial, este vem agregado a outro, com o mapa do Brasil em destaque, chamado Bandeira e Ipê (fotos acima). Se você quiser dar um charme a mais às cartas que enviar para qualquer parte do país (até 120 gramas custam 1,20 real), a hora é esta: a tiragem foi de 12?000 unidades, e a cartela com uma dúzia está saindo por 40 reais na loja do museu. Colecionadores, tratem de se apressar, antes que esse selo vire item raro.

E ela nem mergulhou...

historias-cariocas-03.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Ninguém precisa mais ir à praia para ficar com o cabelo como se tivesse saído de um mergulho. Inventa-se de tudo, e eis que surge um spray de água salgada, para dar um toque selvagem ao visual feminino. Ele vem sendo testado há alguns meses no salão Care Body and Soul, em Ipanema, e já tem clientes cativas. Nas fotos abaixo, a estudante de hotelaria Liliane Lobato, 21 anos, moradora do Flamengo, nos mostra o antes e o depois. O produto não tem cheiro nem gosto, e sua aplicação leva só um minuto - mas o preço é salgado como uma onda do mar: 90 reais. Ivani Werneck, dona da loja, alerta: "Não é qualquer um que segura esse look. Tem de ter atitude, acima de qualquer coisa".

Memória da cidade

historias-cariocas-05.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Urca, 1908. Erguido especialmente para o evento que comemorava o centenário da abertura dos portos, o prédio em estilo bolo de noiva reluzia no cartão-postal da época. Era o Pavilhão São Paulo, demolido logo depois da festa (a exposição tinha como proposta a chamada "arquitetura efêmera"). Histórias assim são contadas numa mostra sobre cenários cariocas que vem fazendo sucesso na Biblioteca Nacional, na Cinelândia ? e cuja visitação ganhou notório impulso após a eleição do Rio como patrimônio mundial na categoria paisagem cultural, no início do mês.

A internet aceita tudo

historias-cariocas-06.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Pesquisa recém-divulgada pela Icatu Seguros sobre a expectativa de vida dos cariocas, em particular, e dos brasileiros, em geral, revela que nossa média anda melhor que a nacional: 84 anos no Rio, contra 83 no resto do país. Um dos instrumentos usados no estudo foi um questionário sobre hábitos de saúde, respondido via internet por 2?250 moradores da cidade. Da boca para fora, tudo parece ir muito bem (veja o quadro). E a própria seguradora admite que se viu obrigada a descartar alguns dados que poderiam gerar estimativas "potencialmente irreais". Em tempo: segundo o IBGE, nossa expectativa de vida é bem mais modesta - 73 anos.

Fonte: VEJA RIO