EDIÇÃO DA SEMANA

Histórias Cariocas

Por: Lula Branco Martins - Atualizado em

Memória da cidade

historias-cariocas-3.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Na foto, o jornalista Millôr Fernandes em 1970, época em que integrava a equipe de O Pasquim, semanário que se notabilizou pela linguagem solta, humor, crítica de costumes e oposição ao regime militar. Ele havia fundado o jornal (com Tarso de Castro, Sérgio Cabral e Jaguar, a ?Patota de Ipanema?) meses antes, e esteve à frente da turma que sabatinou Leila Diniz naquela que se tornaria uma das entrevistas mais polêmicas da história da imprensa brasileira, recheada de palavrões (substituídos por símbolos como §#!) e declarações contundentes. Repousa nos arquivos da Rádio JB a fita-cassete com o áudio da conversa ? e quem já ouviu assegura que a atriz falou muito mais do que foi publicado. Millôr morreu terça passada (27), aos 88 anos, após uma parada cardíaca.

Touquinhas ao mar

historias-cariocas-2.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Chega à décima edição a Travessia dos Fortes, com os nadadores largando neste domingo (1º) no Posto 6, tendo o Leme como objetivo final. A história da prova pode ser contada de várias formas, uma delas através de seus números. Quantas toucas foram usadas até hoje? Cerca de 20?000. Qual teria sido a distância percorrida juntando-se todos os competidores? Quase 70?000 quilômetros de mar. E os recordistas? Allan do Carmo, que em 2009 chegou em 35 minutos e 42 segundos, e, entre as mulheres, Ana Marcela Cunha, com 37 minutos e 35 segundos, no ano passado. A água mais fria (18 graus) foi a de 2004. A mais quente (24 graus), a de 2010. A previsão é que neste ano a temperatura fique na casa dos 22 graus, ideal para o nado. Recordes podem vir por aí.

Um bairro bom de IDH

historias-cariocas-5.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Criador do Índice de Desenvolvimento Humano, em 1993, o economista indiano Amartya Sen estará entre nós agora em abril para uma conferência na nova sede do Ibmec, na Barra. Com um Nobel no currículo, ele vai discorrer sobre a ?década de ouro? do Rio, assim chamada por causa da Copa e dos Jogos Olímpicos, e também falará de sua invenção mais célebre. O IDH de um país, de uma cidade ou mesmo de um bairro avalia não só os direitos sociais básicos, como saúde e educação, mas também segurança, liberdade, habitação e cultura. Nascido na pobre Santiniketan, Amartya já morou em Londres e Boston. Confira ao lado os índices dos países em que viveu e constate como, ao palestrar na Barra da Tijuca, ele ficará feliz.

Samba governista

historias-cariocas-1.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

A águia azul e branca abrindo suas asas na frente de uma bandeira do Brasil deixa claro, desde a capa, o tema do livro: o alinhamento entre uma de nossas mais tradicionais escolas de samba e o governo federal ? com foco na ditadura Vargas. O Estado Novo da Portela, de Guilherme Guaral, a ser lançado no dia 14 pela Editora Paco, traz de volta os anos 40, quando a agremiação de Madureira faturou sete títulos seguidos, com enredos ufanistas. O autor se valeu de jornais da época e entrevistou componentes da velha guarda, como Tia Dodô e Casemiro da Cuíca, para lembrar desfiles sobre a participação do país na II Guerra, acerca dos brasões da República e até celebrando o Hino Nacional.

Ecologia e consumo

historias-cariocas-4.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Já começou a subir e tem previsão de abertura no primeiro trimestre de 2014 um shopping ecologicamente correto no Recreio, mais especificamente no cruzamento da Avenida das Américas com a Estrada Benvindo de Novais. Seu projeto acaba de conquistar o certificado internacional Aqua (de ?alta qualidade ambiental?), por apostar em ideias como uma estação própria para tratamento de esgoto abastecendo o horto do centro comercial e o uso de iluminação e ventilação naturais em todas as suas áreas administrativas. O Américas Shopping ocupará 125?000 metros quadrados, com 200 lojas, e mereceu um investimento inicial de 220 milhões de reais.

Fonte: VEJA RIO