EDIÇÃO DA SEMANA

Histórias Cariocas

Por: Lula Branco Martins - Atualizado em

Um biguá que vai melhorar o trânsito

historias-cariocas1.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Mereceu menção honrosa, há duas semanas, na premiação anual do Instituto de Arquitetos do Brasil, categoria Urbanismo, a Ponte do Canal do Fundão, de Alexandre Chan. Ela prevê o desafogamento do trânsito na área, pesado por causa da Universidade Federal, e pretende embelezar a maltratada (e quase sempre fedorenta) região, caminho do Aeroporto Internacional. Segundo o autor, a forma do pilar único dessa ponte estaiada acabou lembrando aquele pássaro com asas fechadas tomado por óleo, debatendo-se numa Baía de Guanabara poluída, em foto famosa do ano 2000. O projeto foi apresentado com o nome de Biguá Renascido.

Memória da cidade

historias-cariocas2.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

"A seca foi o motivo / de toda essa debandada / está escrito no livro / de forma tão adequada / tudo ficou muito bem / assim de um jeito que nem / preciso dizer mais nada." Esse é o fecho do poema de Moraes Moreira que serve de prefácio para A História de uma Saudade, de Sylvia Nemer, livro sobre a Feira de São Cristóvão, recém-lançado pela Casa da Palavra. A autora, que ouviu comerciantes e cordelistas, relata lendas e fatos da década de 40, sem deixar de lado assuntos polêmicos como a transferência das barracas do entorno para dentro do pavilhão, em 2003. Reunindo artesanato e comidas típicas, a feira é vista como o maior ponto de encontro da cultura nordestina fora do Nordeste.

Autógrafos para sempre

historias-cariocas3.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Após treze anos de funcionamento e badalação, fecha as portas o Bistrô 66, a casa de Claude Troisgros no Jardim Botânico. O restaurante entra em reforma para, daqui a dois meses, dar lugar a uma "trattoria de acento francês", a nova proposta desse chef que nunca perde o sotaque e diz "marravilha" quando gosta de pratos ou vinhos que lhe são oferecidos. As famosas paredes autografadas virão abaixo, mas as assinaturas ficarão preservadas. Nesse sentido, uma equipe de fotógrafos está registrando os murais, que vão virar quadrinhos na CT Trattorie (repare na foto os rabiscos de figuras como Regina Casé e Vera Loyola). De italiano, o novo empreendimento terá apenas as massas. As técnicas de cozimento e os molhos serão franceses.

Castelinho fashion

historias-cariocas4.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Uma grife de moda infantil está invadindo e dominando por completo um dos últimos castelos ainda de pé no bairro de Botafogo. Instalada há três anos no térreo de uma simpática mansão centenária na Rua Camuirano, toda pintadinha de azul-claro e com 560 metros quadrados, a Just Kidding, da estilista Luciana Mascarenhas, agora vai transformar o 2º andar em continuação da loja. A marca, conhecida ? e às vezes criticada ? por levar ao universo das crianças a alta-costura, comemora dez anos em grande estilo, com lançamentos inclusive para bebês. A expansão e o sucesso atual contrastam com o início da carreira de sua proprietária, que passou anos tentando vender pijamas em feiras beneficentes e bazares.

O Rio ama essa luta

historias-cariocas5.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Não só Galvão Bueno se rendeu ao UFC. O campeonato de MMA (artes marciais mistas, em inglês) conquista espaço na TV, nos jornais e nos bares, em que cada vez mais fãs se reúnem para acompanhar a pancadaria via telão, com entusiasmo semelhante ao de quando rola clássico no futebol. A internet também reflete essa paixão carioca pela modalidade. Aos veteranos portaldovaletudo.com e tatame.com.br veio se juntar, há um mês, o oneround.com.br, do cientista social Daniel Ruffo, que até 2010 mantinha na web um blog sobre o Fluminense. Ele se deu bem: ao mudar de esporte, dobrou o número de acessos, e já monta equipe para cobrir os embates de janeiro na Arena HSBC.

Fonte: VEJA RIO