EDIÇÃO DA SEMANA

Histórias cariocas

Fatos e curiosidades sobre o Rio e seus habitantes

Por: Lula Branco Martins

A força da mulher

historias--cariocas-01.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Quinze belas cariocas, de nascença ou de coração, foram selecionadas pela fotógrafa Claudia Garcia para compor a mostra Mulheres em Movimento, que ocupa o salão principal do restaurante Brigite?s, no Leblon, a partir de quarta (28). O trabalho nasceu de uma parceria com uma das sócias do bistrô, Ana Carolina Gayoso, e reúne cliques de personalidades as mais variadas. Tem, por exemplo, a modelo Daniela Sarahyba a ponto de dar à luz, a eterna musa do vôlei Isabel posando na praia (onde mais?) e a atriz Cláudia Abreu dando uma grande risada, em momento descontraído. "Escolhemos pessoas guerreiras e talentosas", diz Claudia. Aqui, vemos a nutricionista e apresentadora de programa culinário Bela Gil (com a filha, Flor, na casa do pai, o cantor Gilberto Gil, em São Conrado) e a socialite Lourdes Catão, no jardim do prédio onde mora, no Flamengo.

Imagina na Copa... de 50!

historias--cariocas-02.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Olha a preciosidade encontrada por Alice Gonzaga, responsável pelos arquivos da Cinédia, ela que é filha de Adhemar Gonzaga, fundador da produtora, na década de 30. Revirando gavetas e recortes de antigos jornais, ela deparou com esta notícia sobre a concorrência para as filmagens dos jogos de futebol da Copa do Mundo de 1950. A companhia carioca, hoje sediada no bairro da Glória, venceu a disputa, num confronto com uma produtora italiana de cinema. Como se vê na notícia (publicada no dia 17 de maio, a um mês do início do torneio), a Fifa já parecia dar as cartas nas negociações de contratos referentes ao Mundial. Mas o fato é que algumas daquelas imagens, especialmente a do uruguaio Ghiggia entrando pela ponta, preferíamos esquecer.

Tecnologia no aeroporto

historias--cariocas-03.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Ela é branquela, pode-se dizer baixinha (1,60 metro de altura) e tem várias faces. Pode, por exemplo, ficar loura ou morena, e às vezes até vira homem ? mas, qualquer que seja a sua aparência, o importante é que vem se mostrando eficiente. Trata-se de um robô que, há alguns meses, passeia pelo saguão do Aeroporto Santos Dumont, no Centro, chamando a atenção dos passageiros. Interage com os usuários através de um sistema de áudio, dando informações sobre companhias aéreas e locadoras de automóveis, além de fornecer endereços dos principais pontos turísticos e de bons hotéis na cidade. O invento é chamado de "smart-machine", e é controlado de forma remota. Com um conteúdo informativo gerenciado pela Infraero, ele (ou ela) anda livremente pelas áreas de embarque e desembarque, e é objeto de curiosidade principalmente das crianças e, claro, de adultos que adoram novas tecnologias.

O RIo do réu e do rei

historias--cariocas-04.jpg
(Foto: Redação Veja rio)
historias--cariocas-05.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Lançado na terça (20), O Réu e o Rei, da Companhia das Letras, livro de Paulo Cesar de Araújo, revela os bastidores do processo que tirou de circulação, em 2007, Roberto Carlos em Detalhes, do mesmo autor. Cenas do Rio perpassam o texto da obra, e três edifícios simbólicos protagonizam passagens importantes: o prédio do cantor, na Urca (1), onde se deu um dos únicos encontros entre Araújo e seu biografado, o Fórum do Rio (2), na Praça XV, lugar de batalhas judiciais sobre a biografia, e a Biblioteca Nacional (3), na Cinelândia, que guarda um exemplar do livro proibido, inclusive autografado, mas não costuma disponibilizá-lo para consultas.

historias--cariocas-06.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

é o valor, em reais, da nova bandeirada dos táxis. A esta altura, a maioria dos 30?000 motoristas já aferiu medidores (o prazo fatal é 6 de junho) e, nesses casos, não vale mais aquela antipática tabela de conversão de preços presa na janela. Mas órgãos de defesa do consumidor alertam para o fato de que há taxistas roubando passageiros, pois já mudaram o taxímetro e mesmo assim aumentam o preço final da corrida, usando a tabelinha. Fique atento: se o relógio tem lacre azul (o antigo era amarelo), já está atualizado. E preste atenção assim que sentar: se a corrida começa por 4,70 reais, é só nesse caso que a tabela corrigirá o preço.

Fonte: VEJA RIO