EDIÇÃO DA SEMANA

Histórias Cariocas

Fatos e curiosidades sobre o Rio e seus habitantes

Por: Lula Branco Martins - Atualizado em

ARTE NAS ALTURAS

historias-cariocas-03.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

O ano era 1974, estávamos sob o regime militar e obras de arte pouco formais, como essa da foto abaixo, ficavam na mira dos censores. Tratava-se de um balão concebido pelos irmãos Andreas e Thomas Valentin e por Hélio Oiticica (autorreferido na instalação) que levaria aos céus famosa frase do guitarrista americano Jimi Hendrix. Na época, eles penaram até obter autorização da polícia para erguê-lo ? e de nada adiantou: houve divergências com o fornecedor do gás hélio, a performance prevista não aconteceu e o balão seguiu vazio por décadas. Subirá enfim no domingo (4), na Praia de Ipanema (em frente à Rua Farme de Amoedo), indo depois para o Centro Cultural Correios, no Centro.

A farra do angu

historias-cariocas-05.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Este é o angu do Gomes, carro-chefe do restaurante homônimo, na Saúde. Neste sábado (26), cerca de 700 pratos ali serão servidos de graça, na parceria entre os donos do local e a Granfino, desde 1955 sua fornecedora de fubá, o principal ingrediente da iguaria, que também leva miúdos de boi. Criado pelo português Manoel Gomes e vendido anos a fio em carroças na Praça XV, o angu é velho conhecido dos cariocas. Será dado a quem for à estreia do grupo Mulheres no Samba no pequeno palco do lugar, num show com canja de Tia Surica, da Portela.

QUEM É ESSE JESSÉ?

historias-cariocas-04.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Acertou quem escolheu B. Imagens como esta, da infância do cantor, estão no sambabook que será lançado na quarta (30), na Fundição Progresso, na Lapa. Escrito por Leonardo Bruno e Jane Barboza, o livro passeia pelos subúrbios, especialmente Cascadura, por botecos e recantos boêmios do Rio, além de Caxias (há fotos do sítio

de Xerém), até chegar à Barra, onde Zeca mora hoje.

Orgulho no peito

Curiosa dobradinha entre a garotada do Liessin, colégio de orientação judaica, em Botafogo, e a grife Reserva (o dono, Rony Meisler, foi aluno de lá) gerou sugestões de novos uniformes. Numa camisa são citados judeus célebres, como o cineasta Steven Spielberg; noutra, o nome da instituição é formado por elementos químicos. Não está descartada pela direção a possibilidade de adotá-las informalmente.

historias-cariocas-02.jpg
(Foto: Redação Veja rio)
Calendário da esperança

O nome é bem apropriado ? Segunda Chance. Novo projeto da ONG AfroReggae, em parceria com o grupo de publicidade Artplan, essa agência de empregos se distingue na concorrência porque pretende lidar apenas com um tipo de público: ex-presidiários. Parte da própria equipe, aliás, vem sendo formada por pessoas que também cometeram crimes, cumpriram suas penas e hoje passam pelo duro processo de ressocialização. Sediada no Rio e já com importante braço na capital paulista, sai do forno com cerca de cinquenta empresas parceiras. A festa de lançamento será na segunda (28), no Studio do Cais, de Aderi Costa, na Zona Portuária. O fotógrafo clicou doze ex-detentos que mantêm ligação com o AfroReggae, montando um criativo e tocante calendário, a ser exposto no evento, com os dias aparecendo como se fossem riscos na parede de uma cela. Confira abaixo.

historias-cariocas-01.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Fonte: VEJA RIO