EXPOSIÇÕES

Herança do Sagrado

Por: Rafael Teixeira - Atualizado em

recomenda-expos-abre.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Conglomerado de instituições culturais da Santa Sé, os Museus Vaticanos concentram algumas das mais valiosas coleções de arte do planeta. Desse portentoso acervo vem grande parte dos cerca de 100 trabalhos reunidos na mostra, a maior dedicada à arte sacra já realizada no Brasil, em cartaz no Museu Nacional de Belas Artes a partir de quarta (10). Há nomes de alto relevo histórico entre os artistas. De Ticiano, será exibida uma tela que retrata a ressurreição de Jesus Cristo. As feições do redentor ainda aparecem em um afresco de Fra Angelico e em um óleo sobre madeira assinado por "Leonardo da Vinci e collaboratori" ? ou seja, por alguns assistentes do gênio renascentista, com a ajuda do próprio. Santos também povoam a seleção, como em duas pinturas atribuídas a Caravaggio. Entre outros expoentes na exposição, parte da programação da Jornada Mundial da Juventude, estão Bernini, Perugino e Melozzo. Museu Nacional de Belas Artes.

Avenida Rio Branco, 199, Centro, ☎ 2219-8474, ? Cinelândia. → Terça a sexta, 10h às 18h; sábado, domingo e feriados, 12h às 17h. R$ 8,00. Meia-entrada para estudantes e pessoas de 60 a 64 anos. Grátis para pessoas acima de 65 anos, estudantes e professores. Ingresso-família: R$ 8,00 para até quatro pessoas juntas da mesma família todos os dias, exceto aos domingos, quando a entrada é gratuita. A bilheteria fecha meia hora antes do término do horário de visitação. Até 13 de outubro. A partir de quarta (10).

Fonte: VEJA RIO