EXPOSIÇÕES

Enfim, a mostra polêmica

MAM abriga Heartbeat, a primeira individual da fotógrafa americana Nan Goldin no Brasil

Por: Carlos Henrique Braz - Atualizado em

roteiro-exposicoes-abre.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Nome influente, e controverso, da arte contemporânea, Nan Goldin, 58 anos, realizaria sua primeira individual no Brasil em janeiro. Endereço inicial da mostra, o Oi Futuro recuou depois da constatação de que algumas obras da artista americana trazem imagens de crianças nuas. ?Em quase todos os slideshows aparecem crianças, nuas ou não, que são filhos de seus amigos. Ela sempre fotografou as pessoas à sua volta?, afirma Ligia Canongia, que divide a curadoria da exposição com o historiador de arte Adon Peres. O público vai poder tirar suas próprias conclusões quando Heartbeat abrir as portas, na quinta (9), no Museu de Arte Moderna.

Serão exibidas 1?134 fotografias feitas desde os anos 70, na maioria projetadas em slideshows. Completam o acervo quinze impressões em médios formatos. Integrantes da série Paisagens, são delicados registros como Jesus no Rio, de 1997, retrato do Cristo Redentor envolto em nuvens, e Vulcão na Aurora (1996) ? o famoso Stromboli, na Itália. Os slides, e o universo marginal que envolvem, são, no entanto, a parte consagrada de sua produção. The Ballad of Sexual Dependency, o mais importante dos slideshows, será mostrado com todas as suas 720 unidades. Também vêm ao Rio os 230 retratos de The Other Side, feitos com drag queens de países diversos entre 1972 e 1992. Da coleção do Centro Georges Pompidou, em Paris, vem o conjunto que dá nome à mostra: nele, 245 flagrantes de casais em variados momentos afetivos compõem uma narrativa cinematográfica.

Nan Goldin. Museu de Arte Moderna. Avenida Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo, Centro, ☎ 2240-4944. Terça a sexta, 12h às 18h; sábado, domingo e feriados, 12h às 19h. R$ 8,00. A bilheteria fecha meia hora antes. Pessoas com mais de 60 anos pagam R$ 4,00. Grátis para amigos do MAM e menores de 12 anos. Aos domingos vigora o ingresso-família: pagam-se R$ 8,00 por grupo. Estac. (R$ 3,00 por uma hora). Até 8 de abril. A partir de quinta (9). www.mamrio.com.br.

Fonte: VEJA RIO