EXPOSIÇÕES

Guillermo Kuitca e Eduardo Berliner

Argentina e Brasil fazem bela tabelinha nesta coletiva em cartaz na Casa Daros

Por: Rafael Teixeira

AVALIAÇÃO ✪✪✪

Casa Daros/divulgaçÃo; Rafael Adorjan/divulgaçÃo
(Foto: Redação Veja rio)

Possíveis rivais em um futuro jogo da Copa do Mundo, Argentina e Brasil fazem bela tabelinha nesta coletiva em cartaz na Casa Daros. Com curadoria de Hans-Michael Herzog, diretor artístico da Coleção Daros Latinamerica, 41 obras do portenho Guillermo Kuitca e 46 do carioca Eduardo Berliner são exibidas. Embora haja desenhos em papel, o destaque são as pinturas - o argentino privilegia a madeira como suporte, enquanto o brasileiro se concentra em telas. Há algo de onírico nos trabalhos de ambos, ainda que as imagens pareçam vir de universos bem distintos. Em Kuitca, chamam atenção as evocações da cartografia e da arquitetura, mescladas a cores sombrias e a traços que sugerem algo de infantil. Mais impactantes são as pinturas de Berliner, na maioria povoadas por seres estranhos formados por partes de diferentes animais, como se vê em A Águia Flechada (2014).

Casa Daros. Rua General Severiano, 159, Botafogo, ☎ 2275-0246. → Quarta a sábado, 11h às 19h; domingo, 11h às 18h. O espaço fechará meia hora antes do horário dos jogos do Brasil na Copa do Mundo. R$ 12,00. Grátis para crianças de até 12 anos e às quartas. Meia-entrada para idosos e estudantes com mais de 12 anos. A bilheteria fecha meia hora antes do término do horário de visitação. Até dia 29.

Reforço argentino: nascido em Rosario e radicado em Nova York, Fabian Marcaccio estrela outra mostra em cartaz na Casa Daros. O artista exibe apenas um trabalho, com 4 metros de altura e 100 de extensão

Fonte: VEJA RIO