DIVERSÃO

Grupo de samba Heróis de Botequim faz show gratuito na Lapa

Sambistas de Goiânia fazem três shows na cidade. O primeiro, nesta quarta (29), é grátis

Por: Lula Branco Martins - Atualizado em

herois-botequim.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Após uma curta temporada no mês passado, o grupo Heróis de Botequim retorna ao Rio para novos shows na Lapa, principal reduto boêmio da cidade. A primeira apresentação da minitemporada carioca será gratuita e acontecerá na Choperia Brazooka, nesta quarta (29). O roteiro ainda inclui rodas de samba no Beco do Rato, na quinta (30), e no Gastropub Catrin, na sexta (31).

Apesar de ser formado por músicos naturais de Goiás, o repertório do grupo inclui, além de músicas autorais, sucessos de sambistas consagrados do Rio de Janeiro, como Cartola, Paulinho da Viola, Adoniran Barbosa e Nelson Cavaquinho. Diogo Noleto, voz e pandeiro do conjunto, conversou com a VEJA RIO sobre a temporada de shows na cidade:

Como foi a primeira temporada no Rio?

Diogo: Os shows foram excelentes! Havia aquele frio na barriga por ser a primeira vez no Rio, mas isso é até começar a cantar e tocar.

Por serem de Goiás, vocês sempre têm de responder se gostam ou não de música sertaneja?

A pergunta é mesmo super-frequente. É inevitável. Por sermos de Goiás, onde muitas duplas de sucesso no Brasil começaram suas carreiras, é difícil fugir do tema. Levamos numa boa, e até achamos divertido, mas nossa proposta é outra.

Como pretendem aproveitar a cidade no intervalo entre os shows?

Primeiramente, curtir as praias, o mar. Goiano adora o mar. Depois vamos conhecer um pouco mais do samba que é feito no Rio. Já fomos a muitos lugares da outra vez que viemos, mas ainda há muito samba pra ser apreciado!

Choperia Brazooka: Avenida Mem de Sá, 70, Lapa. Tel.: 2226-9691. Qua. (29), às 20h (abertura da casa às 18h). Grátis. Beco do Rato: Rua Joaquim Silva, 11, Lapa. Tel.: 2508-5600. Qui. (30), às 19h (abertura da casa às 17h). R$ 10. Gastropub Catrin: Avenida Mem de Sá, 63, Lapa. Tel.: 2222-0328. Sex. (31), às 19h (abertura da casa às 17h). Entrada: R$ 15.

Fonte: VEJA RIO