GRÁTIS

É de graça

Até domingo, shows, teatro, exposições e atrações especiais para o Dia das Crianças. Aproveite nossa lista com 60 programas gratuitos!

- Atualizado em

CONCERTOS

BERNARDO KATZ E MARIA LUIZA CORKER. O violoncelista e a pianista interpretam duas obras de Brahms: Sonata Op. 38 em Mi Menor e Sonata Op. 99 em Fá Maior. Espaço Cultural Finep (180 lugares). Praia do Flamengo, 200, pilotis, Flamengo, ☎ 2555-0717. Terça (11), 18h30. Grátis.

DUO CANCIONÂNCIAS. A soprano Manuelai Camargo e o violonista Cyro Delvizio apresentam obras de Scarlatti, Piazzolla, Ernesto Nazareth, Pixinguinha, Carlos Gomes, Villa-Lobos e Alberto Nepomuceno, entre outros. Centro Cultural Justiça Federal ? Sala de Sessão (84 lugares). Avenida Rio Branco, 241, Centro, ☎ 3261-2550, ? Cinelândia. → Quarta (12), 15h. Grátis. Senhas distribuídas a partir das 14h.

MÚSICA NO MUSEU. Na segunda (10), às 11h30, na Casa Histórica Deodoro, o violonista Pedro Barros toca Manuel de Falla, Manuel Ponce, Astor Piazzolla, João Pernambuco e Thelonious Monk. Na terça (11), às 12h30, no Arquivo Nacional, o grupo Cordas Douradas apresenta obras de Chiquinha Gonzaga, Waldir de Azevedo e Pixinguinha, entre outros. Na quarta (12), às 15h, na Hebraica, o Duo Maia, formado pelos violonistas Thadeu e Rafael Maia, toca composições de Isaac Albeniz, Scarlatti e Bach, entre outros. Na quinta (13), às 12h30, no Círculo Militar da Praia Vermelha, o violonista Vitor Garbelloto interpreta músicas de Radamés Gnattali, Fernando Sor, Pixinguinha e Dorival Caymmi, entre outros. Na sexta (14), às 15h, no Centro Cultural Justiça Federal, Anísio de Lemos (voz), Cláudio Vettori (piano) e Harold Emert (oboé) apresentam obras de Charlie Chaplin, John Barry, Carlos Gardel e Johnny Alf, entre outros. No mesmo dia, às 19h30, na Paróquia da Ressureição, o grupo Madrigal Cruz Lopes canta Astor Piazzolla, Francesco Sartori, Mozart, Beethoven e Gounod. No sábado (15), às 11h30, no Parque das Ruínas, o programa do violonista Aulus Rodrigues inclui Schubert e Bach. No domingo (16), às 11h30, no Museu de Arte Moderna, a pianista Fernanda Canaud toca Barrozo Netto, Francisco Mignone, Claudio Santoro, Guerra-Peixe e Edino Krieger. Arquivo Nacional (150 lugares). Praça da República, 173, Centro, ??Central. Casa Histórica Deodoro (100 lugares). Praça da República, 197, Centro. Centro Cultural Justiça Federal (142 lugares). Avenida Rio Branco, 241, Centro, ??Cinelândia. Círculo Militar da Praia Vermelha (200 lugares). Praça General Tibúrcio, s/nº, Praia Vermelha, Urca. Hebraica-Rio (90 lugares). Rua das Laranjeiras, 346, 4º andar, Laranjeiras. Museu de Arte Moderna (200 lugares). Avenida Infante Dom Henrique, 85, Aterro do Flamengo. Parque das Ruínas (100 lugares). Rua Murtinho Nobre, 169, Santa Teresa. Paróquia da Ressurreição (400 lugares). Rua Franciso Otaviano, 99, Copacabana. Grátis. Informações, ☎ 2233-6711.

CRIANÇAS

CABELOS ARREPIADOS. O que provoca nas crianças o desejo de não dormir? A partir desta questão aparentemente simples, a autora e diretora Karen Acioly concebeu sua nova peça, Cabelos Arrepiados, que tem pré-estreia em duas sessões na quarta (12), aproveitando o Dia da Criança, e entra em cartaz no sábado (15), no CCBB. O espetáculo flerta com a literatura fantástica de escritores como Wilhelm Busch, E.T.A. Hoffmann e Edgar Allan Poe, além da cinematografia de diretores notadamente influenciados pelo gênero, como Tim Burton. "Ao mergulhar nesse universo, gostei da ideia de inventar meus próprios contos fantásticos", diz Karen, que aproveita a montagem para abordar temas como medo e insegurança.

Da obra de Wilhelm Busch foram pinçados Juca (Tony Lucchesi) e Chico (Jules Vandystadt), travessos protagonistas criados pelo escritor alemão em 1865. Aqui, eles aparecem como guardiões dos sonhos de seis crianças: Tico (Kiko do Vale), Cora (Daíra Sabóia), Clara, Flora (ambas interpretadas por Tatih Kohler), Dora (Haline Oliveira) e Ciro (Jonas Hammar). Conduzindo a trama, a dupla apresenta os sonhos destes personagens ao longo de cinco histórias musicadas e entrelaçadas. Em um universo onírico surgem figuras como duas irmãs xifópagas, um menino sem controle sobre os pés e a garota ouvindo uma voz que diz querer cortar seus longos cabelos. Além de interpretar os narradores, Lucchesi e Vandystadt respondem pelas músicas do espetáculo ? todas executadas ao vivo pelo elenco, às voltas com vários instrumentos. As letras são da autora. Enfeitando a montagem, a cenografia se vale efeitos de projeção que se assemelham ao 3D, mostrando, por exemplo, a transformação de uma criança em uma serpente e personagens contracenando consigo mesmos. Já a caracterização, através de figurinos e maquiagem, remete à estética de filmes de Tim Burton, como Edward, Mãos de Tesoura. Cabelos Arrepiados (55min). Rec. a partir de 7 anos. Centro Cultural Banco do Brasil ? Teatro II (155 lugares). Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. Sábado e domingo, 16h. Pré-estreia quarta (12), 11h e 16h. Grátis (senhas distribuídas uma hora antes). Até 18 de dezembro. Pré-estreia prometida para quarta (12) e estreia prometida para sábado (15).

DIA DA CRIANÇA ESPECIAL. A Secretaria Municipal de Cultura do Rio promove o evento, que reúne no mesmo dia brincadeiras, narração de histórias, oficinas e espetáculos, em dois palcos na Quinta da Boa Vista. A abertura acontece às 9h, com artistas do circo comandado pelo ator Marcos Frota (em apresentações que também acontecem às 10h30, 17h30 e 19h30). Às 10h tem show do músico Paulo Bi, com fantoches, bonecos e máscaras. Depois, às 10h30, é a vez do espetáculo Clube dos Palhaços, dos Irmãos Brothers. Uma apresentação do grupo Escuta Só Contadores de Histórias acontece às 11h. Meia hora depois começam oficinas de fantasias, figurinos e maquiagem. A partir das 13h30 será oferecida a oficina Vila Pererê, que mistura pintura, brincadeiras e narração de histórias. Às 14h tem show do cordelista Edmilson Santini e, em seguida, o espetáculo O Belo Rei, do grupo Teatro de Roda. A partir das 15h serão exibidos a peça O Macaco e a Velha, com Fatima Café, e o show Farra dos Brinquedos. Às 17h, a Orquestra Petrobras Sinfônica apresenta o espetáculo Pedro e o Lobo, com participação de Regina Casé. Quinta da Boa Vista. Quarta (12), a partir das 9h. Grátis.

DIA DA CRIANÇA NO CCBB. A cultura indiana é o tema da comemoração do Dia da Criança no CCBB, mesmo endereço da enorme exposição Índia, com 380 peças que contam um pouco da história cultural daquele país. A programação para os pequenos também começa na quarta (12) e se estende até domingo (16). Na quarta (12), no sábado (15) e no domingo (16), às 14h, o espetáculo Índia Jaya Jaya, com o músico Sandro Shankara, propõe uma viagem à civilização indiana através da sua dança, sua música e seus contos fantásticos. Na quarta (12), no sábado (15) e no domingo (13), às 13h, tem cortejo com música e dança em homenagem à Índia. No sábado (15), às 12h30 e às 16h, o espetáculo As Joias de Krishna apresenta ao público personagens da mitologia hindu. Oficinas, visitas guiadas às exposições e sessões de narração de histórias completam a programação. Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2270. Quarta (12) a domingo (16). Grátis. Senhas distribuídas meia hora antes de cada atividade.

DI-VERSI-FICANDO: DRUMMOND PARA CRIANÇAS. Poesias e contos de Carlos Drummond de Andrade são apresentados embalados por muita música pelo grupo Escuta Só. Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea, ☎?3284-7400. Sábado (15), 17h. Grátis. Senhas distribuídas meia hora antes.

✪✪✪ CLUBE DOS PALHAÇOS, de Nehemias Rezende e Evandro Mesquita. Na produção da trupe Irmãos Brothers, é no tal clube que tudo acontece: números de acrobacia, contorcionismo, malabarismo, monociclo, perna de pau, ilusionismo... A peça é embalada por boa música, incluindo Elvis Presley, The Temptations, Tom Waits e Celly Campelo. Tradição entre os Brothers, o espetáculo é repleto de humor ? ninguém segura o riso no número do palhaço que imita Beethoven. Direção de Evandro Mesquita (60min). Livre. Estreou em 30/7/2011. Centro de Referência Cultura Infância ? Teatro do Jockey (150 lugares). Rua Bartolomeu Mitre, 1110, Leblon, ☎ 3114-1286. Sábado e domingo, 16h30. R$ 20,00. Bilheteria: a partir das 15h (sáb. e dom.). Estac. na Rua Mário Ribeiro, 410 (grátis). Até 6 de novembro.

CONVERSAS INVERSAS HISTÓRIAS DIVERSAS, de Breno Sanches. Serve de fio condutor para a montagem o conto O Gargalo da Garrafa, trabalho menos conhecido do dinamarquês Hans Christian Andersen. O espetáculo narra a trajetória de uma garrafa, desde seus dias de glória, quando era utilizada na comemoração de um casamento, até momentos mais difíceis, boiando sozinha em alto-mar. Dividindo o palco, apenas dois integrantes do grupo Milongas (Adriano Pellegrini e Matheus Calado) vivem dez personagens. Os atores também interferem no roteiro, subvertendo a ordem natural da ação, e questionam a plateia, fazendo a garotada participar ativamente do espetáculo. A trilha sonora é executada ao vivo, não apenas com instrumentos musicais, mas também com o uso de diversos objetos. Direção do autor (50min). Livre. Estreou em 9/10/2011. Espaço Cultural Eletrobras Furnas ? Auditório (192 lugares). Rua Real Grandeza, 219, Botafogo, ☎ 2528-2794. Domingo, 17h. Grátis. Senhas distribuídas uma hora antes. Até dia 30.

ESPECIAL

ACADEMIA BRASILEIRA DE LETRAS. Professor da Universidade de Roma, Aniello Angelo Avilla ministra palestra sobre a imperatriz Teresa Cristina, baseado em biografia de sua autoria. Academia Brasileira de Letras ? Teatro Raimundo Magalhães Junior (280 lugares). Avenida Presidente Wilson, 203, Castelo, ☎?3974-2500. Terça (11), 17h30. Grátis.

DIA DAS CRIANÇAS NO MAST. O Museu de Astronomia e Ciências Afins abriga programação variada para os pequenos. A partir das 14h haverá sessão de cinema infantil e prática com massa de modelar e sessões de jogo da velha. Em meio à brincadeira serão ensinados conceitos de química e matemática. Às 15h, a atração é a observação do sol através de telescópio, revelando detalhes do astro como erupções e manchas solares. Museu de Astronomia e Ciências Afins - MAST. Rua General Bruce, 586, São Cristóvão, ☎?3514-5200. Quarta (12), 14h às 18h. Grátis.

FILOSOFIA & ROCK. Convidado para a sexta edição da série, o jornalista, escritor e produtor musical Nelson Motta dedica-se a relacionar a trajetória da banda Rolling Stones à filosofia de pensadores como Georges Bataille, Sigmund Freud e Herbert Marcuse, que ousaram repensar o prazer e a raiva sem ressentimento. Centro Cultural Banco do Brasil (80 lugares). Rua Primeiro de Março, 66, Centro. ☎?3808-2020. Quarta (12), 18h30. Grátis.

MERIDIANOS. Na penúltima edição, o programa que reúne artistas plásticos latino-americanos recebe Vik Muniz e seu colega argentino Leandro Erlich. Sob mediação da crítica e curadora Ligia Canongia, os dois falarão de suas respectivas trajetórias profissionais. Oi Futuro Flamengo (80 lugares). Rua Dois de Dezembro, 63, Flamengo, ☎?3131-3060. Terça (11), 19h30. Distribuição de senhas meia hora antes.

AVENTURA. A historiadora Sheila Hue lança O Livro Negro de Thomas Kyd (FTD, 144 págs, R$ 45,70 ). Trata-se de um diário de viagem que mistura ficção e fatos históricos, inspirado em relatos reais de viajantes ingleses no século XVI. Livraria Travessa. Rua Visconde de Pirajá, 572, Ipanema, ☎ 3205-9002. Domingo (9), 16h. Grátis.

EXPOSIÇÕES

ÍNDIA. País de tradição milenar, que remonta a 3 300 a.C., a Índia inspira curiosidade e estereótipos na mesma medida. Muitas questões sobre aquela nação com 1,21 bilhão de habitantes, mais de 200 etnias, vinte idiomas oficiais e seis religiões serão esclarecidas com a mostra Índia, que ocupa o CCBB a partir de quarta (12). Montada para celebrar os 22 anos da instituição, a exposição reúne 340 peças, entre objetos de arte popular, fotografias, pinturas, esculturas sacras e fragmentos de filmes de Bollywood, a forte indústria cinematográfica local. O objetivo é apontar direções e características, levantando assuntos que o visitante poderá aprofundar em outro momento. "É impossível contar a história de um subcontinente, berço de duas das maiores religiões, em dezoito salas compondo 1 400 metros quadrados de área", justifica o curador Peter Tjabbes, holandês radicado no Brasil, responsável pelas exposições O Mundo Maravilhoso de Escher e Os Gêmeos, também no CCBB. Dividido pelos blocos temáticos "Homem", "Deuses" e "Formação da Índia Moderna", o acervo traz antiguidades pertencentes aos museus de Arte Asiática (Berlim), Rietberg (Zurique) e Volkenkunde (Leiden, na Holanda), além de itens de instituições privadas e de colecionadores particulares indianos. As obras de idade mais remota são as do segmento religioso, a exemplo da escultura em pedra do ano 200 a.C. que representa uma deusa mãe ? equivalente às imagens de nossa senhora, para os católicos ?, e do relevo chamado Buddhapada, onde se vê uma pegada atribuída a Buda. Na rotunda do centro cultural ficará um grande altar hindu chamado yantra, com uma estátua da divindade Ganesh, aquela que tem o rosto de elefante. Ao lado dela estará a escultura contemporânea Cabeça de Mulher, de 5 metros de altura, feita pelo artista Ravinder Reddy. No final do percurso, aguarda o público uma ambientação cenográfica, onde será permitido fotografar, constituída de um riquixá, um triciclo motorizado usado como táxi (chamado tuk tuk) e três manequins vestidos com figurinos utilizados por artistas da novela Caminho das Índias, cedidos pela TV Globo. Índia. Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎?3808-2020. →?Terça a domingo, 9h às 21h. Grátis. Até 29 de janeiro. A partir de quarta (12).

ELISA BRACHER. A escultora paulistana ocupa o Espaço Monumental do MAM com a instalação Ponto Final sem Pausas. Compõem a obra uma esfera de aço com 1,10 metro de diâmetro e 8 toneladas de peso, que fica suspensa por cabos a 2 metros do chão, além de três imensas chapas de chumbo. Com dimensões de 8 x 10 metros, cada uma, as peças batizadas por Elisa de Lençóis são dispostas nos sentidos vertical e horizontal. As diferentes tonalidades de cinza são influência do pintor russo naturalizado americano Mark Rothko (1903-1970) e suas telas da Capela Rothko, na cidade americana de Houston. Museu de Arte Moderna. Avenida Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo, Centro, ☎?2240-4944. →?Terça a sexta, 12h às 18h; sábado, domingo e feriados, 12h às 19h. R$ 8,00. A bilheteria fecha meia hora antes. Pessoas com mais de 60 anos pagam R$ 4,00. Grátis para amigos do MAM e menores de 12 anos. Aos domingos vigora o ingresso-família: pagam-se R$ 8,00 por grupo. Estac. (R$ 3,00 por uma hora). Até 15 de janeiro. A partir de sábado (15), às 16h. www.mamrio.com.br.

MÔNICA RUBINHO E SIDNEY PHILOCREON. Casados, a artista paulistana e o criador paraense radicado em São Paulo têm em comum, além do mesmo teto, duas décadas de carreira e o bacharelado em Artes Visuais. Embora mantenham trajetórias independentes, eles dividem a mostra Pense Duas Vezes Antes de Esquecer, com curadoria de América Cupello. Mônica exibe uma série de desenhos desenvolvidos sobre lenços masculinos, nos quais são fixadas delicadas dobraduras ou minúsculos objetos. Sidney apresenta fotografias e objetos com símbolos da linguagem musical. R$ 3 000,00 a R$ 7 000,00. Cosmocopa Arte Contemporânea. Rua Siqueira Campos, 143, 2º piso, loja 32, Copacabana (Shopping Cidade Copacabana), ☎?2236-4670, ? Siqueira Campos. Segunda a sexta, 10h às 19h; sábado, 10h às 15h. Grátis. Até 8 de novembro. A partir de sexta (14).

✪✪✪ CAFI. Pernambucano do Recife, radicado no Rio desde os anos 70, Carlos da Silva Assunção Filho, mais conhecido como Cafi, fotografou artistas ? Milton Nascimento, Chico Buarque e Nana Caymmi, entre muitos outros ? para mais de 300 capas de disco, além de elaborar cartazes de espetáculos e exposições. Em paralelo, toca projetos autorais, a exemplo da série Andaimes, que tem quinze exemplares à mostra na individual O Fio da Mea¬da. Trabalhos como Aeroporto e Mulheres de Atenas foram criados por meio da superposição de fotografias de estruturas metálicas usadas em construções, explorando o grafismo de suas formas para compor novas imagens. R$ 7 000,00 a R$ 18 000,00. Múl.ti.plo Espaço Arte. Rua Dias Ferreira, 417, sala 206, Leblon, ☎ 2259-1952. Segunda a sexta, 10h às 18h; sábado, 10h às 14h. Grátis. Até sexta (14). Fecha na quarta (12).

LELIENE RODRIGUES. Mineira de Ponte Nova, radicada no Rio, a artista que já integrou coletivas na Escola de Artes Visuais do Parque Lage apresenta sua primeira individual: Campo de Prova. O acervo se constitui de uma instalação multimídia em que sobressai uma grande escultura de madeira em formato de estante, mas que lembra uma jaula, com o intuito de provocar reflexões sobre os limites de espaço a que as pessoas se impõem. Completam a obra treze fotografias das grades, de diferentes ângulos, e um vídeo com registros de uma performance realizada por Leliene na mesma instalação. Galeria de Arte Maria de Lourdes Mendes de Almeida ? Centro Cultural Candido Mendes. Rua Joana Angélica, 63, Ipanema, ☎?2523-4141, ramal 206. Segunda a sexta, 14h às 20h; sábado, 16h às 20h. Grátis. Até sábado (15). Fecha na quarta (12).

✪✪✪ ROSANA RICALDE. Uma das vencedoras da 3ª edição do Prêmio CNI-Sesi Marcantonio Vilaça, Rosana exibe 29 trabalhos na individual A Beleza e a Verdade. O título da mostra vem de um objeto criado em 2003, constituído de dois prumos usados por pedreiros, que foram cromados e receberam as inscrições "Beleza", em um deles, e "Verdade", no outro. Completam a mostra séries de pinturas como Mapas Celestes e Mares da Lua, além de instalações e desenhos. R$ 5 000,00 a R$ 32 000,00. Cosmocopa Arte Contemporânea. Rua Siqueira Campos, 143, 2º piso, loja 32, Copacabana (Shopping Cidade Copacabana), ☎?2236-4670, ? Siqueira Campos. Segunda a sexta, 10h às 19h; sábado, 10h às 15h. Grátis. Até terça (11).

ÁFRICA-BRASIL, ANCESTRALIDADE E EXPRESSÕES CONTEMPORÂNEAS. Realizada pelo Instituto de Pesquisas e Estudos Afro-Brasileiros (Ipeafro), a mostra com fotografias, pinturas, esculturas, cartuns e cartazes apresenta um panorama das nações africanas e sua história. Outro intuito da exposição é celebrar a memória do recém-falecido pintor, poeta, escritor e ativista das causas dos afrodescendentes Abdias Nascimento (1914-2011). Centro Cultural Justiça Federal. Avenida Rio Branco, 241, Centro, ☎?3261-2550, ? Cinelândia. Terça a domingo, 12h às 19h. Grátis. Até 4 de dezembro. www.ccjf.trf2.gov.br.

ALEXANDRE DACOSTA. Artista plástico, cineasta, ator, músico, compositor e poeta, Alexandre despontou com a safra da Geração 80. Na individual Adjetos e Aparatos Femininos, ele apresenta esculturas, impressões gráficas sobre tela e poemas-objetos que retratam o universo feminino. Obras como Arrepio, Musa Vertical e Depilação foram construídas com utensílios domésticos e objetos empregados no dia a dia, a exemplo de escovas, pinças e batedeiras. Museu da República ? Galeria do Lago. Rua do Catete, 153, Catete, ☎?3235-5160. ??Catete. Terça a sexta, 10h às 12h e das 14h às 18h; sábado, domingo e feriados, 14h às 17h. Grátis. Até 15 de novembro. www.museudarepublica.org.br

ANO 4. Para celebrar os quatro anos de atividades do Largo das Artes, a coletiva apresenta mais de sessenta trabalhos de treze artistas representados pela galeria e de outros quinze criadores cuja trajetória é ligada à casa. Curadora da mostra, a marchande Martha Pagy agrupa no acervo obras de autores de diferentes gerações para promover diálogos artísticos. Na seleção há nomes como Bruno Miguel, Marinho, Lica Cecato, Maria do Carmo Secco, Nelson Félix, Regina Silveira, Valéria Costa Pinto, Lena Bergstein, Flavio Colker, Murillo Meirelles e Zeka Araújo. R$ 500,00 a R$ 50 000,00. Largo das Artes. Rua Luís de Camões, 2, Largo de São Francisco, Centro, ☎ 2224-2985, ? Uruguaiana. Terça a sexta, 12h às 18h; sábado, 12h às 17h. Grátis. Até 5 de novembro. Fecha na quarta (12).

✪✪✪ BONITO POR NATUREZA: RIO ONTEM E HOJE. Ao lado de vinte fotografias recentes de Almir Reis e Jaime Acioli, a mostra apresenta 22 pinturas e gravuras do século XIX raramente exibidas, pertencentes à Coleção Brasiliana de Raymundo Ottoni de Castro Maya (1894-1968) ? empresário e patrono das artes que legou à posteridade um formidável acervo de 22 000 obras. O conjunto reunido pela curadora Anna Paola Baptista guarda achados como as belas gravuras do alemão Emil Bauch e do marinhista inglês Emeric Essex Vidal. Museu da Chácara do Céu. Rua Murtinho Nobre, 93, Santa Teresa, ☎?3970-1126. Quarta a segunda, 12h às 17h. R$ 2,00. Grátis para menores de 12 anos, pessoas com mais de 65, grupos escolares e às quartas. Estac. Até dia 31. Fecha na quarta (12). www.museuscastromaya.com.br.

CARLOS ZILIO. O artista carioca exibe 35 trabalhos produzidos nos anos 70, mas nunca exibidos. Batizada de Paisagens 1974-1978, a individual reúne desenhos, objetos e fotografias. A exposição integra a programação do 20º Encontro da Associação Nacional de Pesquisadores em Artes Plásticas (Anpap). Galeria Candido Portinari. Rua São Francisco Xavier, 524, térreo (Uerj), ☎ 2334-0114, ? Maracanã. → Segunda a sexta, 9h às 20h. Grátis. Até dia 21. Fecha na quarta (12).

CLÉCIO PENEDO. Um dos principais nomes do desenho brasileiro contemporâneo, Penedo (1936-2004) é lembrado na retrospectiva Notas de um Percurso Gráfico ? 50 Anos de Arte. Reunido para marcar a passagem de seus 75 anos de nascimento, o acervo selecionado pelo curador Edson Borges apresenta 120 obras em variados suportes, distribuídas por catorze séries. Foram escolhidas pinturas realizadas entre 1956 e 1973 e desenhos das séries Geróticos e Inominados. Há também os conjuntos de obras em que o artista mineiro conjuga a irreverência da pop art com a essência do Manifesto Antropófago, de Oswald de Andrade (1890-1954), a exemplo das séries És Tupi do Brasil, Cartilhada e Comei-vos uns aos Outros. Museu Histórico Nacional ? Casa do Trem. Praça Marechal Âncora, s/nº, Centro, ☎?2550-9220. → Terça a sexta, 10h às 17h30; sábado, domingo e feriados, 14h às 18h. R$ 6,00. Grátis para menores de 5 anos e pessoas com mais de 65 anos. A bilheteria fecha meia hora antes. Grátis aos domingos. Até 25 de novembro. www.museuhistoriconacional.com.br.

CHILE RIO 2011. Coletiva com pinturas em variadas técnicas de cinco artistas chilenos que vivem e trabalham no Rio. No acervo estão telas de Maria Luisa Vidaurre, a exemplo de Torito Alegre e Paseando com mi Gatojaba, além de quadros assinados pelo ex-cônsul-geral Horacio Del Valle, por Urbano Mena, pelo grafiteiro Raul Cancino e pela pintora Jemile Diban. Instituto Cervantes ? Sala de Exposições. Rua Visconde de Ouro Preto, 62, Botafogo, ☎ 3554-5910, ??Botafogo. → Segunda a sexta, 10h às 19h; sábado, 10h às 14h. Grátis. Até dia 20. Fecha na quarta (12). www.riodejaneiro.cervantes.es.

DANIEL LANNES. Vencedor do Salão de Artes Visuais Novíssimos 2010 e indicado ao Prêmio Pipa 2011, o artista de 30 anos que vive e trabalha em Niterói apresenta doze pinturas na individual Old Master Techniques and Contemporary Applications ? Só Lazer, com curadoria de Humberto Farias. As telas do acervo seguem a linha de pesquisa de Lannes, que faz releituras contemporâneas de célebres quadros da tradição figurativa brasileira, iniciada pelo francês Debret e continuada por nomes como Victor Meirelles e Rodolfo Amoedo. Galeria de Arte Ibeu. Avenida Nossa Senhora de Copacabana, 690, 2º andar, Copacabana, ☎?3816-9400, ? Siqueira Campos. → Segunda a sexta, 13h às 19h. Grátis. Até dia 21. Fecha na quarta (12). www.ibeu.org.br.

✪✪✪✪ FERNANDO BOTERO. Conhecido por representar personagens rechonchudos e bem-humorados, o pintor colombiano Fernando Botero, 79 anos, há quatro décadas radicado em Paris, apresenta uma diferente faceta de sua produção. Na individual Dores da Colômbia, exibe 36 desenhos, 25 pinturas e seis aquarelas com cenas violentas repletas de vítimas de conflitos políticos que envolvem guerrilheiros, paramilitares e forças do governo de seu país. Caixa Cultural ? Galeria 3. Avenida Almirante Barroso, 25, Centro, ☎?2544-7666, ? Carioca. → Terça a sábado, 10h às 22h; domingo e feriados, 10h às 21h. Grátis. Até dia 30. www.caixacultural.com.br.

FRANS KRAJCBERG. Polonês naturalizado brasileiro, radicado na cidade baiana de Nova Viçosa desde a década de 70, o artista de 90 anos é o convidado de honra da celebração dos quinze anos do Museu de Arte Contemporânea de Niterói. Na mostra que leva o nome de Krajcberg estão reunidas 28 obras, entre sete esculturas de solo, sete relevos de parede e catorze fotografias de recantos da natureza que o inspiram a criar seus trabalhos tridimensionais. Museu de Arte Contemporânea. Mirante da Boa Viagem, s/nº, Niterói, ☎?2620-2400. → Terça a domingo e feriados, 10h às 18h. R$ 5,00. A bilheteria fecha quinze minutos antes. Crianças de até 7 anos e estudantes até o ensino médio não pagam. Grátis às quartas. Até dia 23.

✪✪✪✪ FRANZ WEISSMANN (1911-2005). Expoente do neoconcretismo, o escultor tem seu centenário de nascimento lembrado na mostra que reúne 82 obras. Curador do acervo, Max Perlingeiro selecionou trabalhos emblemáticos, a exemplo de Cubo Vazado, exibido na Bienal de São Paulo de 1953, e criações menos conhecidas, além de maquetes. Completam a exposição peças assinadas por artistas que tiveram importante participação na trajetória de Weissmann, como Alberto da Veiga Guignard (1896-1962), criador da Escola do Parque, em Belo Horizonte, que o convidou para ser professor. Amilcar de Castro (1920-2002), um dos alunos do artista na instituição mineira, comparece com uma obra. Pinakotheke Cultural. Rua São Clemente, 300, Botafogo, ☎?2537-7566. Segunda a sexta, 10h às 18h; sábado e feriados, 10h às 16h. Grátis. Até 3 de dezembro.

GISELE CAMARGO E OMAR SALOMÃO. Artistas cariocas, a pintora e o poeta visual ocupam com suas respectivas individuais os salões da galeria da marchande Mercedes Viegas. Na mostra Metrópole, Gisele apresenta um conjunto de telas, a exemplo de A Capital, que constitui um único políptico fixado nas quatro paredes do salão. A proposta é criar uma sensação panorâmica de 360 graus através da paisagem fictícia de uma cidade desabitada. Omar exibe fotografias e desenhos, como Ao Mar, Turbulências e Dois Corações, além das páginas de seu livro manuscrito. R$ 1 200,00 a R$ 30 000,00. Mercedes Viegas Arte Contemporânea. Rua João Borges, 86, Gávea, ☎?2294-4305. Segunda a sexta, 12h às 20h; sábado, 16h às 20h. Grátis. Até dia 31. Fecha na quarta (12). www.mercedesviegas.com.br.

ICLÉA GOLDBERG. Carioca com obras em importantes coleções, como as do Museu de Arte Moderna, do Museu de Arte Contemporânea, de Gilberto Chateaubriand e de João Sattamini, Icléa realiza nova individual. Em Objetos Extremos, exibe sete esculturas em média e grande escala, construídas com madeira, borracha, couro e aço inox. R$ 6 000,00 a R$ 30 000,00. Galeria Anna Maria Niemeyer. Praça Santos Dumont, 140, loja A, Gávea. ☎?2540-8155. Terça a sexta, 12h às 21h; sábado e domingo, 14h às 18h. Grátis. Até 6 de novembro. Fecha na quarta (12). www.annamarianiemeyer.com.br.

IVAN CARDOSO. Antes de 1970, quando se estabeleceu como cineasta e mestre do gênero terrir ? mistura de terror e chanchada ?, Cardoso atuou como pintor, produzindo telas a óleo e a têmpera, e aproximou-se de colegas como Rubens Gerchman, Carlos Vergara e Hélio Oiticica. Ainda nos anos 60, também começou a fotografar os célebres amigos em preto e branco, reunindo um acervo de 70 000 negativos. Na individual que leva seu nome, o artista exibe oitenta ampliações, pintadas a guache, caneta hidrográfica e acrílica, de imagens de Ney Matogrosso, Claudia Ohana, Tunga, Débora Bloch e Glauber Rocha, entre outros. R$ 2 500,00 a R$ 8 000,00. Graphos: Brasil. Rua Siqueira Campos, 143, 2º piso, Copacabana, ☎?2256-3268, ? Siqueira Campos. Segunda a sexta, 10h às 19h; sábado, 10h às 14h. Grátis. Até dia 22.

JOÃO MODÉ. Em sua mostra anterior na A Gentil Carioca, em 2007, Modé ocupou o sótão da galeria com os trabalhos da exposição A Cabeça. Agora, apresenta no espaço expositivo convencional desenhos, fotografias e objetos construídos com materiais diversos que retratam ou remetem a tramas. Uma extensa rede ? material utilizado pelo artista há mais de uma década ? fará a conexão entre os dois ambientes da casa. R$ 5 000,00 a R$ 50 000,00. A Gentil Carioca. Rua Gonçalves Ledo, 17, Centro, ☎?2222-1651, ? Presidente Vargas. Terça a sexta, 12h às 19h; sábado, 12h às 17h. Grátis. Fecha na quarta (12). Até 26 de novembro.

LUCIANO FIGUEIREDO. Espaço-Laço é o nome da nova individual do multiartista de 62 anos que vive no Rio desde 1969. Ele exibe 28 trabalhos inéditos divididos em duas séries. O conjunto que dá nome à mostra é constituído de pinturas em tinta acrílica sobre densas camadas de telas, de lona ou papel Arches e madeira. A outra, sem título, conta com obras em médios formatos construídas com superposição de planos sobre pesadas chapas de madeira. R$ 11 000,00 a R$ 30 000,00. Lurixs Arte Contemporânea. Rua Paulo Barreto, 77, Botafogo, ☎?2541-4935. Segunda a sexta, 14h às 19h. Sábado, mediante agendamento. Grátis. Até dia 21. Fecha na quarta (12). www.lurixs.com.

✪✪✪ MANUEL MESSIAS NAS COLEÇÕES GUTMAN E KORNIS. Sergipano que viveu e trabalhou no Rio, Manuel Messias (1945-2001) teve uma intensa produção entre os anos 60 e 90. Portador de problemas psiquiátricos que se agravaram ao longo de sua vida, ele tem poucas obras presentes em acervos públicos. Aluno de Ivan Serpa no MAM carioca, em 1963, foi orientado pelo mestre a produzir xilogravuras. Na mostra estão reunidos 72 exemplares de pequenos e médios formatos pertencentes às coleções de Guilherme Gutman e de Mônica e George Kornis. Caixa Cultural ? Galeria 2. Avenida Almirante Barroso, 25, Centro, ☎?2544-7666, ? Carioca. → Terça a sábado, 10h às 22h; domingo e feriados, 10h às 21h. Grátis. Até dia 30. www.caixacultural.com.br.

✪✪✪ MIRA SCHENDEL, PINTORA. Ao longo da carreira, a artista suíça radicada no Brasil Mira Schendel (1919-1988) costumava trabalhar com materiais e linguagens diversos. Os exemplares mais conhecidos de sua produção trazem o papel como suporte para monotipias e objetos gráficos. Na mostra inédita, a curadora Maria Eduarda Marques reúne 27 pinturas rea¬lizadas entre os anos 50 e 80, distribuídas por fases delimitadas por cada década. Há, entre outras criações, naturezas-mortas, obras compostas de areia e cimento e têmperas monocromáticas. Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea, ☎ 3284-7400. → Terça a sexta, 13h às 20h; sábado, domingo e feriados, 11h às 20h. Estac. grátis. Visitas guiadas de terça a sexta, às 17h. Até 20 de novembro. www.ims.com.br.

AS ORIGENS DO MUSEU DE IMAGENS DO INCONSCIENTE. Criados em 1946 pela psiquiatra Nise da Silveira (1905-1999) e pelo artista plástico Almir Mavignier, os ateliês de pintura e de modelagem do Serviço de Terapêutica Ocupacional (STO) revolucionaram o tratamento de doentes mentais. As oficinas do Centro Psiquiátrico Nacional de Engenho de Dentro revelaram a rica produção artística de nomes como Adelina Gomes, Carlos Pertuis, Fernando Diniz e Emygdio de Barros, entre outros. Na mostra com curadoria de Luiz Carlos Mello, diretor do museu, há cerca de sessenta pinturas e esculturas criadas entre 1946 e 1951 por esses e outros internos da instituição. O projeto foi desenvolvido por profissionais da UFRJ, coordenados pela professora Lucia Reily, da Unicamp. Museu de Imagens do Inconsciente. Rua Ramiro Magalhães, 521, Engenho de Dentro, ☎ 3111-7467. Segunda a sexta, 9h às 16h. Grátis. Exposição permanente. Fecha na quarta (12).

OZI. Reconhecido na cena de street art, o grafiteiro paulistano celebra 28 anos de carreira com sua primeira individual no Rio: Toy Art Show. No acervo entram dezessete pinturas que retratam crianças à maneira de antigos anúncios publicitários, mas em situações que simulam vandalismo. A temática propõe reflexões sobre a influência de situações violentas e de teor erótico sobre o comportamento infantil. Nas telas, bichos de pelúcia, patinhos de borracha e bonecas se rebelam contra os adultos. R$ 5 000,00 a R$ 9 000,00. Colecionador Contemporâneo. Avenida Atlântica, 4240, loja 224 (Shopping Cassino Atlântico), Copacabana, ☎?2522-4796. Segunda a sexta, 10h às 19h; sábado, 13h às 19h. Grátis. Até dia 29. Fecha na quarta (12).

✪✪✪ PAIXÕES PRIVADAS ? A ARTE EUROPEIA NAS COLEÇÕES PARTICULARES DO RIO DE JANEIRO. Leia em Veja Rio Recomenda. Centro Cultural Correios ? Salão do 3º Andar. Rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro, ☎ 2253-1580. → Terça a domingo, 12h às 19h. Grátis. Até 13 de novembro. www.correios.com.br.

✪✪✪ PANORAMAS: A PAISAGEM BRASILEIRA NO ACERVO DO IMS. Cenários perdidos em algum lugar entre 1819 e 1920 compõem a mostra. Destacam-se no acervo de 313 peças pinturas do alemão Rugendas e do inglês Charles Landseer e trabalhos de pioneiros da fotografia, a exemplo de Georges Leuzinger e Marc Ferrez. O ponto alto da visita, no entanto, é a reprodução de uma rotunda. Programão da Europa oitocentista, esse antepassado do cinema era um espaço onde se exibiam paisagens em telas circulares. A versão apresentada é a de Panorama do Rio de Janeiro (tomado do Morro do Castelo), de Félix Émile Taunay, mostrada em Paris em 1824. Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea, ☎?3284-7400. →?Terça a sexta, 13h às 20h; sábado, domingo e feriados, 11h às 20h. Estac. grátis. Visitas guiadas de terça a sexta, às 17h. Até 13 de novembro. www.ims.com.br.

✪✪✪ PULSO IRANIANO. Coletiva de fotografias, vídeos e poesias produzidos por 24 artistas contemporâneos nascidos no Irã, cuja produção já circula pela Europa e pelos Estados Unidos. Entre os destaques do acervo, selecionado por Marc Pottier, ex-adido cultural da França no Brasil, estão as imagens realizadas pelas fotógrafas Shadi Ghadirian e Shirin Neshat, além do performático Peyman Hooshmandzadeh ? ele faz autorretratos de cabeça para baixo em espaços urbanos na série Up Side Down. Há também projeções de quatro filmes com duração média de cinquenta minutos, a exemplo de Shirin (2009), uma história de amor à moda de Romeu e Julieta dirigida pelo premiado cineasta Abbas Kiarostami. Oi Futuro Flamengo. Rua Dois de Dezembro, 63, Flamengo, ☎?3131-3060, ??Largo do Machado. → Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Até dia 30. www.oifuturo.org.br.

RENATA DE BONIS. Paulistana, 26 anos de idade e cinco de carreira, Renata realiza sua primeira individual no Rio. Em The Damage Done, exibe oito óleos sobre tela em médios e grandes formatos, além de duas instalações de bronze. A maior delas é constituída de catorze reproduções de pássaros pendentes do teto da galeria e um desenho com a inscrição "We are the institution". R$ 5 000,00 a R$ 16 000,00. Galeria Laura Marsiaj. Rua Teixeira de Melo, 31 C, Ipanema, ☎ 2513-2074. ? General Osório. Terça a sexta, 10h às 19h; sábado, 11h às 16h. Grátis. Até dia 22. Fecha na quarta (12).

SANDRA PASSOS E ELIO HADDAD. Após intensa pesquisa sobre a água e suas implicações na vida, a criadora conceitual Sandra e o artista plástico Elio construíram os trabalhos integrantes da mostra Aqua. No acervo selecionado estão duas instalações, uma escultura, um vídeo e uma fotografia da performance realizada pelos artistas. A ideia é provocar no espectador reflexões sobre problemas ambientais, escassez de água potável e aquecimento global, entre outras questões. Centro Cultural Parque das Ruínas. Rua Murtinho Nobre, 169, Santa Teresa, ☎?2224-3922. Terça a sábado, 10h às 18h. Grátis. Até dia 30.

SONIA ANDRADE. Uma das pioneiras da videoarte no Brasil, a artista carioca ocupa todos os espaços expositivos do Centro de Arte Hélio Oiticica com a Retrospectiva 1974-1993. Com curadoria de Marisa Flórido, o vasto acervo reúne sete conjuntos, entre eles uma instalação apresentada na XIV Bienal Internacional de São Paulo, em 1977, desenhos em papel japonês e 100 objetos da mostra Hydragrammas, montada no Museu Nacional de Belas Artes em 1993. Centro de Arte Hélio Oiticica. Rua Luís de Camões, 68, Praça Tiradentes, ☎?2232-2213, ? Presidente Vargas. →?Terça a sexta, 11h às 18h; sábado, domingo e feriados, 11h às 17h. Grátis. Até 27 de novembro.

WALDOMIRO DE DEUS. Pintor naïf baiano, Waldomiro de Deus, 66 anos, estrela a retrospectiva 50 Anos de Pintura. Com curadoria do crítico de arte Enock Sacramento, o acervo traz trinta obras dos anos 60, em que são recriados costumes brasileiros, até trabalhos recentes, a exemplo dos que retratam, à maneira do artista, os atendados de 11 de setembro e o terremoto e o tsunami que devastaram o Japão, em março. Centro Cultural Correios. Rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro, ☎?2253-1580. → Terça a domingo, 12h às 19h. Grátis. Até 13 de novembro. www.correios.com.br.

WLADEMIR DIAS-PINO. Um dos principais nomes da poesia visual no país, Dias-Pino apresenta 700 novos poemas, cujas imagens são projetadas na fachada do Oi Futuro Ipanema. O carioca de 84 anos é um dos criadores da Poesia Concreta e do Poema Processo, movimentos de vanguarda surgidos no Rio, que propunham a desconstrução dos formatos estabelecidos na elaboração de poemas. Entre seus trabalhos mais conhecidos estão A Ave (1954) e Solida (1956). Oi Futuro Ipanema. Rua Visconde de Pirajá, 54, Ipanema, ☎?3201-3000, ? General Osório. Terça a domingo, 13h às 21h. Grátis. Até 18 de dezembro. www.oifuturo.org.br.

FOTOGRAFIA

ANA STEWART. Carioca, com atuação no fotojornalismo e em sets de filmagem, Ana cultiva a fotografia artística como atividade paralela. Na individual Meninas do Rio, exibe 25 retratos em grandes formatos, com imagens de jovens rea¬lizadas ao longo de dez anos em regiões pobres da cidade. Após conseguir os primeiros exemplares do ensaio, há uma década, inicialmente para o livro Zona Norte ? Território da Alma Carioca, Ana retornou às locações, em áreas como Jacaré, Irajá e Benfica, à procura de suas retratadas para efetuar novos registros e abordar a passagem do tempo. R$ 5 000,00. Galeria da Gávea. Rua Marquês de São Vicente, 431, loja A, Gávea, ☎?2274-5200. De segunda a sexta é necessário agendar a visita por telefone. Sábado, 11h às 18h. Grátis. Até 20 de novembro. www.galeriadagavea.com.br.

MARCO TERRANOVA. Fotojornalista, o carioca Terranova desenvolve em paralelo trabalhos artísticos há vinte anos. Na individual Santa Marta dos Anjos, apresenta 35 registros ? a maioria em preto e branco ? que vem produzindo desde 1998 no Morro Dona Marta. Há retratos de moradores e detalhes da arquitetura das casas. Baukurs Cultural. Rua Goethe, 15, Botafogo, ☎?2530-4847. Segunda a sexta, 12h às 19h; sábado, 15h às 20h. Grátis. Até dia 22. Fecha na quarta (12). www.baukurscultural.com.br.

✪✪✪ RENAN CEPEDA. Vítima de criações publicitárias de gosto duvidoso, a técnica de light painting vem sendo reabilitada pelo fotógrafo carioca há pouco mais de uma década. No registro noturno de paisagens, ele prolonga o tempo de exposição de suas câmeras Rolleiflex e Linhof, fabricadas nos anos 50, e, com a ajuda de lanternas e laser, pinta de luz e cor os cenários enquadrados. Foram produzidas dessa forma as imagens dos projetos Night Paintings, de casas simples do interior do Brasil, e Puna, realizado no Peru. Na nova individual, Knight Paintings, Cepeda exibe 22 trabalhos. As ampliações trazem surpreendentes imagens do altiplano da região de Castela e Leão, na Espanha ? repleta de construções medievais, muitas em ruínas. O efeito pictórico das obras é evidente nos exemplares de grandes formatos, como o Castelo de Villalonso, do século XIII, retratado ao amanhecer. R$ 1 500,00 a R$ 9 500,00. Galeria Tempo. Avenida Atlântica, 1782, loja E, Copacabana, ☎ 2255-4586. Terça a sábado, 11h às 19h. Grátis. Até dia 31. Fecha na quarta (12). www.galeriatempo.com.br.

✪✪✪ VALÉRIE BELIN. Fotógrafa francesa, Valérie tem a produção caracterizada por trabalhos que se aproximam das pinturas hiper-realistas. Em 2008, exibiu na coletiva Demi-Verités ? Meias Verdades, no Oi Futuro Flamengo, um conjunto de retratos de mulheres que provocava estranhamento. Agora, na individual O Ser e o Aparecer, são apresentados exemplares em grandes formatos das séries Black-Eyed Susan ? de figuras femininas retratadas à moda dos anos 50, com os rostos circundados por flores ?, Fisiculturistas 1, Vintage Cars e uma ampliação monumental do conjunto Ballroom Dancers. Casa França-Brasil. Rua Visconde de Itaboraí, 78, Centro, ☎?2332-5120. →?Terça a domingo, 10h às 20h. Grátis. Até 6 de novembro. www.fcfb.rj.gov.br.

VINTE OLHARES NOVOS. Coletiva com trabalhos de vinte fotógrafos novatos de todo o país, em variadas técnicas de composição e diversos temas. Curador da mostra, o experiente fotógrafo Flávio Damm fez a seleção das imagens entre 1890 registros recebidos de 189 artistas, que enviaram material para o projeto Leitura de Portfólio, por meio do site do CCJF. Centro Cultural Justiça Federal ? Gabinete de Fotografia. Avenida Rio Branco, 241, Centro, ☎?3261-2550, ??Cinelândia. Terça a domingo, 12h às 19h. Grátis. Até dia 30. www.ccjf.trf2.gov.br.

SHOWS

ANA CRISTINA. Jovem revelação, a bela morena tem voz doce e se arrisca por repertório próprio de bossa nova. Seu disco de estreia, Acaso, tem as benções de Roberto Menescal em Queria. As duas únicas regravações são Dindi (Tom Jobim e Aloysio de Oliveira) e Dora (Dorival Caymmi). Ana apresenta-se na companhia de Adriano Souza (piano), João Cortez (bateria) e Humberto Mirabelli (violão e guitarra). Livre. Livraria Cultura (100 pessoas). Estrada da Gávea, 899, lojas 201 a 204 (Shopping Fashion Mall), São Conrado, ☎ 2730-9099. Sexta (14), 19h. Grátis.

FERNANDO MOURA. Pianista de formação erudita, Moura resolveu inovar em seu novo disco, Tudo Piano. Os sons das doze faixas foram extraídos não apenas das teclas do instrumento, mas também das cordas, fazendo as vezes de contrabaixo, e da tampa, na função de percussão. Com ajuda de bases eletrônicas da gravação, do percussionista Jovi Joviniano, do baixista Ronaldo Diamante e do saxofonista e flautista José Carlos Bigorna, o músico mostra o instigante resultado, além de revisitar os mestres Tom Jobim e Henry Mancini. Livre. Livraria Largo das Letras (100 pessoas). Rua Almirante Alexandrino, 501, Santa Teresa, ☎ 2221-8992. Domingo (16), 17h30. Grátis.

NILZE CARVALHO. Integrante do grupo Sururu na Roda, Nilze (bandolim, cavaquinho e voz cristalina) é um prodígio. Aos 7 anos, apresentou-se no 1º Festival do Choro, mas só viria lançar seu primeiro disco-solo, Estava Faltando Você, em 2005. Sobe ao palco da Cinelândia para mostrar as canções de O que É Meu, lançado no início do ano, com pérolas como Lua Cheia, rara parceria de Chico Buarque com Toquinho, e três autorais. Livre. Teatro Sesi (350 lugares). Avenida Graça Aranha, 1, Centro, ☎ 2563-4163, ? Cinelândia. Sexta (14), 12h30. Grátis.

DANIELA SPILMANN. Mais conhecida pelo trabalho à frente da banda do programa Altas Horas, a saxofonista e flautista integra o Rabo de Lagartixa, que tem belo trabalho de releitura de clássicos do choro. Este gênero brasileiro e a bossa nova devem nortear a apresentação que faz parte da série Primavera Bossa Nova. Livre. Quiosque do CCBB. Avenida Atlântica, quiosque 17 (na altura da Rua Siqueira Campos), Copacabana, ? Siqueira Campos. Sábado (15), 18h. Grátis.

TEATRO

O TRIBUNAL DE SALOMÃO E O JULGAMENTO DAS MEIAS-VERDADES INTEIRAS, de Paulo Rogério Lopes. Com a montagem, a companhia paulista Barracão Cultural celebra 10 anos de fundação. Apresentado por Eloisa Elena, Claudio Queiroz, Thiago Andreuccetti, Fábio Ferretti e Alexandre Maldonado, o espetáculo de circo-teatro mescla elementos de farsa popular e da commedia dell?arte para contar a história de um grupo de atores. Prestes a apresentar a peça O Tribunal de Salomão em um parque, a trupe é surpreendida por três pessoas que acreditam estar diante de um tribunal verdadeiro e pedem ajuda para que suas causas sejam julgadas. Direção de Cuca Bolaffi (60min). Livre. Centro de Convenções Sulamérica ? Boulevard (200 lugares) Avenida Paulo de Frontin, 1, Cidade Nova, ☎?3293-6700, ??Estácio.?Quinta (13), 17h. Grátis. Parque dos Patins (200 lugares). Avenida Borges de Medeiros, s/nº, Lagoa. Sábado (15), 17h. Grátis. Quinta da Boa Vista (200 lugares). Avenida Pedro II, São Cristóvão (próximo ao estacionamento), ☎ 2234-1181/5341. Domingo (16), 13h e 16h. Grátis.

FLOR DE MACAMBIRA, de Christina Streva. Apresentação ao ar livre da trupe paraibana Grupo Ser Tão Teatro. Adaptação de Rosyane Trotta para o texto O Coronel de Macambira, de Joaquim Cardozo, sobre o universo folclórico do bumba-meu-boi, a comédia conta a história da jovem Catirina. Ela sucumbe a vícios e tentações mundanas, mas, para salvar a si e a seu amado, mergulha nas profundezas de sua alma. No elenco estão Cida Costa, Gladson Galego, Isadora Feitosa, Maisa Costa, Thardelly Lima, Winsthon Aquilles, Zé Guilherme, Anderson Lima e Rodrigo Costa e Silva. Direção da autora (55min). Livre. Estreou em 25/3/2011. Centro Cultural Correios ? Praça (200 lugares). Rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro, ☎?2253-1580. Quarta (12), 18h. Grátis. Distribuição de senhas 1 hora antes, no Centro Cultural Banco do Brasil.

FOLIAS METAFÍSICAS, de Sandra Bonadeus. Atriz, jornalista e produtora, Sandra interpreta o monólogo inspirado em poesias de Geraldo Carneiro e em letras do compositor Egberto Gismonti. Apresentado ao ar livre, o espetáculo aborda com lirismo temas ligados à existência humana, como o amor, a morte, a solidão, a criação e a arte. Direção de Fransérgio Araújo (50min). Livre. Estreou em 8/10/2011. Parque da Catacumba. Avenida Epitácio Pessoa, 3000, Lagoa, ☎ 2259-4891. Sábado e domingo, 11h. Grátis. Até dia 30.

TODA NUDEZ SERÁ CASTIGADA, de Nelson Rodrigues. A conhecida tragédia ganha releitura da Companhia Foguetes Maravilha, de Felipe Rocha e Alex Cassal, no segundo espetáculo do projeto In Drama. Trata-se de uma iniciativa da diretora de teatro e de cinema Christiane Jatahy, que antecipa as celebrações pelo centenário de nascimento de Nelson Rodrigues (1912-1980) e prevê, até feveveiro, seis apresentações de teatro, dança, música e artes visuais com base em textos rodriguianos. Na performance, os cinco intérpretes ? Alex Cassal, Alice Ripoll, Camila Pitanga, Felipe Rocha e Marina Provenzano ? se revezam para dar corpo aos personagens da trama que se passa em uma família conservadora. O puritano viúvo Herculano, que prometera ao filho Serginho nunca tocar em outra mulher, além de sua mãe, fica perdidamente apaixonado pela prostituta Geni. Direção de Alex Cassal e Felipe Rocha (30min). 16 anos. Casa França-Brasil (180 lugares) Rua Visconde de Itaboraí, 78, Centro, ☎ 2332-5120. → Quinta (13) a sábado (15), 20h. Grátis. Distribuição de senhas meia hora antes. www.fcfb.rj.gov.br.

Fonte: VEJA RIO