Transportes

Governo do estado multa consórcio do bondinho de Santa Teresa

Sem tapumes, obras foram parcialmente interrompidas na última quinta

Por: Agência Brasil

Santa Teresa
Santa Teresa: bondes não circulam pelo bairro desde agosto de 2011 (Foto: Alexandre Macieira/Riotur)

A Secretaria Estadual de Transportes do Rio de Janeiro multou hoje (15) o Consórcio Elmo Azvi, responsável pelas obras do novo sistema do bondinho de Santa Teresa, bairro da região central da cidade. A multa no valor de R$ 450 mil é resultado da constatação de falhas operacionais na execução das obras, após vistoria conjunta da secretaria com o Ministério Público do Trabalho do Rio.

O bondinho de Santa Teresa é uma das atrações turísticas do Rio e está parado desde agosto de 2011, quando um acidente com um dos bondes matou seis passageiros e deixou dezenas de feridos.

Apesar da multa, a continuação das obras foi liberada nos trechos entre o Largo do Curvelo e o Largo dos Guimarães. Elas foram interrompidas na última quinta-feira (11), após auditores fiscais da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego terem verificado "grave e iminente risco à integridade física dos operários", sobretudo pela ausência de isolamento das vias para execução da obra. Durante a fiscalização, foi verificado que não havia tapumes ou barreiras de proteção para os trabalhadores nem a devida sinalização na via.

Na ocasião, a fiscalização também constatou risco de choque elétrico, com emendas e derivações dos condutores elétricos e falta de aterramento dos equipamentos, o que levou à interdição de um gerador portátil. As obras no Largo dos Guimarães permanecem paradas para a instalação de placas de sinalização. Uma nova inspeção está prevista para quarta-feira (17). 

Esta é a segunda vez que o consórcio é multado este ano. Segundo a secretaria, as duas multas somadas chegam a R$ 1,35 milhão. A primeira, de R$ 900 mil, foi aplicada no mês passado, também por problemas na execução da obra.

Fonte: VEJA RIO