EXPOSIÇÕES

Olhares múltiplos

Longa lista de artistas, de Mestre Vitalino a Picasso, integra a mostra Gente, na Chácara do Céu

Por: Rafael Teixeira - Atualizado em

roteiro-exposicoes-abre.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Pablo Picasso (1881-1973) comparece com a gravura de uma mulher, em preto e branco, representante de sua fase cubista. De Candido Portinari (1903-1962) há um desenho da série dedicada a dom Quixote, personagem de Miguel de Cervantes, realizada em 1956. Estrela de uma alentada retrospectiva em cartaz no Museu Nacional de Belas Artes, o italiano Amedeo Modigliani também está nessa lista: é o autor da gravura sem título que traz um de seus típicos e longilíneos personagens femininos. Ao escolher os trabalhos reunidos em Gente, primeira exposição do ano no Museu da Chácara do Céu, a curadora Anna Paola Baptista buscou representações de figuras humanas na rica coleção deixada pelo industrial Raymundo Ottoni de Castro Maya (1894-1968).

Além da versão para dom Quixote, Portinari assina um belo retrato de Castro Maya, datado de 1943, também incluído no acervo ? ao longo de vinte anos de boa convivência entre os dois, o empresário amealhou 168 peças do artista modernista. Na bela casa onde morou o mecenas serão exibidas 160 criações de 100 artistas. Trata-se de um apanhado que passa por épocas, estilos e técnicas variados. O percurso por seis módulos temáticos oferece de um torso grego do século V a.C. a pinturas da impressionista francesa Berthe Morisot (1841-1895), passando por exemplares da arte popular do pernambucano Mestre Vitalino (1909-1963), gravuras de Rubens Gerchman (1942-2008) e fotos de família.Curiosidade: durante toda a temporada, os visitantes poderão ser retratados em um estúdio fotográfico montado no local. Os registros entrarão na mostra, em exibição digital, e também ficarão disponíveis na internet.

Gente. Museu da Chácara do Céu. Rua Murtinho Nobre, 93, Santa Teresa, ☎ 3970-1126. Quarta a domingo, 12h às 17h. R$ 2,00 (grátis às quartas). Menores de 12 anos e maiores de 65, professores e grupos escolares não pagam ingresso. Até 30 de julho. A partir de quarta (29).

Fonte: VEJA RIO