Crianças

O felino rouba a cena

Chris Penna se destaca como o protagonista de nova montagem de O Gato de Botas

Por: Rafael Teixeira - Atualizado em

AVALIAÇÃO ✪✪✪

Janderson Pires/divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Em uma obra com diversas virtudes, pode soar injusta a afirmação de que um ator vale o espetáculo. No caso de O Gato de Botas ? O Musical, boa adaptação do clássico de Charles Perrault em cartaz no Solar de Botafogo, o protagonista Chris Penna de fato rouba a cena. Ligeiramente modificada, a história preserva o mote original. Um homem divide sua herança entre os três filhos: dá um moinho ao mais velho, um burro ao do meio e um gato ao caçula. A princípio, este último (Ronaldo Dal?Bianco) fica insatisfeito com a parte que lhe cabe, mas reconsidera sua decepção ao ver que o bichano pode mudar sua vida, trazendo-lhe até o amor de uma bela princesa (a ex-paquita Andrea Veiga).

Para fisgar a plateia com seu divertido felino, o ator se inspirou no trabalho de Luiz Carlos Tourinho (1964-2008), que viveu o mesmo personagem em duas montagens do Tablado, encenadas em 1987 e 1997. Nessa segunda temporada, inclusive, eles chegaram a dividir o palco, com Penna no papel do filho mais novo. A direção musical de Marcelo Nogueira extrai bons desempenhos do elenco, em canções que passeiam por vários ritmos. Vale destacar ainda os figurinos de Karlla De Luca, responsável também pelo cenário lúdico, com caixas que lembram blocos de montar.

O Gato de Botas ? O Musical (60min). Livre. Estreou em 8/10/2011. Teatro Solar de Botafogo (182 lugares). Rua General Polidoro, 180, Botafogo, ☎ 2543-5411. Sábado, 17h; domingo, 16h. R$ 40,00. Bilheteria: a partir das 15h (sáb. e dom.). IC. Até 18 de dezembro.

Fonte: VEJA RIO