EXPOSIÇÕES

Retratos do artista

Walter Firmo exibe pela primeira vez no Rio série de fotos históricas de Arthur Bispo do Rosário (1911-1989)

Por: Rafael Teixeira - Atualizado em

roteiro-expos-01-abre.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Morto em 1989, Arthur Bispo do Rosário é um dos artistas brasileiros mais festejados na cena contemporânea internacional. Prova disso é a presença de seus trabalhos na mostra principal da atual edição da Bienal de Veneza, aberta em junho e em cartaz até novembro. Em vida, porém, o sergipano foi marcado pelo estigma da loucura. Diagnosticado como esquizofrênico e paranoico, esteve na Colônia Juliano Moreira em diversas ocasiões ? a última internação durou 25 anos, de 1964 até a sua morte, período em que produziu a parte mais significativa de sua obra. O singular artista é objeto de ensaio fotográfico do carioca Walter Firmo, apresentado em Um Olhar sobre Bispo do Rosário, a partir de domingo (15) na Caixa Cultural. Com curadoria da psicanalista Flavia Corpas, a mostra reúne 28 das quarenta fotografias produzidas ao longo de três dias de 1985. Nas imagens, Bispo do Rosário aparece junto com suas obras, muitas realizadas com objetos resgatados em meio ao lixo e à sucata. Um vídeo documental dirigido pela curadora completa o acervo.

Caixa Cultural ? Galeria 2. Avenida Almirante Barroso, 25, Centro, ☎ 3980-3815, ? Carioca. Terça a domingo, 10h às 21h. Grátis. Até 10 de novembro. A partir de domingo (15).

Fonte: VEJA RIO