DIVERSÃO

10 motivos para ir à Feira do Rio Antigo

Uma vez por mês, encontre antiguidades, artesanato, gastronomia e música em um só lugar: a Rua do Lavradio. Em dezembro, a feira acontece no dia 3 e também terá edição extra de Natal, no dia 17

Por: Louise Peres - Atualizado em

Todo primeiro sábado do mês, a partir das 10 da manhã, a Rua do Lavradio é tomada por um dos melhores eventos ao ar livre do Rio: a Feira do Rio Antigo, que acontece desde 1996 e a cada edição recebe cerca de 20.000 pessoas. Em dezembro, excepcionalmente, a oportunidade é dupla: além do dia 3, uma edição extra, especial de Natal, leva novamente o movimento à charmosa viela da Lapa no dia 17. Veja por que o evento é uma bela desculpa para você levantar cedo da cama e aproveitar um sábado bem carioca.

lavradio1.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

1 - A Rua do Lavradio

Ir à feira é fazer um passeio pela memória da cidade. Aberta nos idos de 1770, a Rua do Lavradio foi a primeira rua residencial do Rio, e remete a grandes personalidades: Machado de Assis, Carmem Miranda e o ator João Caetano, Duque de Caxias e Madame Satã, representante histórico da malandragem carioca e morador do sobrado 171. Outro frequentador ilustre foi o jornalista João do Rio, que escreveu histórias sobre o passado da região, seus cabarés e casas de entretenimento - que no fim do século XIX chegou a abrigar seis teatros. Na decadência, a reforma urbana do prefeito Pereira Passos levou ao chão a maioria das casas do lado direito da rua e sobrados foram convertidos em cortiços. Parte do casario antigo permanece de pé, o que torna a arquitetura da região um dos atrativos do programa.

2 - À feira!

É em torno dela que tudo acontece. A feira de antiguidades da Rua do Lavradio foi idealizada há 14 anos por um grupo de empresários do Pólo Novo Rio Antigo com o objetivo de revitalizar a região, então um canto esquecido do Centro. Hoje ela reúne mais de 400 expositores que vendem, além de peças antigas, roupas, objetos de decoração, acessórios descolados e charmosos. A maioria é de produtos artesanais, produzidos em pequena escala - o que dá aquela cara de exclusividade às peças. "Gosto daqui porque encontro coisas diferentes e únicas", diz a intercambista canadense Briana Anderson.

3 - Antiquários

A atmosfera histórica está também nas lojas. A rua está cheia delas, repletas de antiguidades, belíssimas peças e móveis decorativos. Para quem curte objetos retrô, na própria feira também é possível encontrar raridades como discos de vinil e fotografias antigas da cidade.

4 - Ah, a culinária carioca...

Uma bela feijoada na Mangue Seco Cachaçaria é uma ótima e providencial pedida para recarregar as energias após o passeio. Com a Lavradio fechada ao tráfego de veículos, é possível sentar em mesas no meio da rua e apreciar o prato, sem pressa, curtindo um solzinho de final de tarde. Para um lanchinho rápido, pipoca, algodão-doce e cocada são alguns dos quitutes que podem ser encontrados por lá.

lavradio2.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

5 - Lugar para todos

Do bebê de colo ao casal de idosos, tem espaço para todas as idades na Feira do Rio Antigo. Da mesma maneira que atrai casais de namorados, que aproveitam a atmosfera cheia de boemia e história para passear, a feira agrega jovens, adultos e crianças.

6 - Vai um choppinho?

Se à noite é um dos trechos mais movimentados da Lapa, de dia a rua do Lavradio não deixa a desejar. São muitas as opções para degustar um bom chope gelado: Bar Brasil, Cantinho do Senado, Santo Scenarium, entre outros.

7 - Em novembro, edição especial

No penúltimo mês do ano, a Feira se transforma em uma grande celebração cultural. No primeiro sábado de novembro, ela festeja o Dia da Cultura, comemorado no dia 5 de novembro. A programação envolve cortejos, passeios, desfiles, apresentações e performances ao longo da rua.

8 - Samba, chorinho e MPB

Pra completar o programa, não podia faltar uma boa trilha sonora. A cada edição, acontecem na feira shows gratuitos de samba e chorinho. Artistas de rua - malabaristas, grupos de teatro e dançarinos - também costumam se apresentar por lá. Nas próximas edições, a programação já foi definida:

No dia 3, às 15h30, se apresentam Marcos Novatto e Pimenta de Garrafa, na altura do número 192; às 17h, o sambalanço, samba de raiz e samba MPB do grupo 3 Valetes, com o show Um passeio pelo samba, na Praça Emilinha Borba (esquina com a Rua do Senado). No dia 17, às 15h tem oficina de percussão com o Multibloco e, às 17h, Grupo Pixin-Bodega que interpreta canções, conta histórias das músicas e da carreira de Pixinguinha.

lavradio3.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

9 - Esticando o programa

Quem tiver pique pode até emendar o programa noite adentro em uma ida ao Rio Scenarium, casa que todo sábado enche seus salões com muita música brasileira.

10 - É grátis!

O passeio é perfeito para fins de semana em que você não pretende gastar muito, mas também não quer ficar à toa em casa. Não paga-se nada para entrar e a mistura de música, cultura e gente de todo canto é diversão garantida para o seu sábado. Vai perder?

Feira do Lavradio. Rua do Lavradio, Lapa. Todo 1º sábado do mês. 10h às 19h. Informações: www.polonovorioantigo.com.br

Fonte: VEJA RIO