EXPOSIÇÕES

A majestade da cor

Gonçalo Ivo exibe 21 obras inéditas em mostra-relâmpago na Anita Schwartz Galeria de Arte

Por: Rafael Teixeira - Atualizado em

Divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Filho do poeta e membro da Academia Brasileira de Letras Lêdo Ivo, o carioca Gonçalo Ivo, 53 anos, conviveu desde cedo com colegas do pai, como o escritor Rubem Braga (1913-1990) e os artistas Augusto Rodrigues (1913-1993) e Iberê Camargo (1914-1994). Formou-se em arquitetura, mas, influenciado pela convivência em família, logo deixou a prancheta de lado. Mesmo radicado em Paris desde 2000, mantém um ateliê em Teresópolis. Na serra fluminense, privilegia obras de amplas dimensões, em curioso antagonismo com a produção na capital francesa, caracterizada por peças menores. Lamento, mostra em cartaz a partir de quinta (5) na Anita Schwartz Galeria de Arte, na Gávea, reúne 21 de suas criações brasileiras, todas inéditas.

Pertencentes à série que batiza a individual, as telas de 2,40 metros de altura por 1,20 metro de largura foram elaboradas no ano passado. Em todas, Ivo explora a cor e sua inserção no espaço, temática recorrente em sua carreira. De formato vertical, os trabalhos apresentam cores exuberantes divididas por faixas que parecem cortá-los. A mostra marca a edição do livro Oratório (Contra Capa Editora, 264 págs., R$ 140,00), que será lançado na galeria na quarta (4), às 19h. Além da série Lamento, a publicação reúne mais de 100 outras telas produzidas por Gonçalo Ivo desde 2009. Para quem quiser conferir seu trabalho ao vivo, vale o alerta: a exposição dura apenas três dias.

Lamento. Anita Schwartz Galeria de Arte. Rua José Roberto Macedo Soares, 30, Gávea, ☎ 2274-3873. Segunda a sexta, 10h às 20h; sábado, 12h às 18h. Grátis. Até sábado (7). A partir de quinta (5). www.anitaschwartz.com.br.

Fonte: VEJA RIO