CIDADANIA

Esporte é cidadania

Com apoio da Petrobras, as Vilas Olímpicas da Mangueira e da Maré atendem a mais de 6,6 mil alunos e são referência para o reconhecimento do esporte como uma ferramenta de construção da cidadania

Por: - Atualizado em

Usar o esporte para transformar vidas. Com esta premissa, as Vilas Olímpicas da Maré e da Mangueira ? com patrocínio da Petrobras ? estão modificando a realidade dos mais de 150 mil moradores destas comunidades. Isso porque o futebol, o basquete, a dança e diversas outras atividades oferecidas pelo projeto servem como vetor de motivação para que os mais de 6,6 mil jovens que passam pelas vilas toda semana tenham a oportunidade de desenvolver os aspectos cognitivo, socioafetivo e psicomotor por meio de uma grade curricular integrada, com oficinas educativas, atividades culturais e, claro, esportivas. ?Formar cidadãos e ajudá-los a descobrir o que eles têm de melhor é o nosso objetivo?, diz Bárbara Machado, coordenadora do Centro de Referência Esportiva - Vila Olímpica da Mangueira.

Muitos desses jovens já foram encaminhados para colégios como o Pedro II, companhias de dança como a Deborah Colker e também clubes, a exemplo do Flamengo.

?A vida de quem entra numa vila olímpica muda para sempre?, diz Cinthia Campos dos Santos, que começou como aluna ainda adolescente e hoje, aos 32 anos, é professora de futebol na Maré. Uma prova de que a combinação entre esporte e educação fortalece a cidadania, cria projetos de vida e revela vocações para o esporte, e para a vida.

 

info-1400.jpg
(Foto: Veja Rio)

 

Fonte: VEJA RIO