DIVERSÃO

Onde fazer aulas de música no Rio

Saiba onde aprender a tocar instrumentos musicais na cidade. Escolas ensinam desde instrumentos clássicos, como piano e violino, até populares como cavaquinho e pandeiro

Por: Louise Peres - Atualizado em

aula-musica-01.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

O início do ano letivo não precisa valer apenas para crianças, adolescentes e universitários e é o período ideal para colocar em prática aquele plano de aprender algo novo em 2013. Sempre quis tocar um instrumento musical? Aproveite essa época de volta às aulas e inspire-se para finalmente arriscar-se nos seus primeiros acordes. O primeiro passo é conferir abaixo uma série de centros de ensino e escolas musicais da cidade, onde é possível aprender desde o básico da teoria e da prática em instrumentos como violão, piano, guitarra, baixo, trompete, flauta, pandeiro... Feita a escolha, seja ele clássico ou popular, de corda, sopro ou percussão, eleja o seu favorito e mãos à obra!

BSB Musical

Com filial carioca aberta este mês em Botafogo, a rede que conta com dezesseis unidades pelo Brasil é dedicada ao ensino da música em seus mais variados estilos. Há desde aulas de violão, bateria e guitarra até acordeon, viola caipira e flauta doce. Além de aprender o novo instrumento, o aluno pode também mostrar seus dotes: uma vez por mês a escola realiza um tributo a um artista, onde os aprendizes fazem um show aberto ao público e executam sucessos do homenageado. Preços sob consulta.

BSB Musical. Rua São Clemente, 411 - Botafogo, tel. 3176-3684. Segunda a sexta, das 8h às 20h. Aos sábados, das 8h às 18h.

Cigam

Há quinze anos no Centro do Rio, a escola funciona desde 2008 na Rua Santa Luzia. Seus cursos, que incluem bandolim, baixo, bateria, canto, cavaquinho, flauta, guitarra, percussão, piano, sax, trompete, violão ou violão de 7 cordas, têm novas turmas a cada três meses - as próximas começam em abril, e já estão com matrículas abertas. Para piano, violão ou guitarra, por exemplo, a mensalidade custa 116 reais, com uma aula por semana. Para demais valores, consulte a escola.

Cigam. Rua Santa Luzia 799/701, Cinelândia, tel. 2524-2170 e 2532-0768. www.cigam.mus.br

Conservatório Brasileiro de Música

Bateria, bandolim, clarineta, flauta doce, flauta transversa, guitarra, percussão, piano, regência, saxofone, teclado, trombone, trompete, violão, violino, violoncelo. Além de cursos universitários, o Conservatório oferece também programas para quem deseja se iniciar ou aperfeiçoar em todos esses instrumentos musicais. As aulas são individuais, com duração de uma hora, e acontecem uma vez por semana, em data a combinar entre o professor e o aluno. Cada professor fixa o valor da mensalidade, sempre entre 250 e 350 reais. A taxa de matrícula começa em 120 reais, e vai caindo 10 reais por mês ao longo do ano - quem entra em março, por exemplo, paga 100 reais.

Conservatório Brasileiro de Música - Centro Universitário. Av. Graça Aranha, 57 / 12º andar - Centro, tel. 3478-7600. http://cbm-musica.edu.br

Elite Musical

Com nove unidades no Grande Rio (Botafogo, Barra, Centro, Méier, Recreio e Campo Grande, além de Caxias, Nova Iguaçu e Niterói), a escola oferece aulas de violão, guitarra, piano, teclado e bateria. São sempre duas horas de aula por semana, sendo uma prática e a outra teórica. Preços sob consulta.

Elite Musical.

Endereços em www.elitemusical.com.br. Segunda a sexta, de 8h às 21h. Sábado, de 8h às 17h.

aula-musica-02.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Escola de Música Villa-Lobos

O Rio é um dos quatro municípios onde está presente a tradicional Escola de Música Villa-Lobos, fundada 1952 para ser um centro popular de ensino de arte e que atualmente integra a Secretaria de Estado de Cultura. Entre as opções de cursos, se destaca o de educação profissional técnica de nível médio. O ingresso é feito por meio de uma prova, exigindo que o candidato já tenha conhecimentos básicos dos elementos teóricos, perceptivos e harmônicos da música, além daqueles técnicos e fundamentais em seu instrumento musical. Mas há também o curso de formação inicial e continuada de trabalhadores, indicado para quem quer começar o estudo da música ou pretende aprimorar os conhecimentos adquiridos em vivências musicais anteriores. Não é necessário nenhum conhecimento musical prévio para ingressar no programa, que dura dois anos e meio e é promovido em convênio com a Associação de Músicos, Docentes e Amigos da Escola de Música Villa-Lobos. Aberto a jovens de 13 a 18 anos, nos turnos manhã e tarde e para adultos a partir de 19 anos, no turno da noite.

Escola de Música Villa-Lobos. Rua Ramalho Ortigão, 9, Centro, tel. 2232-6405. www.villa-lobos.org.br

Escola In Concert

Funcionando em Ipanema desde 1992, a escola de música oferece o ensino de violão, piano, bateria, baixo, canto, guitarra, teclado, cavaquinho e percussão. Há aulas individuais ou em dupla (340 e 220 reais por mês, respectivamente). Alguns instrumentos, entretanto, como bateria ou piano, exigem aulas particulares. A frequência é de um encontro por semana, com uma hora de duração. A taxa de matrícula é de 50,00.

Escola In Concert. Rua Visconde de Pirajá, 303 - 315/316 - Ipanema, tel. 2287-5136. 9h às 21h. www.escolainconcert.com.br

Escola Portátil de Música

Criada por músicos de choro em 2000, a escola começou com cerca de cinquenta alunos na Sala Funarte. Pouco depois, já eram cem aprendizes na UFRJ e, em seguida, o número de interessados mais que triplicou no casarão da Glória. Hoje em dia, essa que é uma das iniciativas mais bacanas e acessíveis para quem quer fazer iniciação musical, tem suas aulas no campus da Uni-Rio na Urca. A EPM conta 26 professores e mais de 800 alunos de flauta, clarinete, saxofone, trompete, trombone, contrabaixo, violão, cavaquinho, bandolim, pandeiro, percussão, piano, canto e canto coral - há também turmas de teoria musicais, harmonia, arranjo, composição e apreciação musical. Uma vez na escola, o aluno recebe formação musical completa (teórica e prática), podendo trabalhar dentro de qualquer estilo musical, e não apenas o choro. A taxa de semestralidade custa R$ 280,00 e dá direito a uma aula de instrumento; uma aula de apreciação musical; uma hora de ensaio do bandão; e uma hora de roda de choro. Para cursar uma segunda oficina de instrumento, é cobrada uma taxa extra de R$ 180,00. Infelizmente, as turmas deste semestre, que iniciam as aulas em março, já estão fechadas. Vale se programar para o próximo.

Mais informações em www.escolaportatil.com.br

Intermúsica

Com sede em Ipanema, a escola de música abriu há pouco as portas de sua primeira filial em Copacabana. Entre os instrumentos ensinados, o aluno encontra baixo, guitarra, violão, bateria, flauta, gaita, percussão, saxofone, violino, piano / teclado e cavaquinho. Também há aulas de musicalização infantil, baby class, violino. A mensalidade custa a partir de 235 reais, com 75 reais de matrícula. Os cursos acontecem em todos os níveis e há turmas para todas as idades.

Intermúsica. Rua Visconde de Pirajá, 444 grupos 206, 207 e 214, Ipanema, tel. 2287-5471/ 2523-7167. Mais informações em www.intermusica.com.br

Fonte: VEJA RIO