DIVERSÃO

É de graça

Listamos 20 atrações gratuitas para você curtir o feriadão na faixa. Tem atrações infantis, show e mais

- Atualizado em

CRIANÇAS

✪✪✪ A Aventura de Pedro Em uma noite de insônia, o menino do título tem seus sonhos materializados em divertidos personagens, que usam um armário do quarto como portal entre a realidade e a fantasia. Circulam pelos dois mundos figuras como Cintilante, uma fada que sonha em ser bruxa, e Hugo, um lobo mau galanteador. Direção de Mariana Rebelo (50min). Rec. a partir de 2 anos. Estreou em 22/3/2014.

Centro de Referência Cultura Infância - Teatro do Jockey (150 lugares). Avenida Bartolomeu Mitre, 1110, Gávea, ☎ 3114-1286. Sábado e domingo, 18h30. Grátis. Distribuição de senhas uma hora antes. Até 11 de maio.

Playground literário

Na concepção do espaço, a influência principal foi a Bauhaus, escola alemã que ditou os rumos da modernidade no design e na arquitetura. Por uma questão de coerência, a programação da área infantil da re¬cém-inaugurada Biblioteca Parque Estadual, no Centro, também aposta alto. Até o fim do mês, além de atividades diárias, como leitura orientada, pintura e jogos educativos, a criançada encontra no sábado e no domingo um roteiro diferenciado, parte do projeto Jardim das Parques. O fim de semana é animado por sessões de trinta minutos de contadores de histórias, em torno do tema Arca de Noé, das 11h30 às 15h30, e oficinas de produção de papel marmorizado e brincadeiras inspiradas por poemas de Vinicius de Moraes (a partir de 12h). Um passeio atraente, as visitas guiadas pelos 15?000 metros quadrados das novas instalações acontecem às 16h.

Biblioteca Parque Estadual. Avenida Presidente Vargas, 1261, Centro, ☎ 2332-8647. Terça a domingo, 10h/20h. Grátis. bibliotecasparque.org.br

Clique aqui e veja outras atrações infantis grátis especiais para a Páscoa

CARU RIBEIRO / divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Livro de Rua

Em comemoração ao Dia Internacional do Livro Infantil (18) e à Páscoa, o projeto promove, no sábado (19), uma biblioteca a céu aberto com distribuição de livros gratuita. Quem passar pela Praça Nazaré, em Anchieta, vai se surpreender com obras de grandes nomes da literatura amarradas nas árvores. Os títulos poderão ser retirados pelos interessados gratuitamente. Haverá ainda um recital de poesias.

Praça Nazaré, s/n, Anchieta. Sábado (19), das 9h às 11h. Grátis.

ESPECIAL

Circo-teatro

Mar Aberto, espetáculo de Helena Bittencourt e Goos Meeuwsen, tem por cenário um "piano-barco" a bordo do qual três atores encenam a apresentação que mistura circo e teatro. Com direção musical de João Bittencourt, a montagem é inspirada no romance O Velho e O Mar, de Ernest Hemingway.

Campo de Santana. Praça da República, s/n, Centro. Sábado (19) e domingo (20), 15h. Grátis. Até 4 de maio.

SHOW

II Festa de Ogum

No domingo (20), a Praça da Harmonia, na Gamboa, será palco da festividade em homenagem a São Jorge Guerreiro. O evento começa às 14h, com a missa para São Jorge. Às 15h, a Mãe Marilza e os irmãos da Casa de Iemanjá chegam para dar o axé da festa. Às 15h30 tem a presença dos artistas da Roda Cultural do Engenho do Mato. Logo depois, o frevo Alegria do Rio mostra sua dança. O Tambor de Cumba traz o jongo e o samba de roda. Finalizando, Alexandre Nadai e a galera do Samba Zé Samba recebem João da Valsa do Salgueiro, Noca da Portela, Tantinho da Mangueira e Zé Luiz do Império Serrano.

Praça da Harmnia, s/n, Gamboa. Domingo (20), a partir das 14h. Grátis.

EXPOSIÇÕES

Vladimir Lagrange

Um dos maiores fotógrafos vivos revelados na antiga União Soviética, este senhor de 74 anos, em atividade há mais de meio século, construiu uma obra carregada de sensibilidade e destituída de conotações ideológicas ? um feito, levando-se em conta a opressão do regime comunista com a qual conviveu em boa parte de sua carreira. Assim Vivíamos, sua primeira individual na América Latina, em cartaz na Caixa Cultural, deixa patente uma atração pelo sujeito comum, distante do cidadão perfeito almejado pela propaganda oficial. Ao longo de 65 fotografias em preto e branco, selecionadas pelo curador Luiz Gustavo Carvalho, aparecem casais dançando, um músico tocando tuba, uma criança encasacada na neve, meninas sob a supervisão de uma professora de balé, agricultores na colheita, operários trabalhando, um garoto fazendo careta. Produzidas entre as décadas de 60 e 90, as imagens são um primor de composição e luz, aparentadas à escola de fotografia humanista francesa, que revelou nomes como Henri Cartier-Bresson (1908-2004), Robert Doisneau (1912-1994) e Sabine Weiss. Em alguns trabalhos, uma pontinha de subversão política transparece de forma poética. É o caso de um registro de 1962, Pombas da Paz, em que jovens felizes caminham pela Praça Vermelha, sob uma enorme revoada de pássaros. Lagrange privilegiou os indivíduos, em vez da multidão. No passeio por retratos de um povo também há espaço para o humor: em uma foto de 1982, um idoso de barba longa pilota um carrinho de brinquedo em um parque de diversões.

Caixa Cultural ? Galeria 4. Avenida Almirante Barroso, 25, Centro, ☎ 3980-3815, Carioca. Terça a domingo, 10h às 21h. Grátis. Até 25 de maio.

Paparazzi no Anônimo

Em 2011, o fotógrafo carioca Rogério Reis iniciou um projeto batizado Ninguém É de Ninguém, no qual registrava cenas nas praias da cidade e inseria digitalmente tarjas e formas geométricas coloridas sobre o rosto das pessoas. Reunidas na série Paparazzi do Anônimo, as imagens encantaram a renomada Maison Européenne de la Photographie e foram adquiridas pela instituição ? algumas estiveram recentemente na mostra Amor, Amor, Amor, no CCBB. Vinte e duas fotografias deste projeto (a preços entre R$ 8?000,00 e R$ 12?000,00) ocupam a Galeria da Gávea a partir de quarta (16). Curiosidade sobre o autor: a estátua do poeta Carlos Drummond de Andrade, alvo frequente das lentes amadoras de quem passa pelo calçadão de Copacabana, no Posto 6, reproduz uma foto feita por Reis em 1982.

Galeria da Gávea. Rua Marquês de São Vicente, 431, loja A, Gávea, ☎ 2274-5200. Segunda a sexta, somente com agendamento por telefone, 11h às 19h. Grátis. Até 23 de maio. A partir de quarta (16).

Rogério Reis/divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Community

A videoinstalação que dá nome à mostra exibe fotografias de 43 dos atuais profissionais da renomada agência Magnum Photos, fundada em 1947 por mestres das câmeras como Henri Cartier-Bresson. Ensaios de cinco deles são apresentados em outra parte da exposição.

Oi Futuro Flamengo. Rua Dois de Dezembro, 63, Flamengo, ☎ 3131-3060, Largo do Machado. Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Até 1º de junho. A partir de terça (15).

Josephine Baker e Le Corbusier no Rio: um Caso Transatlântico

Um encontro entre o arquiteto Le Corbusier e a dançarina, cantora e atriz Josephine Baker, no Rio, em 1929, inspira a coletiva. Cerca de 400 criações de artistas variados tratam do episódio em termos metafóricos.

Museu de Arte do Rio. Praça Mauá, s/nº, Zona Portuária, ☎ 3031-2741. Terça a domingo, 10h às 18h. R$ 8,00. Grátis às terças. Meia-entrada para estudantes de escolas particulares e universitários. De quarta a domingo, grátis para alunos e professores da rede pública, crianças de até 5 anos e pessoas com mais de 60 anos. Até 25 de maio. A partir de sexta (18).

Nazareno

Dezoito instrumentos infantis compõem uma instalação apresentada pelo artista na mostra Somos Iguais. Também são exibidos fotos autobiográficas da série de De Onde (Eu) Venho, que ilustram o seu processo criativo, e três vídeos.

Oi Futuro Flamengo. Rua Dois de Dezembro, 63, Flamengo, ☎ 3131-3060, Largo do Machado. Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Até 1º de junho. A partir de terça (15).

Renan Cepeda

Em Wave, o fotógrafo apresenta nove registros de paisagens do Rio em grande formato. As imagens são fruto da original pesquisa de Cepeda com fotografia infravermelha. Preços sob consulta.

Galeria Tempo. Avenida Atlântica, 1782, loja E, Copacabana, ☎ 2255-4586. Segunda a sexta, 12h às 19h; sábado, 16h às 19h. Grátis. Até 7 de junho. A partir de quinta (17).

✪✪✪ Cavalcante

Primeira retrospectiva do caricaturista carioca, a mostra reúne 114 trabalhos produzidos ao longo de mais de 25 anos. Entre as personalidades retratadas em seu inconfundível traço estão Vinicius de Moraes, Dilma Rous¬seff e Manuel Bandeira. Também há ilustrações em nanquim, esboços inéditos, objetos-esculturas e sete telas.

Museu Nacional de Belas Artes. Avenida Rio Branco, 199, Centro, ☎ 3299-0600, Cinelândia. Terça a sexta, 10h às 18h; sábado, domingo e feriados, 12h às 17h. Grátis. Até dia 27.

✪✪✪ Chico Albuquerque

Pioneiro da fotografia publicitária no Brasil, o profissional cearense se dedicou a outros temas, como revela a mostra O Estúdio Fotográfico. Em cerca de 120 imagens, há registros ligados à arquitetura, cenas urbanas da capital paulista e retratos de personalidades.

Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea, ☎ 3284-7400. Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Estac. grátis. Visitas guiadas de terça a sexta, às 17h. Até 25 de maio.

Maria Tomaselli

Austríaca radicada no Brasil desde 1969, a artista apresenta onze trabalhos feitos sobre lonas de caminhão usadas ? furos e remendos incluídos. O suporte ganha camadas de tinta, desenhos e impressões de gravuras. Somam-se a esse conjunto dezenove telas, quatro desenhos, um objeto de madeira e seis álbuns de gravuras.

Centro Cultural Correios. Rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro, ☎ 2253-1580. Terça a domingo, 12h às 19h. Grátis. Até 18 de maio.

Miguel Rio Branco

Uma instalação com quatro projeções de imagens que abordam a temática da violência e do poder, uma projeção estática com áudio e um site specific compõem a individual do fotógrafo, batizada como Gritos Surdos.

Casa França-Brasil. Rua Visconde de Itaboraí, 78, Centro, ☎ 2332-5120. Terça a domingo, 10h às 20h. Grátis. Até 25 de maio.

Tino Sehgal

Atual vencedor do Leão de Ouro na Bienal de Veneza e um dos finalistas do Turner Prize, em 2013, o artista inglês radicado em Berlim expõe no Brasil pela primeira vez. Sua obra, baseada no conceito de performance, não depende de suporte físico. Em These Associations, que leva à rotunda do CCBB, cerca de cinquenta pessoas caminham pelo espaço em uma coreografia ensaiada, param para relatar as próprias histórias aos visitantes e, em seguida, voltam a andar.

Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. Quarta a segunda, 9h às 21h. Grátis. Até dia 21.

✪✪✪ Toz

Nome conhecido da arte urbana carioca, o grafiteiro Tomaz Viana, o Toz, ocupa 300 metros quadrados com uma instalação, na qual dois de seus personagens ganham destaque: o colorido Vendedor de Alegrias, com a cabeça cheia de bolas, e o enigmático Insônia, identificado pelos olhos brilhantes.

Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica. Rua Luís de Camões, 68, Centro, ☎ 2232-4213 e 2242-1012. Segunda a sexta, 12h às 20h; sábado, domingo e feriados, 11h às 17h. Grátis. Até 8 de maio.

Fonte: VEJA RIO