DIVERSÃO

É de graça

Além dos blocos carnavalescos que saem às ruas de diferentes regiões da cidade, confira 14 atrações gratuitas para curtir o fim de semana

- Atualizado em

SHOWS

Rio Marchinhas

Farra democrática e repleta de boas atrações que acontecia aos pés dos Arcos da Lapa, a programação gratuita de Carnaval ganhou novo palco: vai ocupar, de sábado (1º) a 4 de março, a Praça Tiradentes, reformada em 2011 e hoje sem as tristes grades que a cercavam. No primeiro dia, o Casuarina é o destaque. Daniel Montes (violão de sete cordas e arranjos), Gabriel Azevedo (voz e pandeiro), João Cavalcanti (voz e percussão), João Fernando (bandolim, vocais e arranjos) e Rafael Freire (cavaquinho e vocais) defendem canções que os consagraram na vizinha Lapa. São composições de seus integrantes, como Dissimulata, além de Eu Quero É Botar Meu Bloco na Rua (Sérgio Sampaio) e Acreditar (Delcio Carvalho e Dona Ivone Lara). Antes, entram em cena os grupos Tum Tá que Tá, liderado pela cantora e pandeirista Clarice Magalhães, e Rio Maracatu. A tarde de domingo (2) começa com os quinze instrumentistas do bloco Toca Rauuul batucando hits de Raul Seixas, como Metamorfose Ambulante e Não Pare na Pista. Em seguida, os cantores Teresa Cristina e Moyseis Marques dividem repertório de clássicos do samba.

Praça Tiradentes, Centro. Sábado (1º), 17h (Tum Tá que Tá), 18h (Rio Maracatu) e 20h (Casuarina). Domingo (2), 16h (Toca Rauuul) e 20h (Teresa Cristina e Moyseis Marques). Grátis.

Paprica Fotografia/divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Lavradio Jazz Festival

Durante os dias de folia, o charmoso trecho da Rua do Lavradio fechado para carros abriga um festival de jazz tradicional. Inspirado no Mardi Gras, histórico Carnaval de rua da cidade americana de Nova Orleans, o evento recebe oito atrações gratuitas durante quatro dias. No sábado (1º), Alma Thomas, cantora americana radicada no Rio, abre os trabalhos ao lado da Perdido Band com um tributo a Louis Armstrong. No mesmo dia, a Orleans Original Jazz, integrada por seis músicos, defende clássicos do dixieland, como When the Saints Go Marchin? In. Domingo (2) é dia de São Jorge Brass Band. Liderado pelo trompetista inglês Tom Ashe, o grupo passeia por jazz das antigas, ragtime e charleston. Depois do conjunto, o guitarrista Mark Lambert, à frente do Quinteto Rádio Swing, interpreta jazz e R&B, lembrando o repertório de craques como Ray Charles e Louis Prima.

Rua do Lavradio, 36, Centro (em frente ao Santo Scenarium). Sábado (1º) e domingo (2), a partir das 13h. Grátis.

CRIANÇAS

Bonecos no Parque

Marionetes, palhaços e outras figuras recorrentes em espetáculos infantis estão na programação do festival, que leva 36 companhias de teatro ao Aterro do Flamengo até outubro. No sábado (1º), a criançada confere Papel Picado e Serpentina, um divertido baile com desfile de fantasias, distribuição de brindes e muitas brincadeiras. Tereza Onã e músicos convidados animam a festa com marchinhas carnavalescas.

Teatro Municipal de Marionetes Carlos Werneck de Carvalho (300 lugares). Parque do Flamengo (altura do nº 300 da Praia do Flamengo), ☎ 2273-1497. Sábado (1º), 11h/13h. Grátis. Até 26 de outubro. Confira a programação completa em abr.ai/bonecos-no-parque.

Bloco Infantil Gigantes da Lira no Downtown

Nos dias 22 de fevereiro e 01º de março, a partir das 17h, o espaço recebe o bloco Gigantes da Lira. A festa, além de ter entrada franca, foi pensada para toda a família conseguir aproveitar o evento. É a quarta vez que o bloco se apresenta no empreendimento. Palhaços comandarão a folia acompanhados do casal de mestre-sala e a porta-bandeira sobre pernas de pau; equilibristas e o "Bobo da Corte", boneco gigante de 3,5m, símbolo do bloco.

Downtown. Avenida das Américas, 500, Barra da Tijuca. Sábado (1º), 17h. Grátis.

Bailinho da Viradouro

O Plaza Shopping promove o bailinho deCarnaval em parceria com a escola de samba Unidos do Viradouro. Entre as atrações, haverá customização de máscaras, tatuagem de tinta, concurso de fantasia e contação de histórias.

Plaza Shopping. Rua XV de Novembro, 8, Niterói. ☎ 2621-9400. Sábado(1º), 14h às 18h. Grátis.

Carnaval do West Shopping

O espaço terá seu Carnaval infantil com um concurso de Rei e Rainha Momo, recreação e pintura de rosto.

West Shopping. Estrada do Mendanha, 555, Campo Grande. ☎ 3178-9501. Sábado (1º) e domingo (2), 16h às 20h. Grátis.

Baile do Recreio Shopping

A criançada poderá se divertir no bloquinho que irá percorrer todo o shopping e contará ainda com uma bateria de Escola Mirim, que tocará marchinhas e músicas infantis na praça de eventos. Haverá ainda oficinas para os pequenos se maquiarem a vontade e se divertirem mais ainda.

Recreio Shopping. Avenida das Américas, 19.019, Recreio dos Bandeirantes. ☎ 2138-9888. Sábado (1º), 16h às 20h. Grátis.

EXPOSIÇÕES

Chico Albuquerque

Em 1949, o cearense Chico Albuquerque (1917-2000) clicou, para a Johnson & Johnson, a primeira campanha publicitária do país ilustrada com uma fotografia. Daí em diante, seus registros ajudaram a vender de tudo um pouco: automóveis, ventiladores, máquinas de costura, meias-calças e refrigeradores, entre outros produtos. O justo status de referência na propaganda brasileira, porém, não o impediu de se dedicar a outros temas, como revela a mostra O Estúdio Fotográfico, em cartaz no Instituto Moreira Salles a partir de quarta (26). Em aproximadamente 120 fotografias, Albuquerque aponta a câmera para alvos diversos. Na seleção há registros ligados à arquitetura, como o dos bastidores da construção do Pavilhão da Bienal, projetado por Oscar Niemeyer, no Parque do Ibirapuera, cenas urbanas da capital paulista (onde o fotógrafo se radicou em 1945) e retratos de personalidades, a exemplo do político Jânio Quadros e da escritora Hilda Hilst.

Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea, ☎ 3284-7400. Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Estac. grátis. Visitas guiadas de terça a sexta, às 17h. Até 25 de maio. A partir de quarta (26).

roteiro-expos-01-abre.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

✪✪✪ Lippe Muniz

Nascido em 1986, em Duque de Caxias, o artista apresenta História da Melancolia, mostra que reúne ilustrações com detalhados e expressivos traços. Pinturas marcadas por tons negros, objetos e instalações completam a original seleção exibida. R$ 2?000,00 a R$ 20?000,00.

Graphos: Brasil. Rua Siqueira Campos, 143 (Shopping dos Antiquários), sobreloja 11, Copacabana, ☎ 2256-3268 e 2255-8283. Segunda a sexta, 11h às 19h; sábado, 11h às 18h. Grátis. Até sábado (1º).

✪✪✪ Amor, Amor, Amor

Primeira mostra de 2014 no CCBB, a coletiva reúne 45 imagens, uma série fotográfica e dois vídeos do acervo da Maison Européenne de la Photographie (MEP), de Paris, que representam as mais distintas formas de amor pelo olhar de 23 fotógrafos. Há nomes como Henri Cartier-Bresson, Robert Doisneau e Pierre Verger. Curadoria de Jean-¬Luc Monterosso e Milton Guran.

Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. Quarta a segunda, 9h às 21h. Grátis. Até 31 de março.

Araújo Porto-Alegre

A exposição traz cerca de cinquenta obras de Manuel de Araújo Porto-Alegre (1806-1879), pinçadas do acervo de iconografia brasileira do IMS. Foram reunidos aquarelas, esboços, desenhos feitos com grafite e nanquim, além de textos, poemas e projetos de arquitetura e cenografia.

Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea, ☎ 3284-7400. Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Estac. grátis. Visitas guiadas de terça a sexta, às 17h. Até 13 de abril.

✪✪✪ Em 1964

Na menor galeria do Instituto Moreira Salles, a mostra compensa suas pequenas dimensões com um acervo variado, cheio de achados interessantes, sobre a cultura em 1964, ano do golpe militar. Cerca de oitenta obras reunidas, oriundas de campos variados, como literatura, fotografia, cinema e música, compõem a exposição. Como era de esperar, a política permeia quase toda a mostra. Estão na seleção páginas e capas da Pif Paf, revista criada por Millôr Fernandes, cuja circulação durou apenas oito números devido à perseguição do regime. Há ainda uma seção dedicada à música, em que se ouvem canções de Tom Jobim, Baden Powell, Nara Leão, Ernesto Nazareth e Radamés Gnattali, entre outros.

Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea, ☎ 3284-7400. Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Estac. grátis. Visitas guiadas de terça a sexta, às 17h. Até 23 de novembro.

✪✪✪✪ Luigi Ghirri

Pensar por Imagens ? Ícones, Paisagens, Arquitetura exibe 300 fotografias do italiano Ghirri (1943-1992), pioneiro no uso da cor na fotografia em seu país. Examinada em conjunto, a obra joga luz sobre questões ligadas à própria fotografia, levantando dúvidas sobre o que é real. Cenas banais e objetos prosaicos têm destaque entre as imagens.

Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea, ☎ 3284-7400. Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Estac. grátis. Visitas guiadas de terça a sexta, às 17h. Até 13 de abril.

✪✪✪ Resistir É Preciso

Depois de passar por Brasília e São Paulo, a exposição organizada pelo Instituto Vladimir Herzog, que aborda o período da ditadura militar no Brasil, chega ao Rio. Trata-se de um conjunto de obras de arte, imagens e documentos históricos da época. Entre os destaques está a coleção do jornalista e ex-¬preso político Alípio Freire, com trabalhos de artistas plásticos como Sérgio Freire, Flávio Império e Sérgio Ferro, além de registros (alguns cen¬surados então) dos fotojornalistas Luis Humberto e Orlando Brito.

Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. Quarta a segunda, 9h às 21h. Grátis. Até 7 de abril.

Fonte: VEJA RIO