DIVERSÃO

É de graça

Confira 34 atrações gratuitas para curtir o fim de semana

- Atualizado em

TEATRO

Um Dia Qualquer

Quatro desconhecidos se encontram num banco de praça em pleno centro da cidade, numa tarde de outono. Esse encontro inusitado faz com que revelem entre eles suas dores, seus amores, sua vida de forma emocionante e muito engraçada, tornando o público cúmplice também dessas histórias.

Lona Cultural Municipal Terra (320 lugares). Rua Marcos de Macedo, s/n°, Guadalupe. Domingo (9), 20h. ☎ 3018-4203. Grátis.

Claudio Senra/divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

CRIANÇAS

Pequena Coleção de Todas as Coisas

Em 2009, a prestigiada Cia Dani Lima apresentou Pequeno Inventário de Lugares-Comuns, espetáculo que propunha o resgate de objetos, gestos e ações prosaicas que normalmente passam despercebidos no dia a dia. Inspiradas por esse trabalho, a coreógrafa e sua trupe criaram uma versão dedicada ao público mirim, batizada de Pequena Coleção de Todas as Coisas. Elogiada, a montagem, que estreou por aqui em maio, volta ao circuito neste domingo (2), ocupando o Teatro do Jockey, com entrada franca. Em cena, Carla Stank, Laura Samy, Lindon Shimizu e Renato Linhares se valem da dança e de poucas palavras para dar novos significados a cerca de 100 objetos de cores, formas, tamanhos e funções diferentes. Podem-se encontrar, espalhados pelo palco, bule de café, escorredor de macarrão, árvore de Natal, pino de boliche, pacote de biscoito, espada, aspirador de pó e capacete de ciclista, entre outros itens que o elenco vai manipulando de maneira ora graciosa, ora divertida. Direção de Dani Lima (60min). Rec. a partir de 5 anos. Centro de Referência Cultura Infância ? Teatro do Jockey (84 lugares). Avenida Bartolomeu Mitre, 1110, Gávea, ☎ 3114-1286. Sábado e domingo, 16h30. Grátis. Senhas distribuídas uma hora antes do espetáculo. Até 23 de fevereiro.

Bonecos no Parque

Marionetes, palhaços e outras figuras recorrentes em espetáculos infantis estão na programação do festival, que leva 36 companhias de teatro ao Aterro do Flamengo até outubro.

Teatro Municipal de Marionetes Carlos Werneck de Carvalho (300 lugares). Parque do Flamengo (altura do nº 300 da Praia do Flamengo), ☎ 2273-1497. Sábado (1º) e domingo (2), 11h. Grátis. Até 26 de outubro. Confira a programação completa em abr.ai/bonecos-no-parque.

Troca-Troca de Livros

O projeto incentiva a troca de livros entre crianças, jovens e adultos. Na lista de obras infantis há títulos internacionais e nacionais de ficção, crônicas, biografias e comédias. Para participar, basta levar exemplares em bom estado de conservação. Não são aceitas obras didáticas nem técnicas. Cada leitor pode fazer duas trocas por vez. Imperator ? Centro Cultural João Nogueira. Rua Dias da Cruz, 170, Méier, ☎ 2596-1090. Aos domingos, 10h/14h. Grátis.

Vila dos Smurfs

O shopping oferecerá um espaço temático gratuito com cenografia baseada na Vila dos Smurfs, onde crianças de 3 a 12 anos poderão brincar com recreadores vestidos como os personagens. São cinco atividades diferentes, como pintura, playground e horta, em meio a cogumelos e árvores gigantes.

Note Shopping. Avenida Dom Hélder Câmara, 5474, Cachambi, Praça de Eventos, 1º piso. Diariamente, 12h às 20h. Até 10 de fevereiro.

O Mundo dos Dinossauros

Para animar a temporada de férias da garotada, o shopping aposta no universo dos grandiosos animais pré-históricos com a exposição O Mundo dos Dinossauros. Os clientes poderão conferir de perto, gratuitamente, 20 réplicas de feras - alguns com até 6 metros de altura - como o Tiranossauro Rex, o Pterosaurus e o Allosaurus, além de reproduções de fósseis e ovos de dinossauros. Na área externa, próximo à Avenida das Américas, os visitantes serão surpreendidos por um imenso Apatosaurus de 8 metros de altura e 22 metros de comprimento, o maior da exposição. Para completar as opções de entretenimento, a exposição terá um mini cinema 7D com capacidade para receber nove pessoas por exibição (ingressos a R$ 10). Com efeitos que simulam jatos de água, vento e cadeiras que se mexem, os filmes mostrarão a vida dos dinossauros de forma divertida e educativa. Além disso, haverá uma loja de produtos temáticos.

BarraShopping. Avenida das Américas, 4666, Barra da Tijuca. Segunda a sábado, 10h às 22h; domingos e feriados, 13h às 21h. Até 9 de fevereiro.

Contos Fadados

Com texto e direção de Breno Sanches, a montagem do grupo Milongas é inspirada em jogos de mesa tipo Detetive ou Scotland Yard, em que os atores são as peças do tabuleiro e os jogadores são os próprios espectadores, com um final sempre surpreendente. A apresentação começa em clima de suspense, com o mistério ?Quem roubou o livro do autor no mundo dos contos e está destruindo as histórias tradicionais?? Os suspeitos são os personagens excluídos destes contos: Rogério Luiz, o quarto porquinho; Chato, o oitavo anão; e Isabela, a irmã da Chapeuzinho Vermelho, papeis que os atores descobrem, através de sorteio feito em cena, quem irá interpretá-los naquele dia. Ao final, através das pistas deixadas pelos suspeitos, a plateia vai poder dizer quem roubou o livro. Com essa dinâmica interativa é possível conferir sempre um espetáculo diferente, tanto no desenrolar da história quanto no desfecho.

Arena Carioca Dicró. Parque Ary Barroso, Penha. ☎ 7951-0203. Domingo, 16h. Até 23 de fevereiro. Grátis.

Justin e A Espada da Coragem

O Rio Design Barra promove o evento inspirado no filme de mesmo nome, previsto para chegar aos cinemas no dia 21 de fevereiro. As aventuras de um corajoso jovem que decide tornar-se cavaleiro viraram divertidas atrações que prometem animar pequenos e adultos. Na Praça Central, foi erguido um cenário medieval com cinco atividades para crianças a partir de 3 anos. Tiro ao alvo, arco e flecha e escalada são algumas das aventuras disponíveis para toda a família. As atrações do evento são acompanhadas por monitores especializados e devem ser agendadas previamente no concierge no próprio dia.

Rio Design Barra. Avenida das Américas, 7777, Praça Central, Barra da Tijuca. ☎ 2430-3024. Domingo a sexta, 15h às 20h; sábado, das 11h às 21h. Até 23 de fevereiro. Grátis.

O Circo de Uma Nota Sol

Café Pequeno (Richard Riguetti) e Currupita (Lilian Moraes) são palhaços do barulho: além de apresentarem ao ar livre divertidos números circenses, passeiam por forró, baião e samba misturando instrumentos convencionais, como acordeão e sax, a sinos, buzinas, moedas, panelas e o que mais surgir. Esse é o roteiro da dupla de integrantes do grupo Off-Sina, 26 anos de estrada, em O Circo de Uma Nota Sol. Com direção musical de Daniel Gonzaga e direção geral de Teófanes Silveira, o experiente palhaço Biribinha, o espetáculo da premiada companhia de teatro de rua vai circular por vários pontos da cidade até sábado (21). A montagem, singela na aparência, é resultado de um sério processo de pesquisa: busca resgatar a imagem do palhaço excêntrico musical, figura que surgiu na França no século XVIII, em meio a um período de restrições criativas aos atores de rua (60min). Rec. a partir de 4 anos.

Shopping Bay Market. Avenida Visconde do Rio Branco, 360, Centro, Niterói. Sábado (8), 17h. Grátis.

Uma aula a 20 mil léguas

Sob o comando do professor Pierre, um navio parte com a missão de encontrar um suposto monstro marinho, que estaria colocando em risco a vida de pescadores. Durante a viagem, Pierre e seu atrapalhado amigo, o Sr. Ned, viverão inusitadas aventuras, que vão encantar o público com uma aula cheia de mistérios e informações.

Bangu Shopping. Rua Fonseca, 240, Bangu. ☎ 2430-5130. Domi9ngo (9), 17h. Grátis.

Bailinho

Nos finais de semana que antecedem o Carnaval, o Ilha Plaza promove o Bailinho para as crianças e seus responsáveis. O evento animará os clientes com bateria da escola de samba União da Ilha, oficina de pintura artística, brincadeiras e distribuição de brindes, além de concurso de fantasias para os pais mais animados.

Ilha Plaza Shopping. Avenida Maestro Paulo e Silva, 400, Ilha do Governador. ☎ 2468-8100. Sábado, 15h às 19h. Até 23 de fevereiro. Grátis.

CARNAVAL

Carmelitas

Nascido como uma bem-humorada homenagem ao Convento das Carmelitas, a agremiação de Santa Teresa faz dois ensaios na semana: no sábado (8), na Praça Tiradentes, e no domingo (9), no Quiosque da Globo.

Praça Tiradentes, Centro. Sábado (8), a partir das 18h. Quiosque da Globo. Avenida Atlântica (altura da Rua Miguel Lemos), Copacabana. Domingo (9), 16h. Grátis.

Escravos da Mauá

Criado no Carnaval de 1993, o cordão virou um clássico da Região Portuária. Na sexta (7), acontece ensaio do samba, com presença da bateria e venda de camisetas.

Largo São Francisco da Prainha, Centro. Sexta (7), 20h. Grátis.

Tá pirando, pirado, pirou

O bloco carnavalesco formado por pacientes do Hospital Pinel fará a escolha de seu samba-enredo. O tema deste ano são as manifestações que sacudiram o país em junho de 2013: Acorda, Gigante! Uma andorinha só não faz verão. Os 12 inscritos serão apresentados e um deles será selecionado pelos jurados pra embalar o desfile.

Rio Scenarium. Rua do Lavradio, 20, Lapa. ☎ 3147-9000. Sábado (8), 14h. Grátis.

FESTAS

Mojito

Música eletrônica pra ouvir no pôr do sol - em clima de pós-praia ou pré-noite de verão, enquanto se tira a areia dos pés e calentam-se os motores em transe hedonista. Essa é a onda da Mojito, festa que acontece quinzenalmente nos sábados de verão no Contemporâneo Hostel, a partir das 18h.

Contemporâneo Hostel. Rua Bambina, 158, Botafogo. ☎ 3495-1014. Sábado (8), 18h às 22h. Grátis.

F/FWD

Totalmente ao ar livre, a festa F/FWD (Fast Forward) tem comando da DJ Guid nas pickups. No repertório, uma mistura de indie rock, synthpop e R&B, com artistas como Hot Chip, Daft Punk, Frank Ocean e Disclosure.

Contemporâneo Hostel. Rua Bambina, 158, Botafogo. ☎ 3495-1014. Domingo (8), 17h às 21h. Grátis.

SHOWS

Verão TIM Recarregue-se

A operadora promove programação cultural gratuita nas areias cariocas, incluindo shows. No sábado (8), Rosa Passos (Praia de Copacabana), Luis Melodia (Praia de Ipanema), Nicolas Krassik (Posto 11, Leblon) e Arlindo Neto (Praia da Barra) se apresentam em quatro palcos pela orla. Livre.

Praia de Copacabana. Posto 4 (altura da Rua Constante Ramos). Praia de Ipanema (altura da Rua Vinicius de Moraes). Praia do Leblon (altura da Rua Almirante Guilhem). Praia da Barra (em frente à Praça do Ó). Sábado (8), 18h. Grátis.

MARCELO-CORREA_Divulgacao.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

RetroAtivos

A banda com pegada rock-blues tem no repertório sucessos como Queen, Rolling Stones, Led Zeppelin e Beatles, além de músicas de autoria da própria banda, entre as quais ?Blues do Rock?.

Quiosque Terra Vista. Praia de Ipanema, em frente à Rua Vinícius de Moraes. Domingo (9), 16h30. Grátis.

CONCERTOS

Dani Spielmann e Marcello Gonçalves

Egressos do grupo de choro Rabo de Lagartixa, da década de 90, o duo formado pela saxofonista e pelo violonista defende repertório de grandes nomes da música brasileira, a exemplo de Chiquinha Gonzaga, Ernesto Nazareth, Villa-Lobos, Jacob do Bandolim e Pixinguinha.

Centro Cultural Light (142 lugares). Rua Marechal Floriano, 168, Centro, ☎ 2211-4515. Sexta (7), 12h30. Grátis.

Fernanda Cruz

No Museu de Arte Moderna, a pianista apresenta um programa baseado em canções de Guerra-Peixe e do casal Clara e Robert Schumann.

Museu de Arte Moderna (200 lugares). Avenida Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo, ☎ 2240-4944. Domingo (9), 11h30. Grátis.

EXPOSIÇÕES

Evandro Teixeira

Hoje com 78 anos, o baiano de Irajuba construiu sua carreira no Rio, onde se radicou na década de 60, tornando-se um dos fotojornalistas mais tarimbados do país. Premiado por instituições nacionais e internacionais, ele já teve seus cliques expostos junto com os de nomes do calibre de Henri Cartier-Bresson, Robert Capa e Sebastião Salgado. O reconhecimento não veio por acaso. Ao longo de sua trajetória profissional ? grande parte nos tempos áureos do extinto Jornal do Brasil ?, ele registrou fatos históricos, como a Passeata dos Cem Mil, em 1968, e documentou com constância a repressão da ditadura militar. No entanto, seu olhar apurado e sensível se voltou também para manifestações culturais e cenas cotidianas, de beleza prosaica. Essa variedade permeia a individual Tempos de Chumbo, Tempo de Bossa: os Anos 60 pelas Lentes de Evandro Teixeira. Em cartaz no Centro Cultural Justiça Federal, com curadoria de Márcia Mello, a mostra joga luz sobre a década indicada em seu título, condensada em dezessete belas fotografias em preto e branco. Cliques da musa Leila Diniz de biquíni e de moças sob o sol na Praia de Ipanema convivem com um flagrante da rainha Elizabeth em visita ao Brasil, em 1968. Os registros de temas políticos são especialmente marcantes. Embaladas pela emblemática canção Pra Não Dizer que Não Falei das Flores, de Geraldo Vandré, mais de 100 imagens ligadas ao regime militar são exibidas em um vídeo de seis minutos.

Centro Cultural Justiça Federal. Avenida Rio Branco, 241, Centro, ☎ 3261-2550, Cinelândia. Terça a domingo, 12h às 19h. Grátis. Até dia 27.

Luigi Ghirri

Pioneiro no uso da cor na fotografia em seu país, o italiano Luigi Ghirri (1943-1992) tem sido objeto de uma redescoberta por grandes instituições mundo afora. No Brasil, sua primeira retrospectiva chega ao Instituto Moreira Salles na quinta (6), depois de ocupar, entre novembro e janeiro, a unidade paulistana do mesmo centro cultural. Pensar por Imagens ? Ícones, Paisagens, Arquitetura, como foi batizada, reúne 300 fotografias, quase 100 a mais do que na exposição de São Paulo. Provas de impressão, livros do artista e outros objetos ajudam a conhecer a trajetória de Ghirri, que bebeu em fontes distintas, como o neorrealismo italiano, a pintura renascentista e a fotografia americana. A seleção de imagens inclui desde paisagens sublimes, como a que se vê em Alpe di Siusi (1979), com um casal andando em direção às montanhas no norte da Itália, até cenas cotidianas, a exemplo de Parigi (1972), flagrante de uma mulher fumando sentada em um banco. Outro ensaio, realizado no estúdio do pintor Giorgio Morandi, em Bolonha, mostra objetos transformados pelo artista em suas naturezas-mortas. Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea, ☎ 3284-7400. Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Estac. grátis. Visitas guiadas de terça a sexta, às 17h. Até 13 de abril. A partir de quinta (6).

Amor, Amor, Amor

Primeira mostra de 2014 no Centro Cultural Banco do Brasil, a coletiva reúne 58 fotografias do acervo da Maison Européenne de la Photographie (MEP), de Paris, que representam as mais distintas formas de amor, pelo olhar de 22 fotógrafos. Há nomes como Henri Cartier-Bresson, Robert Doisneau e Pierre Verger. Curadoria de Jean-Luc Monterosso e Milton Guran.

Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. Quarta a segunda, 9h às 21h. Grátis. Até 31 de março. A partir de quarta (5).

Armando Queiroz

Inspirado na corrida pelo ouro de Serra Pelada, que marcou os anos 80, o artista paraense mostra em Midas os habitantes da região, registrados por ele entre 2009 e 2010. Uma instalação com quinze televisores e DVDs interligados transmite o conteúdo. No mesmo local está a exposição Visitas, da paulista Alessandra Bergamaschi. Fruto de um projeto desenvolvido por ela quando foi morar próximo ao Morro da Viúva, em 2008, a individual reúne dois vídeos e onze fotografias da montanha.

Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica.

Rua Luís de Camões, 68, Centro, ☎ 2232-4213 e 2242-1012. Segunda a sexta, 10h às 18h; sábado e feriados, 11h às 17h. Grátis. Até 6 de abril. A partir de quarta (5).

Evany Cardoso

Atuante no ramo da serigrafia, a artista exibe dezesseis trabalhos na individual Cosmogonia, que aborda elementos da natureza, mas fora de um cenário de paisagem.

Escola de Artes Visuais do Parque Lage ? Cavalariças. Rua Jardim Botânico, 414, Jardim Botânico, ☎ 3257-1800. 10h às 17h. Grátis. Até 15 de março. A partir de sábado (8).

✪✪✪ Afonso Tostes

O artista mineiro reconstrói, no salão principal da Casa França-Brasil, um enorme paiol que encontrou desmontado na Zona da Mata, em seu estado natal. Ferramentas utilizadas no espaço tiveram o cabo esculpido, em forma de osso, e também são exibidas em uma instalação. Completam o acervo uma escultura e um site-specific.

Casa França-Brasil. Rua Visconde de Itaboraí, 78, Centro, ☎ 2332-5120. Terça a domingo, 10h às 20h. Grátis. Até domingo (9).

✪✪✪ Tomie Ohtake ? Correspondências

A renomada artista japonesa, radicada no Brasil desde os anos 30, é a estrela desta bem pensada coletiva que reúne 28 trabalhos produzidos desde 1956. Suas criações se misturam a 56 obras de outros importantes nomes da arte moderna, como Alfredo Volpi, e da cena contemporânea, a exemplo de Leda Catunda, Waltercio Caldas e Carmela Gross, promovendo um diálogo por vezes insuspeito entre elas.

Centro Cultural Correios. Rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro, ☎ 2253-1580. Terça a domingo, 12h às 19h. Grátis. Até domingo (9).

✪✪✪ Cavalcante

Primeira retrospectiva do caricaturista, a mostra reúne 114 trabalhos do carioca de 50 anos, produzidos ao longo de mais de 25 anos de uma sólida carreira. Entre as personalidades retratadas em seu inconfundível traço estão Vinicius de Moraes, Nelson Cavaquinho, Cartola, Romário, Dilma Rousseff, Hugo Chávez e Manuel Bandeira. Além das caricaturas, há ilustrações em nanquim, esboços inéditos, objetos-esculturas produzidos pelo próprio artista (que, segundo ele, lhe servem de inspiração para desenhar) e sete telas.

Museu Nacional de Belas Artes. Avenida Rio Branco, 199, Centro, ☎ 3299-0600, Cinelândia. Terça a sexta, 10h às 18h; sábado, domingo e feriados, 12h às 17h. Grátis. Até 9 de março.

✪✪✪ Floriano Romano

Conhecido por combinar instalações, performances e sons, o artista exibe oito obras sonoras, sete delas inéditas, e uma seleção de desenhos feitos com fita isolante sobre papel, reunidas na mostra Sonar.

Galeria Laura Alvim. Avenida Vieira Souto, 176, Ipanema, ☎ 2332-2017. Terça a domingo, 13h às 21h. Grátis. Até 9 de março.

João Machado

Primeira grande individual brasileira do artista plástico carioca, radicado em Paris até o ano passado, Atlas reúne vinte trabalhos dele produzidos entre 2008 e 2013. Integram a seleção esculturas, desenhos, gravuras, fotografias e uma videoinstalação.

Caixa Cultural ? Galeria 1. Avenida Almirante Barroso, 25, Centro, ☎ 3980-3815, Carioca. Terça a domingo, 10h às 21h. Grátis. Até 9 de março.

Lippe Muniz

História da Melancolia é o nome da individual do jovem artista plástico, que apresenta cinquenta obras produzidas desde 2010. A temática de todas é a condição humana. Pinturas, fotografias, objetos e uma instalação estão no acervo. R$ 2?000,00 a R$ 20?000,00.

Graphos: Brasil. Rua Siqueira Campos, 143 (Shopping dos Antiquários), sobreloja 11, Copacabana, ☎ 2256-3268 e 2255-8283. Segunda sexta, 11h às 19h; sábado, 11h às 18h. Grátis. Até 1º de março.

✪✪✪ Nuno Ramos

Intitulada Hora da Razão, a nova instalação do artista é composta de três estruturas de vidro que representam lápides, cobertas por um material viscoso semelhante a piche, que parece escorrer também sobre o piso da galeria. Dentro dessas formas geométricas vazadas, monitores de vídeo apresentam o músico Rômulo Fróes, o artista plástico Eduardo Climachauska e a cantora Nina Becker entoando o samba Hora da Razão, de Batatinha. Completam a obra, em seu entorno, pendurados nas paredes, 78 desenhos inéditos da série Munch, criados com folhas de ouro, prata e bronze, tinta a óleo e carvão sobre papel, inspirados no pintor norueguês Edvard Munch.

Caixa Cultural ? Galeria 4. Avenida Almirante Barroso, 25, Centro, ☎ 3980-3815, Carioca. Terça a domingo, 10h às 21h. Grátis. Até 9 de março.

✪✪✪ Walter Firmo

Modesta no tamanho, mas não na qualidade, Brasil em Preto e Branco ? Walter Firmo reúne onze belas fotografias do carioca feitas a partir de 1940, mais uma série delas projetadas em dois monitores, além de um vídeo. Entre as atrações, há uma imagem do ex-jogador Bellini entrando em campo pelo Vasco da Gama no fim da década de 50. Curadoria de Milton Montenegro.

Oi Futuro Ipanema. Rua Visconde de Pirajá, 54, Ipanema, ☎ 3131-9333, General Osório. Terça a domingo, 13h às 21h. Grátis. Até 2 de março.

✪✪✪✪ Wilma Martins

Cotidiano e Sonho é o nome da retrospectiva da artista mineira radicada no Rio. O acervo, de cerca de 140 obras, reúne pinturas, gravuras, desenhos, aquarelas, livros e documentos. Chamam atenção as criações da série Cotidiano, nas quais animais invadem singelos espaços domésticos e paisagens naturais amplas se insinuam em espaços como gavetas e camas. O programa no Paço conta com mais cinco individuais: de Mariana Manhães, Willys de Castro, Sergio Camargo, Vicente de Mello e Rogerio Luz.

Paço Imperial. Praça XV de Novembro, 48, Centro, ☎ 2215-2093. Terça a domingo, 12h às 18h. Grátis. Até dia 16.

Fonte: VEJA RIO