DIVERSÃO

É de graça

Confira 29 atrações gratuitas para curtir o fim de semana

- Atualizado em

TEATRO

Cosmocartas ? Hélio e Lygia

Um palco nada convencional abriga o espetáculo Cosmocartas ? Hélio e Lygia, com estreia marcada para sexta (6). A montagem se desenvolve no interior de uma enorme instalação criada pelo coletivo de arte Opavivará e espalhada por três salas do Centro de Arte Hélio Oiticica. Como se estivessem em um dos conhecidos penetráveis do artista que dá nome à instituição, os espectadores se deslocam dentro da obra ao longo da encenação. A dramaturgia de Pedro Kosovski e Álamo Facó, da mesma forma, não segue moldes tradicionais e envereda por algo como um teatro documental, de tintas experimentais. Tomando como base o livro Lygia Clark/Hélio Oiticica: Cartas 1964-1974, o espetáculo expõe a troca de ideias entre os dois artistas, mesclada, como em um jogo de espelhos, às experiências dos atores em cena: Facó e Cristina Flores. Renato Linhares assina a direção (90min). 18 anos.

Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica (50 lugares). Rua Luís de Camões, 68, Centro, ☎ 2232-4213 e 2242-1012. Quinta a sábado, 19h. Grátis. Senhas distribuídas uma hora antes da sessão. Até 14 de dezembro. Estreia prometida para sexta (6).

João Penoni/divulgaçÃo
(Foto: Redação Veja rio)

✪✪✪✪ R & J de Shakespeare ? Juventude Interrompida

Escrito pelo americano Joe Calarco, o drama faz original (e respeitosa) releitura de Romeu e Julieta. Na história, quatro alunos de um colégio interno (Rael Barja, Johnny Massaro, Pablo Sanábio e Felipe Lima, todos ótimos) representam a peça como forma de fugir da repressão em que vivem. Direção de João Fonseca (105min). 14 anos. Reestreou em 23/11/2013.

Espaço Cultural Eletrobras Furnas ? Auditório (170 lugares). Rua Real Grandeza, 219, Botafogo, ☎ 2528-5166 (segunda a sexta) e 9237-8631 (sábado e domingo). Sábado, 20h; domingo, 19h. Grátis. Senhas distribuídas a partir das 14h. Para o acesso, é necessário portar documento de identidade com foto. Até domingo (8).

ESPECIAL

Anjos do Picadeiro 2013

A 12a edição do festival espalha por espaços públicos da cidade mais de 250 artistas, entre eles nomes conhecidos como os do ítalo-espanhol Leo Bassi e do escocês Johnny Melville (que se apresentam neste domingo, dia 1º, na Praça Tiradentes, às 21h e às 15h, respectivamente). Na quinta (5), a partir das 14h, na Cinelândia, acontece a concentração da tradicional Palhaceata, um grande cortejo cômico. A abertura, neste domingo (1°), a partir das 11h, será na Praça Tiradentes.

Domingo (1º) a sábado (7). Confira a programação completa no site www.anjosdopicadeiro.com.br. Grátis.

Bazar

No bazar de natal da Rede Asta, dedicada a produtos criados por artesãos, há itens de moda e decoração com até 50% de desconto. Entre as novidades estão cangas e lenços de seda patchwork e brinquedos feitos de garrafas PET.

Rua General Glicério, 440 ? Loja B, Laranjeiras, ☎ 3217-9967. Sexta (6) ao dia 9, 10h às 19h. Grátis.

Festival de patinação artística

Os alunos da Escola de Patinação Artística no Gelo - Ice Rio - se apresentam no próximo domingo no Norte on Ice. O espetáculo é dividido em duas partes. Na primeira, acontecerão apresentações solos com as coreografias do Rio Open 2013. Em seguida, haverá exibições em grupos com o tema de Natal.

NorteShopping. Avenida Dom Hélder Câmara, 5474, Cachambi. Domingo (8), 10h. Grátis.

SHOWS

Nise Palhares

Conhecida pelo sucesso no programa Ídolos 2010, a cantora apresenta o show Tributo a Cássia Eller, na programação do Projeto Música no Capanema.

Sala Funarte Sidney Miller. Rua da Imprensa, 16, térreo, Palácio Gustavo Capanema, Centro. Sexta (6), 18h30. Grátis. Retirada de ingressos na bilheteria a partir das 15h.

CRIANÇAS

Troca-Troca de Livros

Realizado desde o ano passado, o projeto incentiva a troca de livros entre crianças, jovens e adultos. Na lista de obras infantis há títulos internacionais e nacionais de ficção, crônicas, biografias e comédias, a exemplo de Marcelo, Marmelo, Martelo, de Ruth Rocha. Para participar, basta levar exemplares em bom estado de conservação. Não são aceitas obras didáticas nem técnicas. Cada leitor pode fazer duas trocas por vez.

Imperator ? Centro Cultural João Nogueira. Rua Dias da Cruz, 170, Méier, ☎?2596-1090. Aos domingos, 10h/14h. Grátis.

Partícula

De olho no mercado de pais embevecidos, a cantora Glaucia Cris desenvolveu um projeto curioso: depois de entrevistar os orgulhosos progenitores, ela grava um CD exclusivo com composições sobre momentos importantes na vida da criança. O negócio, algo como uma versão moderna do tradicional diário do bebê, inspirou Partícula, espetáculo para a turminha de 2 a 5 anos que volta a acontecer no sábado (7), no Imperator. No Méier, Glaucia (voz e violão), ao lado de Ananda Fabres (voz e percussão) e Sil Hendges (voz e teclado), passeia por repertório próprio, além de temas conhecidos, a exemplo de Sabiá na Gaiola, Marcha Soldado e Escravos de Jó. As histórias de cada letra ganham vida em dobraduras de papel nas mãos do trio. "Gato, pato, jacaré, barco, chapéu viram origami e ganham vida na apresentação", conta Glaucia (50min).

Bistrô Imaculada (45 lugares). Rua Dias da Cruz, 170 (Imperator ? Centro Cultural João Nogueira), Méier, ☎ 2596-1090. Sábado (7), 16h. Grátis.

Dani Ennes/divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

EXPOSIÇÕES

Milton Guran

Fotógrafo e antropólogo, prestigiado em ambas as atividades, o carioca Milton Guran vem realizando, desde 1978, um trabalho no qual funde essas duas facetas: a documentação de tribos indígenas espalhadas pelo Brasil. Ao longo de mais de três décadas, o material produzido vem servindo a exposições realizadas em instituições variadas. A mais nova delas, Filhos da Terra, ocupa, a partir de quinta (5), o Centro Cultural Correios. Serão apresentadas cinquenta fotografias em preto e branco, vinte delas inéditas. São flagrantes de pessoas, hábitos e rituais (muitos em via de desaparecimento) pertencentes a dezesseis comunidades indígenas. Na lista entram etnias mais conhecidas pelo grande público, a exemplo dos ianomâmis e caiapós da Amazônia ou dos xavantes do Centro-Oeste, mas também grupos pouco contatados. Com o olhar educado pela formação acadêmica, Guran busca apresentar seus personagens não como seres exóticos, mas na qualidade de brasileiros integrantes de uma cultura específica. A seleção inclui uma série de belos retratos, a exemplo do curumim munido de arco e flecha e da mulher com um bebê no colo. Chamam atenção ainda registros mais prosaicos do dia a dia das tribos, como o que mostra índios descansando em suas redes. Muitas das fotografias revelam a presença da cultura do "homem branco" ? caso de uma produzida em 1991, enquadrando um grupo de crianças ianomâmis, uma delas calçando chinelos de borracha, diante de um rádio. Há também imagens do primeiro contato feito com um subgrupo da tribo araras, no sul do Pará.

Centro Cultural Correios. Rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro, ☎ 2253-1580. Terça a domingo, 12h às 19h. Grátis. Até 14 de janeiro. A partir de quinta (5).

Afonso Tostes

Há cerca de um ano, o mineiro Afonso Tostes descobriu um paiol centenário em processo de desmonte na Zona da Mata, sudeste do seu estado natal. Conhecido como autor de belas esculturas feitas de madeira, o artista visitou o lugar com a intenção de adquirir matéria-prima para suas criações. A visão das toras empilhadas, entretanto, trouxe-lhe outra ideia: ele decidiu, em vez de transformá-las em algo diferente, remontar o paiol. O imóvel reconstruído, com 9 metros de comprimento, 7 de largura e 3 de altura, é a principal atração de Tronco, individual que Tostes abre na quarta (4), na Casa França-Brasil. Ferramentas utilizadas no espaço tiveram o cabo esculpido pelo artista, em forma de osso, e também serão exibidas. Completam o acervo uma escultura, nove pinturas e, na área externa, um site-specific. Também a partir de quarta (4), o paulista Ivan Grilo ocupa, com uma obra, o enorme cofre encravado na parede da instituição.

Casa França-Brasil. Rua Visconde de Itaboraí, 78, Centro, ☎ 2332-5120. Terça a domingo, 10h às 20h. Grátis. Até 16 de fevereiro. A partir de quarta (4).

Ana Durães

Nas 29 obras da individual Novos Pretos Novos, a artista dialoga com o trabalho de Rugendas, pintor alemão que viajou pelo Brasil entre 1822 e 1825, retratando cenas e pessoas. Aqui, Ana utiliza estêncil sobre superfícies preparadas com camadas de tinta. R$ 2 500,00 a R$ 29 000,00.

Sérgio Gonçalves Galeria. Rua do Rosário, 38, Centro, ☎ 2263-7353 e 2253-0923. Terça a sexta, 11h às 19h; sábado, 11h às 18h. Grátis. Até 18 de janeiro. A partir de terça (3).

Floriano Romano

Conhecido por combinar instalações, performances e sons, o artista exibe oito obras sonoras, sete delas inéditas, e catorze desenhos feitos com fita isolante sobre papel, na mostra Sonar.

Galeria Laura Alvim. Avenida Vieira Souto, 176, Ipanema, ☎ 2332-2017. Terça a domingo, 13h às 21h. Grátis. Até 3 de março. A partir de quinta (5).

Gilberto Paim e Elizabeth Fonseca

Ceramistas de renome, que já mostraram suas criações na Inglaterra e Alemanha, Paim e Elizabeth apresentam cerca de setenta peças inéditas na exposição Cerâmicas Recentes.

Centro Cultural Correios. Rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro, ☎ 2253-1580. Terça a domingo, 12h às 19h. Grátis. Até 19 de janeiro. A partir de quinta (5).

Alice Quaresma

Carioca baseada em Nova York há seis anos, a artista apresenta a individual Bichos. O acervo inclui nove pinturas sobre fotografias em preto e branco, feitas durante uma viagem à África do Sul. R$ 2 500,00 a R$ 9 000,00.

Mercedes Viegas Arte Contemporânea. Rua João Borges, 86, Gávea, ☎ 2294-4305. Segunda a sexta, 12h às 20h; sábado, 16h às 20h. Grátis. Até quinta (5).

Roberto Magalhães

Trinta ilustrações inéditas, produzidas nos últimos três anos, compõem o acervo da mostra Viagem Astral. Como sugere o nome, boa parte delas tem conotações místicas e espirituais. Outra leva de criações apresenta algo como máquinas de contornos meio surrealistas. R$ 17 000,00.

Marcia Barrozo do Amaral Galeria de Arte. Avenida Atlântica, 4240 (Shopping Cassino Atlântico), subsolo, loja 129, Copacabana, ☎?2267-3747. Segunda a sexta, 10h às 19h; sábado, 14h às 17h. Grátis. Até segunda (2).

Zélia Salgado

Nome expressivo da arte moderna nacional, a artista ganha homenagem através da exposição da escultura Circulando, além das pinturas Bordadeira e No Espaço, entre outras obras.

Museu Nacional de Belas Artes. Avenida Rio Branco, 199, Centro, ☎ 2219-8474, ? Cinelândia. → Terça a sexta, 10h às 18h; sábado, domingo e feriados, 12h às 17h. Grátis. Até domingo (8).

Amilcar de Castro

Parte do acervo do instituto que leva o nome do artista em Nova Lima, Minas Gerais, treze obras são exibidas pela primeira vez no Rio. A seleção inclui raridades, a exemplo de dois dos apenas quinze desenhos em tela da série Linhas. Duas esculturas de aço corten, tipo de obra que se tornou uma marca de Amilcar de Castro (1920-2002), dividem o espaço com oito peças de madeira. A partir de R$ 115 000,00.

Galeria Silvia Cintra + Boxe 4. Rua das Acácias, 104, Gávea, ☎ 2521-0426. Segunda a sexta, 10h às 19h; sábado, 12h às 19h. Grátis. Até 10 de janeiro.

Edgar Duvivier

Conhecido por transitar entre a música, as artes plásticas e o cinema, Duvivier revela sua multiplicidade de interesses na individual Por um Triz. No acervo estão esculturas de mármore, ferro, bronze e outros materiais, pinturas em grande escala, desenhos em pastel, vídeos e até obras que emitem som. Uma das atrações, a série Ceci N?Est Pas traz apropriações de Magritte, Picasso, Fontana, Manzoni, Brancusi, Duchamp e Warhol.

Parque das Ruínas. Rua Murtinho Nobre, 169, Santa Teresa, ☎ 2215-0621. Terça a domingo, 10h às 18h. Grátis. Até o dia 15.

Elifas Andreato

Criador da arte do álbum Vinicius e Toquinho, de 1975, Andreato homenageia uma das estrelas daquele disco: o centenário poeta Vinicius de Moraes. Toquinho, Chico Buarque, Paulinho da Viola e Martinho da Vila são alguns dos catorze músicos convidados por ele para participar da mostra. Eles criaram composições inéditas inspiradas no poema O Haver, do homenageado, e fizeram, junto com o artista, pinturas em exibição.

Caixa Cultural ? Galeria 4. Avenida Almirante Barroso, 25, Centro, ☎ 3980-3815, ? Carioca. Terça a domingo, 10h às 21h. Grátis. Até 6 de janeiro.

Estela Sokol

Em Gelatina, a paulistana apresenta treze trabalhos da série que dá nome à mostra, nos quais estica e sobrepõe lâminas de PVC coloridas, opacas e translúcidas, sobre chassis de madeira, criando efeitos cromáticos. Completa a seleção a escultura Meio-Fio, de placas de mármore. R$ 21 000,00 a R$ 57 000,00.

Anita Schwartz Galeria de Arte. Rua José Roberto Macedo Soares, 30, Gávea, ☎ 2274-3873 e 2540-6446. → Segunda a sexta, 10h às 20h; sábado, 12h às 18h. Grátis. Até 15 de janeiro.

Gustavo Acosta

Espaço do Silêncio é a maior individual já realizada no Brasil do pintor cubano radicado em Miami. Com 74 obras, propõe um diálogo entre as produções mais recentes e os primeiros passos do artista.

Caixa Cultural ? Galerias 2 e 3. Avenida Almirante Barroso, 25, Centro, ☎ 3980-3815, ? Carioca. Terça a domingo, 10h às 21h. Grátis. Até 5 de janeiro.

José Luiz Pederneiras

Fotógrafo oficial do Grupo Corpo e irmão do coreógrafo da trupe, Rodrigo Pederneiras, José Luiz apresenta dezesseis fotos em Paisagens Cromáticas. Ele explora a luz artificial em imagens de detalhes indefinidos de cenários iluminados. Ampliadas, as criações ficam entre a foto e a pintura.

Oi Futuro Ipanema. Rua Visconde de Pirajá, 54, Ipanema, ☎ 3131-9333, ? General Osório. Terça a domingo, 13h às 21h. Grátis. Até o dia 22.

Pablo Ferretti

Questões ligadas a memória, impermanência e diluição perpassam os dez óleos que o artista gaúcho apresenta em Sob as Coisas Vistas no Céu. Também no Centro Hélio Oiticica, Zé Carlos Garcia, natural de Aracaju, exibe uma escultura monumental.

Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica. Rua Luís de Camões, 68, Centro, ☎ 2232-4213 e 2242-1012. Segunda a sexta, 12h às 20h; sábado, domingo e feriados, 11h às 17h. Grátis. Até 19 de janeiro.

Ponto de Vista ? Coleção Rico Lins de Cartazes Contemporâneos

Mais de setenta exemplares da coleção de cartazes do designer Rico Lins compõem a mostra. Há obras de países como França, Alemanha, Polônia, Cuba, Japão, Suíça, Estados Unidos, Itália, Espanha e Holanda. Um dos destaques é uma série sobre direitos humanos, criada em 1989 para celebrar os 200 anos da Revolução Francesa.

Caixa Cultural ? Galeria 1. Avenida Almirante Barroso, 25, Centro, ☎ 3980-3815, ? Carioca. Terça a domingo, 10h às 21h. Grátis. Até 19 de janeiro.

✪✪✪?Tacita Dean

Integrante do grupo Young British Artists, do qual emergiram gigantes como Damien Hirst e Tracey Emin, a artista inglesa apresenta A Medida das Coisas, sua primeira individual na América Latina. Lá estão quinze obras, a maioria no suporte pelo qual se notabilizou: filmes de 16 e 35 milímetros. Geralmente produzidos com a câmera estática, diante de cenas prosaicas, de ritmo lento, quando não repetitivo, os trabalhos sugerem uma nova experiência temporal, mais contemplativa.

Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea, ☎ 3284-7400. Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Estac. grátis. Visitas guiadas de terça a sexta, às 17h. Até 26 de janeiro.

✪✪✪?Virei Viral

O fenômeno dos virais, aqueles conteúdos que despertam a irresistível vontade de compartilhá-los na internet, é o mote desta divertida exposição. Uma das atrações no acervo de vídeos e fotos é o trabalho de Sacha Goldberger: o fotógrafo francês ganhou fama como autor da série Mamika, composta de registros de sua avó nonagenária em situações surreais. Em várias delas a simpática senhora, vestida de heroína de gibi, vira a Super Mamika.

Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. → Quarta a segunda, 9h às 21h. Grátis. Até 6 de janeiro.

Waly Salomão ? Aparição

A vida e a obra do poeta Waly Salomão (1943-2003) inspiram uma grande exposição interativa, com curadoria de Marcello Dantas e Carlos Nader. Entre as atrações figura um espaço com tambores que, quando tocados, emitem sons de palavras ditas por Salomão que podem ser combinadas para compor um poema. Há ainda uma série de objetos pessoais do artista e uma instalação onde se podem ouvir depoimentos de personalidades sobre o homenageado.

Centro Cultural Waly Salomão. Rua Santo Antônio, 11, Vigário Geral, ☎?3448-0821. 10h às 18h. Grátis. Até dia 20.

Willys de Castro

Um dos maiores nomes da abstração geométrica no Brasil ganha curiosa exposição: em vez de obras completas, é apresentada uma espécie de arqueologia do seu ateliê, revelando esboços, estudos, notas, fotos, artigos de jornal e outros itens. Outra mostra na mesma linha, dedicada ao carioca Sergio Camargo, ocupa a instituição. O programa no Paço conta com mais quatro individuais: de Mariana Manhães, Wilma Martins, Vicente de Mello e Rogerio Luz.

Paço Imperial. Praça XV de Novembro, 48, Centro, ☎ 2215-2093. Terça a domingo, 12h às 18h. Grátis. Até 16 de fevereiro.

✪✪✪✪?Yayoi Kusama

A mais festejada artista contemporânea do Japão apresenta sua primeira individual no Brasil, Obsessão Infinita. O panorama reúne cerca de 100 obras produzidas desde o fim da década de 40, nos mais variados suportes ? a maioria com as bolas que se tornaram marca visual de Yayoi. Sobres­saem instalações como Infinity Mirror Room ? Phalli?s Field (or Floor Show), de 1965, sala com paredes de espelhos e o chão repleto de objetos fálicos.

Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. → Quarta a segunda, 9h às 21h. Grátis. Até 26 de janeiro.

Fonte: VEJA RIO