ROCK IN RIO

Dez micos do Rock in Rio 2011

Resgatamos dez momentos constrangedores da última edição do Rock in Rio. Relembre aqui as gafes, os shows micados e momentos ?vergonha alheia? da Cidade do Rock em 2011

Por: Louise Peres - Atualizado em

O maior festival de música do país se aproxima e é inevitável relembrar momentos marcantes da última edição do Rock in Rio. E por mais que alguns shows de 2011 sejam inesquecíveis, também ficam na memória as situações constrangedoras que o público que compareceu à Cidade do Rock pode presenciar. Antes que surjam as primeiras gafes da edição 2013, listamos os dez momentos mais ?vergonha alheia? do festival passado. Relembre com a gente abaixo.

1 - O grand finale de Claudia Leitte

Para encerrar um show zicado desde o início - a tentativa de deixar o repertório mais roqueiro com covers de Rolling Stones e Led Zeppelin não agradou muito ao público - a cantora de axé programou uma saída triunfal. Voando, içada por cabos de aço, ela acabou acidentalmente de cabeça para baixo, dando sucessivas cambalhotas no ar.

[---V---]

2 - A falta de voz de Katy Perry

O cenário multicolorido e cheio de doces da turnê The California Dreams e os múltiplos figurinos e perucas usados pela cantora eram de encher os olhos, mas Katy deixou a desejar no quesito gogó. Em algumas músicas, ela aparentou cansaço e teve dificuldades para cantar as notas mais altas. No lugar de agudos suaves, a americana apelou para o grito.

katy-perry.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

3 - O atraso de Rihanna

A caribenha fez todo mundo mofar. Eram 2h30 da manhã quando Rihanna finalmente deu o ar de sua graça no Palco Mundo, com exatas duas horas de atraso. Fez um show cheio de hits, mas rebolou, rebolou e pouco cantou - em várias estrofes, as backing vocals ficaram com a missão. Há quem diga que o motivo tenha sido a farra no camarim com a amiga Katy Perry, que havia se apresentado mais cedo. Fontes também afirmaram que a cantora nascida em Barbados alegou dores de ouvido - um otorrino do Copa D?Or teria até sido acionado para tratar a estrela em seu camarim.

rihanna.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

4 - O dia de Christiane Torloni

De tão engraçado, a gente nem considera gafe. Foi um miquinho, vai! A espontaneidade de Torloni e a maneira como o bordão "Hoje é Dia de Rock, Bebê!" reverberou pelos seis dias seguintes de Rock in Rio fizeram do episódio o mais simbólico da quarta edição carioca do festival. Atire a primeira pedra quem não repete, até hoje, a frase proferida pela atriz à repórter Dani Monteiro. A assessoria de imprensa da atriz garantiu que ela estava sóbria, e que é apenas praticante de budismo. A pergunta que não quer calar: haverá alguma outra frase à altura na edição 2013?

[---V---]

5 - A entrevista de Didi com Shakira

Como apresentadora, Didi Wagner em geral não faz feio. Mas a entrevista feita pela loira com Shakira momentos antes da colombiana subir ao Palco Mundo foi constrangedora. Por dois motivos: 1- Ela fazia as perguntas em inglês. A artista, que já veio algumas vezes ao Brasil, até respondeu as primeiras em inglês. Depois, emendou num portunhol. E Didi continuou perguntando... em inglês!; 2 - Minutos depois de Shakira dizer que não queria estragar a surpresa, a repórter entregou, para quem assistia de casa, o grande segredo do show: o dueto com a participação de Ivete Sangalo; 3 - Na pressa de liberar a artista, Didi se embolou nos fios e levou um tombo, de leve, e quase levou a "loba" junto.

[---V---]

6 - O fiasco da Ke$ha

Com maquiagem borrada, tatuagens falsas pelo corpo e performances exageradas - ela quebrou até guitarra -, a cantora abusou do playback e, quando soltou a voz, fez vergonha. A apresentação ficou ainda mais insossa quando, em seguida, subiu ao palco Stevie Wonder, responsável por um dos melhores momentos da edição 2011.

kesha.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

7 - Palcos trocados no metal

Enquanto Gloria abria os trabalhos no Palco Mundo, Sepultura e Tambours do Bronx monopolizavam os olhares no Palco Sunset, em tese um espaço secundário do festival. Resultado: todo mundo foi ver o dueto e ignorou a atração que abriu o dia dedicado ao metal. A trapalhada foi reconhecida pela organização do Rock in Rio, que alçou a parceria de Andreas Kisser e cia com os franceses do Tambours do Bronx ao palco principal na edição 2013.

8 - O tapa na cara de Fernanda Paes Leme

A atriz assistia tranquilamente aos shows num dos camarotes do evento quando levou um tapa na cara. A autora da agressão teria sido uma jornalista, que foi prontamente expulsa do espaço. O barraco teve continuidade: um amigo de Fernanda desceu até o gramado para defender a atriz, e partiu para cima da agressora. Climão.

fernanda-paes-leme.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

9 - O show do Snow Patrol

Com uma apresentação sem graça, o Snow Patrol passou batido pelo público do segundo dia de festival. O som falhou durante o único hit com potencial para animar a plateia, Open Your Eyes, obrigando a banda a pausar o show e recomeçar a música novamente. Os escoceses ainda tiveram que ouvir a massa gritar pelo Red Hot Chili Peppers, atração seguinte que encerraria a noite.

10 - Axl atrasado no palco alagado

O final grandioso para a quarta edição do festival na cidade ficou só na imaginação. O público ficou debaixo de chuva torrencial para assistir, com 1h30 de atraso, ao Guns n? Roses tocar num palco praticamente alagado - até rodo a produção improvisou para escoar o aguaceiro. Tudo só ficou mais vergonhoso quando a plateia se deparou com um Axl Rose completamente fora de forma, cansado e bem distante daquele que se apresentou na segunda edição do festival, em 1991.

guns_palco_alagado.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Estilo no Rock in Rio: dicas de blogueiras e consultoras de moda para acertar na produção para o festival

Fonte: VEJA RIO