COMIDA

Detox de inverno

Nutricionistas dão dicas e receitas para atenuar o prejuízo na balança depois da comilança na estação mais fria do ano

Por: Thaís Meinicke - Atualizado em

Com a chegada do frio, é normal que pratos mais substanciosos - e calóricos - ganhem espaço no cardápio dos cariocas. Isso acontece porque, no inverno, o corpo gasta mais energia para nos manter aquecidos e, por isso faz com que tenhamos mais vontade de recarregá-las. Para ajudar atenuar o prejuízo na balança após a temporada mais fria, VEJA RIO consultou nutricionistas que deram dicas de mudanças simples no cardápio e receitas fáceis de preparar que podem ser introduzidas no dia a dia. Assim, ninguém precisará se desesperar em entrar em forma para o verão depois que o calor já tiver voltado à cidade. Confira abaixo as recomendações das profissionais.

Michelle Bento, nutricionista do Vigilantes do Peso

Divulgação
(Foto: Redação Veja rio)
Dicas:

"Alimentos ricos em fibras, associados com alimentos integrais, promovem mais saciedade e aquecem. Por exemplo: cozinhe aveia com frutas como mingau. Faça arroz integral com legumes ou macarrão integral com legumes assados".

"Não concentre os alimentos em poucas refeições. Divida mais os alimentos e faça mais refeições durante o dia".

"Escolha alimentos que dão maior saciedade e mais energia, como, por exemplo, ovos e pão integral, que podem ser combinados no café da manhã".

"Milho assado pode ser uma boa opção para os lanches"

"Nas refeições, escolha carnes magras para combinar com cozidos com legumes".

"Se bater vontade de comer doce, cozinhe frutas naturais com água e canela".

"As sopas enlatadas, em pó, de pacotes devem ser evitadas por serem saturadas de sódio. Já as de restaurantes são muito gordurosas e engrossadas com farinhas. Prefira as sopas feitas em casa com legumes, carnes magras, massas integrais, com pouco sal e sem gordura. Varie os sabores para não enjoar".

Receitas:

Sopão de inverno

Fondue de queijo light

Cintia Azeredo, nutricionista do Vita Check-Up Center

Leo Feltran/Divulgação
(Foto: Redação Veja rio)
Dicas:

"Utilize cereais integrais no lugar de farinhas brancas e arroz branco (como arroz integral, aveia, etc), pois estes possuem uma boa quantidade de fibras solúveis, que atuam na 'limpeza' de artérias e no bom funcionamento intestinal".

"Troque o pão branco pela tapioca, já que a mesma oferece vitaminas do complexo B e ferro, alem das fibras".

"Consuma vegetais cozidos ao vapor em vez de imersos em água. Desta forma, é possível preservar os nutrientes".

"Invista em frutas alaranjadas, pois são boas fontes de vitamina C e betacaroteno".

Beba suco de uva integral - ele é rico em resveratrol, um poderoso antioxidante - e prefira os sucos verdes (ricos em vitaminas e minerais), no lugar dos sucos industrializados".

"Outra dica saborosa para o friozinho seria incluir no menu os chás, principalmente o chá verde, que é rico em vitaminas do complexo B, K, potássio, entre outros nutrientes, e as sopas com vegetais".

Receitas:

Sucos verdes

Suco diurético

Sopa detox de abobrinha com cenoura

Macarrão antioxidante

Daniela de Almeida, nutricionista funcional e esportiva

Stock Photo
(Foto: Redação Veja rio)

Dicas:

"Troque o tradicional café da manhã com um pão francês, queijo e presunto, com café com leite pelo suco digestivo. Ele contém frutas que possuem enzimas digestivas, como a papaína do mamão e a bromelina do abacaxi. Este suco ajuda a acelerar o metabolismo e auxilia no processo detox do organismo. O colágeno hidrolisado promove saciedade e a chia equilibra a função intestinal, além de ser rica em ômega 3, dando uma força no emagrecimento".

"Troque o hábito de lanchar à noite por sopas (como as de tomate com cenoura e a sopa detox, que ensino abaixo). Esses vegetais possuem antioxidantes e ainda têm propriedades anticancerígenas e anti-inflamatórias".

"Troque o cafezinho pelo chá de dente de leão com hortelã. O primeiro ajuda o fígado a eliminar gorduras, enquanto a hortelã, além de melhorar o sabor do chá, auxilia na digestão".

Receitas:

Suco Super Digestivo

Sopa de tomate cenoura e manjericão

Sopa detox e anti-inflamatória

Fernanda Neves Pinto, professora de nutrição do IBMR

Reprodução da internet
(Foto: Redação Veja rio)
Dicas:

"Beba muito líquido. O ideal é que cada pessoa beba, no mínimo, 35ml de líquidos por quilo a cada dia. Ou seja, um indíviduo pesando 70kg, precisa consumir diariamente 2450ml de líquidos (água, chás e sucos naturais)".

"Água flavorizada com ervas (por exemplo hortelã e alecrim) fornecem ação anti-inflamatória e desintoxicante por estimularem enzimas hepáticas".

"Consuma duas ou três xícaras de chá por dia, como dente de leão, menta, camomila e verde. Eles apresentam ação antioxidante e potencializam enzimas hepáticas do processo de desintoxicação".

"Inclua no seu consumo diário: alho, limão, maçã, abacate, raízes, temperos e ervas e vegetais crucíferos, como brócolis, couve, repolho, rúcula e rabanete".

Receitas:

Sopa de abóbora com gengibre

Sopa de mandioca com brócolis

Arroz integral com nozes e cúrcuma

Suco de gengibre com abacaxi e hortelã

Fonte: VEJA RIO