ROTEIRO DA SEMANA

Crianças

Por: Rafael Teixeira - Atualizado em

ESPECIAL

SUPERFANTÁSTICO! Programado originalmente para o fim de janeiro, o festival de cinema infantil na Caixa Cultural foi suspenso depois de dois dias de exibição, em virtude do desabamento de três prédios na Rua Treze de Maio, próximo à instituição. De volta, traz, entre os destaques, O Menino Maluquinho ? O Filme (1994), na terça (28), às 19h; O Grilo Feliz (2001), na sexta (2), às 15h; e O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias (2006), no sábado (3), às 17h. Em todas as sessões citadas, o filme é precedido de um curta-metragem. Confira a programação completa na coluna Salas de Cinema. Caixa Cultural ? Cinemas 1 e 2 (89 lugares em cada espaço). Avenida Almirante Barroso, 25, Centro, ☎ 2544-4080, ? Cinelândia. Terça (28) a domingo (4), 15h, 17h, 19h. R$ 2,00. Bilheteria: a partir das 10h (ter. a dom.).

VIDA DE INSETO. O Museu da Vida promove uma série de atividades didáticas e lúdicas relacionadas ao mundo dos insetos. Com a ajuda de monitores, a criançada aprende tudo sobre o corpo desses animais, cria seu próprio bichinho com materiais recicláveis, descobre onde eles vivem e ouve histórias animadas por bichos feitos de massinha. Museu da Vida. Avenida Brasil, 4365, Manguinhos (Campus da Fiocruz), ☎ 2590-6747. Terça a sexta, 9h às 16h30 (só com agendamento); sábado, 10h às 16h (visitação livre). Grátis. Até 27 de julho. A partir de sábado (3).

TEATRO

✪✪✪✪ A BORRALHEIRA, UMA OPERETA BRASILEIRA, de Vanessa Dantas. Inspirada no conto Cinderela, a ópera La Cenerentola, de Rossini, serve de base para este esmerado musical. Aqui, a história é transferida para o sertão de Minas Gerais, evocado nas falas, nas letras das músicas (todas cantadas e tocadas ao vivo) e na estética do grandioso cenário, que remete a artistas como Aleijadinho e Mestre Ataíde. Humilhada pelo padrasto (Marino Rocha) e por suas filhas (Vanessa Dantas e Anna Bello), a bela Angelina (Julia Gorman) vê sua vida mudar com a chegada de um príncipe (Danilo Timm). Os arranjos de Wladimir Pinheiro (também um dos destaques do ótimo elenco) preservam as melodias de Rossini enquanto flertam com ritmos regionais. Direção de Fabianna de Mello Souza (60min). Livre. Estreou em 21/1/2012. Teatro Oi Casa Grande (926 lugares). Avenida Afrânio de Melo Franco, 290, Leblon, ☎ 2511-0800. Sábado e domingo, 15h. R$ 60,00. Bilheteria: a partir das 12h (sáb. e dom.). IC. Até domingo (4).

BRINCANDO DE ERA UMA VEZ, de Neide Lira. Encenado pela primeira vez em 1989, o musical tinha no elenco a então iniciante atriz Deborah Secco. É dela a voz em off que abre a nova montagem, lendo uma carta endereçada aos protagonistas, os irmãos Carlos (Ramon Costa) e Clara (Hannah Zeitoune). Os dois se veem entediados porque a mãe insiste em manter o quarto de brinquedos sem bagunça. A calma, porém, é interrompida quando um boneco de palhaço ganha vida e os leva para uma viagem ao Mundo do Era uma Vez. Direção de Gustavo Barchilon (65min). Livre. Estreou em 14/1/2012. Teatro Fashion Mall ? Sala 1 (470 lugares). Estrada da Gávea, 899, São Conrado, ☎ 2422-9800. → Sábado, 17h; domingo, 16h. R$ 40,00. Bilheteria: a partir das 15h (sáb. e dom.). Cc: M e V. Cd: M e V. Estac. (R$ 8,00 por duas horas). Até 25 de março.

✪✪✪✪ CHAGALL, de Eduardo Rieche. Compor um retrato da juventude do pintor Marc Chagall é a proposta deste belo espetáculo protagonizado por João Velho (de Joaquim e as Estrelas). No bom texto, escrito a partir do argumento de Doris Rollemberg (também responsável pela cenografia), a vida do artista é apresentada da infância ao momento em que seu trabalho começa a ser reconhecido. O visual é um dos grandes acertos da montagem: em vez de serem mostradas em sua totalidade, as obras de Chagall são evocadas nos coloridos figurinos, em adereços cênicos ou em projeções de partes dos quadros. Figuras recorrentes em suas pinturas, como o judeu peregrino, a noiva e o violinista, ganham vida na pele de atores entrosados. Direção de João Batista (60min). Livre. Estreou em 7/1/2012. Centro Cultural Banco do Brasil ? Teatro II (155 lugares). Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. Sábado e domingo, 16h. R$ 6,00. Bilheteria: 9h/21h (ter. a sex.); a partir das 10h (sáb. e dom.). Até 18 de março.

✪✪✪ GALINHA PINTADINHA, O MUSICAL, de Marcos Luporini e Juliano Prado. Os autores são também os criadores da animação Galinha Pintadinha, postada no YouTube no fim de 2006. Seis meses e meio milhão de visua­lizações depois, o vídeo começou a se desdobrar em uma bem-sucedida série de DVDs com vários desenhos embalados por canções infantis populares. Nesta bem cuidada produção, os personagens das animações ganham vida interpretados por atores fantasiados. Ao longo de doze números musicais cantados ao vivo, sobem ao palco figuras conhecidas das crianças, como o Galo Carijó, a Baratinha e sua banda de rock, as Borboletinhas cozinheiras e, claro, a Galinha Pintadinha. Direção de Ernesto Piccolo (45min). Livre. Estreou em 7/1/2012. Teatro das Artes (457 lugares). Rua Marquês de São Vicente, 52 (Shopping da Gávea), Gávea, ☎ 2540-6004. Sábado e domingo, 15h e 17h. R$ 70,00. Bilheteria: a partir das 14h (sáb. e dom.). Cc: M e V. Cd: R e V. IC. Estac. (R$ 6,00 por duas horas). Até 1º de julho.

LAR DOCE LAR, de Sérgio Machado e Shirley Britto. Único espetáculo do Teatro de Anônimo dedicado inteiramente ao público infantil, Lar Doce Lar, montado pela primeira vez em 2006, volta ao circuito em uma mostra comemorativa dos 25 anos do grupo. As bonecas Cora (Shirley Britto) e Amélia (Maria Angélica Gomes) são as estrelas da história. Um dia elas já tiveram um lar e um dono para brincar, mas agora encontram-se esquecidas no meio de objetos velhos à venda em um brechó. Apesar disso, não abandonam a esperança de voltar a pertencer a uma criança. A ambientação remete ao universo dos desenhos animados e das histórias em quadrinhos. Direção de Sérgio Machado (60min). Livre. Sesc Tijuca (264 lugares). Rua Barão de Mesquita, 539, Tijuca, ☎ 3238-2100. Sábado e domingo, 17h. R$ 16,00. Bilheteria: a partir das 15h (sáb. e dom.). Até 1º de abril. Estreia prometida para sábado (3).

✪✪ MANUEL BANDEIRA ? ESTRELA DA VIDA INTEIRA, de Ronaldo Mota e Cristiano Mota. Para conceber o espetáculo em homenagem ao poeta Manuel Bandeira (1886-1968), os irmãos Ronaldo e Cristiano se basearam na antologia Estrela da Vida Inteira, lançada para celebrar os 80 anos do autor pernambucano. Mais do que uma montagem de tintas biográficas, a peça concentra forças na poesia de Bandeira. Sua vida é evocada através de seus versos, ora dramatizados, no caso de Vou-me Embora pra Pasárgada, ora musicados, como em Visita Noturna. Em cena, a falta de uma dramaturgia mais sólida acaba por diluir a verve do poeta no formato de um recital de duração um tanto alongada. Por outro lado, as inspiradas composições de Ronaldo e Cristiano, arranjadas por David Tygel e defendidas ao vivo pelo elenco, encontram boa acolhida entre as crianças. Direção de Claudio Mendes (70min). Livre. Estreou em 14/1/2012. Oi Futuro Ipanema (120 lugares). Rua Visconde de Pirajá, 54, 3º andar, Ipanema, ☎ 3201-3010, ? General Osório. → Sábado e domingo, 16h. R$ 10,00. Bilheteria: 15h/21h (ter. a sex.); a partir das 15h (sáb. e dom.). Até 1º de abril.

✪✪✪✪✪ O MENINO QUE VENDIA PALAVRAS, adaptação de Pedro Brício. Inspirado no premiado livro de Ignácio de Loyola Brandão, o espetáculo é uma aventura sobre a descoberta das palavras. Na trama, Vado (Pablo Sanábio) sempre recorre ao pai (Eduardo Moscovis), dono de uma enorme biblioteca, quando os amigos querem saber o significado de uma palavra. É aí que ele tem a ideia de trocar essas informações por algo de valor. O ótimo elenco é completado por Letícia Colin, Renato Linhares, Luciana Fróes e Raquel Rocha. A montagem lúdica estimula a imaginação da plateia ? contando para isso com figurinos coloridos e cenografia composta de objetos infláveis e projeções, além da direção musical de Pedro Sá e Domenico Lancellotti. Direção de Cristina Moura (60min). Livre. Estreou em 14/1/2012. Teatro dos Quatro (402 lugares). Rua Marquês de São Vicente, 52 (Shopping da Gávea), Gávea, ☎ 2540-6004. Sábado e domingo, 17h. R$ 50,00. Bilheteria: a partir das 14h (sáb. e dom.). IC. Estac. (R$ 6,00 por duas horas). Até 29 de abril.

PEREZ & GIL ? PIRATAS, adaptação de Antônio Carlos Bernardes. Atores de verdade se misturam a bonecos na montagem do texto da autora argentina María Inés Falconi. Os protagonistas são o corsário Perez (Leonam Thurler) e o papagaio Gil (este um títere manipulado em cena). A dupla é inseparável, mas vive às turras. Na história, surpreendido pela chegada do público, Perez é convencido pela ave a contar suas aventuras ? episódios como a briga com o Pirata da Perna de Pau e o encontro com sua amada Dorotéia. Direção de Antônio Carlos Bernardes (50min). Livre. Teatro Glaucio Gill (100 lugares). Praça Cardeal Arcoverde, s/nº, Copacabana, ☎ 2332-7904, ? Cardeal Arcoverde. Sábado e domingo, 17h. R$ 20,00. Bilheteria: a partir das 16h (sáb. e dom.). Até 25 de março. Estreia prometida para sábado (3).

✪✪✪ A PRINCESA E O SAPO, adaptação de Anderson de Oliveira. Baseado no conto dos irmãos Grimm, Anderson de Oliveira transporta o texto original para o sertão nordestino. Em cena, vestido de cangaceiro, ele também faz as vezes de narrador da peça, escoltado por dois músicos. Embalado pelo som de violão e instrumentos de percussão, o elenco canta ao vivo sucessos regionais que mais parecem ter sido compostos para a encenação. Canções como Isso Aqui Tá Bom Demais (Dominguinhos e Nando Cordel) e Coração Bobo (Alceu Valença) acompanham as idas e vindas da relação entre a princesa (Talita Monteiro, muito divertida) e o sapo (Leandro Amado). O visual festivo, cheio de cores e retalhos, completa a ambientação. Direção do adaptador (60min). Livre. Estreou em 7/1/2012. Teatro Clara Nunes (527 lugares). Rua Marquês de São Vicente, 52 (Shopping da Gávea), Gávea, ☎ 2274-9696. Sábado e domingo, 17h. R$ 50,00. Bilheteria: a partir das 14h (sáb. e dom.). IC. Estac. (R$ 6,00 por duas horas). Até 29 de abril.

O REINO DA GATARIA, de Marco dos Anjos. Vinte atores integram o numeroso elenco deste musical sobre uma turma de felinos. Na história, bem parecida com a da animação Aristogatas (1970), da Disney, uma rica e excêntrica madame (Heide Caren) decide deixar a herança para seus gatos, incumbindo o mordomo (Sérgio Mendes) de cuidar dos bichanos. Revoltado, ele dá sumiço nos animais, abandonando-os num lugar distante. A partir daí, a gata Duquesa (Nathalia Colón) e seus filhotes enfrentam uma série de aventuras para voltar para casa. As músicas, compostas especialmente para a peça, são cantadas ao vivo pelos atores e tocadas por uma banda no palco. Direção do autor (55min). Livre. Teatro dos Grandes Atores ? Sala Azul (300 lugares). Avenida das Américas, 3555, Barra, ☎ 3325-1645. Sábado e domingo, 17h. R$ 40,00. Bilheteria: 13h/20h (ter. a dom.). Até 29 de abril. Estreia prometida para sábado (3).

Fonte: VEJA RIO