COMIDA

Festas juninas sem exageros

Especialistas apontam as melhores opções na hora de escolher as guloseimas e indicam o que fazer para queimar os excessos

Por: Lais Botelho - Atualizado em

reprodução internet
(Foto: Redação Veja rio)

Com tantas cores, aromas e sabores, é praticamente impossível passar impune por um arraiá. Misturados ao friozinho típico do mês de junho, os quitutes juninos são um convite para burlar a dieta e se render a tentação. E o estrago pode ser grande. Uma noite de comilança pode comprometer o plano alimentar de uma semana inteira.

Quer um exemplo? Para mantermos o peso, devemos consumir em torno de 2000 calorias por dia. Se optarmos por uma cocada média, um pedacinho de cuscuz, um salsichão e três cervejas, teremos consumido nada menos do que 1600 calorias (confira a tabela abaixo), o equivalente a cinco horas de caminhada.

Mas é possível curtir sem pisar na jaca. "Prestando atenção nas calorias e também na quantidade de gordura saturada e açúcares refinados desses alimentos, é possível fazer escolhas mais inteligentes", diz a nutricionista Patricia Rung. Outra dica é fazer uma boquinha antes de sair de casa. Assim as mordidas serão apenas para matar a vontade de algo gostoso e não a fome.

Na carta de bebidas, ela sugere ter muita cautela com as batidas. "Por levarem leite condensado, o nível calórico é altíssimo", diz. Já nos salgados, prefira o pinhão, espetinho de frango (sem farofa), milho cozido (sem manteiga), caldo verde, caldinho de feijão e pamonha. "Escolha duas dessas opções e divirta-se sem culpa".

Veja duas receitas juninas light, para comer sem culpa

Abaixo o tempo necessário para queimar os dez quitutes mais calóricos:

comidas.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Fonte: VEJA RIO