CONSUMO

Alugue sua casa e lucre recebendo turistas

Saiba aqui como alugar um cômodo ou mesmo seu imóvel inteiro para viajantes ? e embolsar um bom dinheiro com isso

Por: Louise Peres - Atualizado em

airbnb.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Uma modalidade de hospedagem nada tradicional está virando a primeira opção de muita gente na hora de planejar uma viagem de férias. Em vez escolher um hotel ou uma pousada, os viajantes optam por se hospedar na casa de um completo estranho, pagando preços bem mais amigáveis do que as elevadas tarifas hoteleiras. Para quem nunca ouviu falar do assunto, reservar um quarto (ou um imóvel inteiro) neste novo tipo de negócio pode até parecer esquisito. Mas o processo é simples, feito por meio de sites especializados: quem tem um espaço livre preenche uma ficha de cadastro, onde constam dados sobre o imóvel, datas disponíveis para aluguel e fotos dos cômodos. O interessado em alugar entra no site, realiza uma busca e recebe como resultado uma lista de opções compatíveis com suas necessidades. Uma vez encontrado o imóvel/quarto ideal, é só solicitar a reserva. Tudo intermediado pelo site prestador de serviços - inclusive o pagamento.

A tendência ganhou força na Europa e nos Estados Unidos e desponta como uma solução lucrativa para quem vive em cidades turísticas e tão atraentes como o Rio. Com tantos grandes eventos batendo à porta, como a Copa das Confederações, o Rock in Rio, a Copa do Mundo e a Olimpíada, surgem para o carioca grandes oportunidades para embolsar um dinheirinho alugando um espaço para viajantes que planejam uma vinda à cidade. Isso sem falar na chance de conhecer visitantes do mundo inteiro e compartilhar com eles dicas inestimáveis para curtir a área que você conhece tão bem! Considerou aproveitar a alta procura por estadias no Rio e anunciar sua casa na internet? Apresentamos abaixo alguns dos principais sites que mediam o processo. Confira o passo a passo para virar um anfitrião profissional e veja ainda dicas fundamentais para não cair em roubada na hora de alugar seu imóvel.

OS PRINCIPAIS SITES

Airbnb - www.airbnb.com.br

Seja o seu espaço disponível um quarto, um apartamento inteiro, um barco ou mesmo um sofá, o cadastro no Airbnb é gratuito - e eles têm até versão em português. É possível anunciar no site desde um quarto extra até um sofá cama na sala ou a casa inteira, que podem ser locados por uma noite, um fim de semana, alguns dias ou meses. Você determina o preço e as datas disponíveis no seu calendário. O mais bacana: após concretizar o cadastro, a empresa envia um fotógrafo até a sua casa para clicar os ambientes anunciados na página. A empresa recolhe apenas 3% do valor sobre as diárias, além de cobrar do hóspede de 6 a 12% de taxa de reserva. Fundada em 2008, a companhia sediada na Califórnia cravou em junho do ano passado o recorde de 10 milhões de diárias reservadas pelo site, contabilizando mais de 300 000 anúncios em mais de 30 000 cidades de 192 países. O primeiro milhão havia sido atingido em fevereiro de 2011, apenas um ano e quatro meses antes - uma pequena amostra do franco crescimento dos aluguéis por temporada concretizados na internet.

Wimdu - www.wimdu.com.br

Com sistema semelhante ao do Airbnb, a companhia alemã foi criada em Berlim, em 2011. Hoje o site conta com mais de 150 000 opções de hospedagem em 100 países ao redor do globo. Também possuem um site em português e oferecem cadastro gratuito. Mais de 100 000 pessoas já fecharam aluguéis através do site.

windu.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Alugue Temporada - www.aluguetemporada.com.br

A versão brasileira do grupo americano Home Away resultou em um nome bem literal. O funcionamento é bem parecido com o dos demais sites de locação por temporada, com uma principal diferença: para anunciar, é preciso pagar uma mensalidade que custa a partir de R$34.

aluguetemporada.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

VRBO - www.vrbo.com

Fundada em 1995, a empresa se apresenta como a pioneira mundial no negócio de aluguéis por temporada online. Disponível apenas em inglês, o site conta com mais de 190 000 propriedades cadastradas - há desde lofts e apartamentos com vista para o mar até barcos e casas à beira de lagos, daquelas bem típicas de filme americano. Funciona no mesmo esquema dos demais, com um custo salgado para quem pretende apenas se aventurar no ramo: a assinatura anual para anunciar na página custa 349 dólares.

vrbo.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Fonte: VEJA RIO