EDIÇÃO DA SEMANA

Beira-mar

Histórias e novidades sobre a sociedade carioca

Por: Daniela Pessoa - Atualizado em

Farpas nos bastidores

Fabio Pamplona
(Foto: Redação Veja rio)

Vencer o Miss Universo Rio de Janeiro significa representar o estado na disputa nacional e, quem sabe, chegar à grande final internacional, o Miss Universo. Isso explica a tensão na regional fluminense, que aconteceu no sábado (30), bem como a troca de farpas entre a vencedora, Hosana Elliot, e suas concorrentes nos bastidores. "Elas me acusaram de ter comprado votos, mas venci porque as outras meninas precisariam de uma transformação mágica a tempo do Miss Brasil, no fim do mês", alfineta. "Propuseram até um boicote ao desfile, alegando que o júri estaria a meu favor", entrega a moradora de Vila Isabel, que sofreu bullying na adolescência por pesar 30 quilos a mais. Ela confessa, porém, estar mais preocupada com outro título que está prestes a conquistar, o de biotecnóloga. Com o diploma em mãos, seu objetivo é entrar na concorrência por um posto que nada tem a ver com suas belas curvas: o de perita criminal da Polícia Federal.

Estafa pré-estreia

Fernando Lemos
(Foto: Redação Veja rio)

Desde que participou de Avenida Brasil, em 2012, interpretando a ex-atriz pornô Soninha Catatau, Paula Burlamaqui andava sumida dos holofotes. Ela prepara seu retorno com um projeto ambicioso no teatro: vai viver uma médica em busca de poder na peça A Estufa, cujo texto é do respeitado dramaturgo inglês Harold Pinter (1930-2008), vencedor do Prêmio Nobel de Literatura em 2005. "Estou ralando oito horas por dia nos ensaios porque é uma personagem muito complexa, e é difícil acertar o tom", revela a atriz, que trocou as aulas de balé clássico por sessões de massagem ayurvédica para relaxar durante a preparação. "Esse trabalho tem me deixado esgotada física e também emocionalmente", ela confessa a poucos dias da estreia, marcada para 12 de setembro na Casa de Cultura Laura Alvim, em Ipanema.

Na boca dos famosos

Odd Andersen/AFP PHOTO (Madonna), Jason LaVeris/Getty Images (Hathaway), Slaven Vlasic/Getty Images (Clinton), Robert Munroe (Fernanda), divulgação (doces)
(Foto: Redação Veja rio)

Empresária que trouxe a grife do confeiteiro francês François Payard para o Rio, em 2006, a carioca Fernanda Capobianco bem que tentou se estabelecer por aqui. Mas a doceria não prosperou e acabou fechando três anos depois. Foi quando ela decidiu se mudar para Nova York. Vegana há mais de quinze anos, abriu a Vegan Divas, que se tornou a confeitaria queridinha dos astros internacionais com doces feitos com ingredientes como leite de arroz e manteiga de óleo de oliva. "São tão saborosos que nem parecem naturebas. Sem contar que têm a metade das calorias dos convencionais", garante. A cantora Madonna foi a primeira cliente ilustre da loja, que acaba de receber uma encomenda de Bill Clinton. Na imagem acima, os preferidos de cada um deles.

Ela quer compromisso

Paulo Vitor / Ag. Estado
(Foto: Redação Veja rio)

Imortal da Academia Brasileira de Letras, a escritora Rosiska Darcy de Oliveira não tem dado trégua aos candidatos ao governo estadual. Desde 31 de julho, ela vem perseguindo os políticos no intuito de fazê-los assinar um plano de metas, que já é lei no âmbito municipal desde 2011. No documento, eles devem determinar o prazo em que executarão cada uma das propostas apresentadas aos eleitores durante a campanha. Os políticos, porém, têm se esquivado a todo custo. "Eles alegaram falta de tempo. Até agora ninguém quis se comprometer. Isso é um mau augúrio", desabafa a intelectual, uma das fundadoras do movimento Rio Como Vamos. "Sem uma pauta definida, como o cidadão poderá cobrar alguma coisa?", questiona Rosiska.

O segredo das grifes

Tomás Rangel
(Foto: Redação Veja rio)

Em tempos de crise no mercado de moda carioca, com marcas tradicionais como a Totem fechando suas filiais, um livro promete revelar o segredo do sucesso das grifes que vêm se mantendo como ícones do Rio - pelo menos até a semana passada. Gerente de marketing e conteúdo da Farm há sete anos, o publicitário André Carvalhal lança na quarta (10) A Moda Imita a Vida - Como Construir uma Marca de Moda, que reúne, além da empresa em que ele atua, outros exemplos bem-sucedidos, como Osklen, Reserva e Blue Man. No papel de visionário, ele aponta o e-commerce como o futuro desse tipo de negócio. "Não é mais preciso abrir uma loja no BarraShopping ou no Rio Sul para bombar. É possível se tornar hit na internet", acredita.

Fonte: VEJA RIO