DIVERSÃO

Circuitos VEJA Rio - História

O Rio é uma cidade cheia de história. Nos registros de nossos seguidores no Instagram, cinco lugares marcantes no passado carioca

Por: Louise Peres - Atualizado em

HISTÓRIA

historia-01.jpg
(Foto: Redação Veja rio)
1 - Confeitaria Colombo, por @camilatcosta
1.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

A centenária casa na rua Gonçalves Dias, aberta em 1894, recebeu a nata política e intelectual da época em que o Rio era a capital federal. Sob o teto registrado por @camilatcosta, sentaram Getúlio Vargas, Juscelino Kubitschek e até a rainha Elizabeth II, da Inglaterra.

2 - Arcos da Lapa, por @joaoracy

2.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Sabe o Aqueduto da Carioca? Estamos falando dos Arcos da Lapa, considerados como a obra arquitetônica de maior porte empreendida no Brasil durante o período colonial. Um dos cartões postais da cidade, o cenário da foto de @joaoracy é o mais representativo símbolo do Rio Antigo preservado na região boêmia da Lapa.

3 - Palácio do Catete, por @revolutionare

3.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Sede do poder executivo brasileiro durante a República, o Palácio do Catete foi palco de um dos momentos mais marcantes da história política brasileira: a morte de Getúlio Vargas. A construção registrada por @revolutionare hoje abriga o Museu da República, que expõe obras e peças do período. Entre elas, o pijama de Getúlio perfurado pela bala que o vitimou.

4 - Aterro, por @dudabidetti

4.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Quem vê o Parque do Flamengo de hoje tem dificuldades em imaginar a região antes dos sucessivos aterros à beira da Baía de Guanabara. A atual configuração, registrada por @dudabidetti, data de 1965, ano em que o Aterro do Flamengo, com 1, 2 milhão de metros quadrados, foi inaugurado.

5 - Fortaleza de São João, por @fhtanaka

5.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

A fundação da Cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro está intimamente ligada à Fortaleza de São João, na Urca. Ela marca o local em que Estácio de Sá desembarcou com sua tropa, em 1565, para reintegrar a ocupação territorial de Portugal, levantando um fortim. Mais tarde, ampliada e reforçada pelos portugueses, o marco clicado por @fhtanaka recebeu oficialmente, em 1618, o nome atual.

Fonte: VEJA RIO