COTIDIANO

Chafariz da Praça General Osório ganha câmera de monitoramento

Após furtos de peças de bronze que integram o monumento, Chafariz das Saracuras será monitorado

- Atualizado em

chafariz.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

A Secretaria de Conservação e Serviços Públicos instalou uma câmera de monitoramento no Chafariz das Saracuras, localizado na Praça General Osório, em Ipanema. A medida foi implantada após o monumento, de autoria de Mestre Valentim, ter sido alvo de atos de vandalismo, com o furto das quatro saracuras (pássaro cujo bico jorra água), confeccionadas em bronze que integram o chafariz, além de uma das quatro tartarugas em bronze, que ficava na parte baixa, próximo aos pés dos visitantes.

Os casos, ocorridos em agosto, foram registrados na 14ª Delegacia de Polícia, no Leblon. A Gerência de Monumentos e Chafarizes elabora projeto de orçamento para que as peças furtadas sejam refeitas a partir do molde em arquivo. O equipamento de monitoramento já está em funcionamento e fica voltado para a peça, registrando imagens diárias do movimento em suas proximidades.

O chafariz foi encomendado ao Mestre Valentim para abastecer de água encanada o Convento da Ajuda, onde hoje situa-se a Cinelândia. Concluído em 1795, no pátio interno do convento, manteve-se lá até 1911, quando o mesmo foi demolido. Foi doado ao Poder Municipal pelo Cardeal Arcebispo D. Joaquim Arcoverde e instalado na Praça General Osório em 1917. É um bem tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) desde 1938.

Fonte: VEJA RIO