COTIDIANO

Centro ganhará novas ciclovias e bicicletários

Novas rotas para bicicletas fazem parte do plano de mobilidade que será implementado com a demolição do Elevado da Perimetral

- Atualizado em

bike-centro.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Em virtude do fechamento total do Elevado da Perimetral, a Prefeitura busca uma série de saídas a fim de tentar reduzir os impactos sobre o trânsito do Centro. Entre essas alternativas, as bicicletas foram vistas como uma das formas de melhorar a mobilidade urbana da região, com a instalação de ciclovias em algumas vias do bairro. Em um primeiro momento, serão implantados três quilômetros de rotas cicloviárias, com o objetivo de estimular o uso da bicicleta, considerada uma opção viária rápida e não poluente.

Segundo a Prefeitura, as vias que receberão as novas rotas serão adequadas, com intervenções como mudança de pisos, rebaixamento de meio fio, e sinalização horizontal e vertical. Serão instalados ainda 80 bicicletários públicos, cada um com capacidade para duas bicicletas. O programa de aluguel de bicicletas Bike Rio será expandido para o Centro, com 24 estações, sendo doze na Região Portuária. Atualmente, o projeto conta com 60 estações e 600 bicicletas no Rio. A previsão é de que até dezembro deste ano sejam 260 estações, com 2.600 bicicletas disponíveis.

Com as novas rotas cicloviárias, será possível pedalar do Museu de Arte Moderna (MAM) à a pontos como a Praça Henrique Lage, o Buraco do Lume e o Largo da Carioca através da ciclovia de 1,3 quilômetros, que passará pelas avenidas Calógeras e Graça Aranha. Do MAM à Cinelândia haverá 500 metros de pistas, com passagem pela Avenida Beira-Mar; e do MAM à Praça XV, mais 1,2 quilômetros, através da Rua Santa Luzia. A introdução das novas rotas cicloviárias no Centro faz parte do plano de mobilidade urbana planejado para os cinco milhões de metros quadrados do Porto Maravilha, previsto para receber dezessete quilômetros de ciclovias ao final das obras.

Clique na imagem abaixo e veja a localização das novas rotas:

mapa-bike.jpg
(Foto: Veja Rio)

Fonte: VEJA RIO