DECORAÇÃO

Casas cariocas

Selecionamos os projetos de decoração mais bacanas exibidos pelo programa de TV Casa Brasileira no Rio, como o apartamento da atriz Malu Mader e o do humorista Helio De La Peña

Por: Daniela Pessoa - Atualizado em

Pode entrar, puxar a cadeira e se sentir em casa. Essa é a ideia do programa que estreou no canal GNT há três anos e segue fazendo sucesso na grade. Para quem não conhece, Casa Brasileira é uma série documental sobre o jeito de morar brasileiro na visão de alguns dos arquitetos e designers mais importantes do país, com episódios dedicados a cada um deles e suas obras. O projeto com roteiro de Baba Vacaro e direção de Alberto Renault traz ainda o depoimento de clientes famosos desses grandes profissionais, como Malu Mader, Mariana Ximenes e Murilo Rosa. ?Ao longo do passeio pelos hábitos, tradições e particularidades do lar brasileiro, percebemos que o carioca tem um estilo único. Privilegiam-se materiais e detalhes menos pomposos do que em São Paulo, por exemplo. No Rio, as pessoas apreciam a simplicidade e a praticidade. A decoração é mais despojada, relaxada?, afirma Baba. A seguir, algumas das residências mais bacanas na cidade que já apareceram na telinha. Qual a sua preferida?Malu Mader e Ouriço Arquitetura

Casas e apartamentos criativos, porém confortáveis e acolhedores, são a marca registrada do escritório de Beto Figueiredo e Luiz Eduardo Almeida. O diferencial que a atriz Malu Mader procurava para reformar sua cobertura na Zona Sul. ?Casa é a vida de cada um. Não é o que é chique. É a flor no vaso, o bolo no forno?, conta Malu, reiterando o ideal de vida simples carioca.

Divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Mariana Ximenes e Zanini de Zanine

A atriz é fã confessa do trabalho do jovem designer que trabalha em um estúdio na Zona Portuária com madeira de demolição, influência da convivência com o pai, o mestre Zanine Caldas. Falecido em 2001, ele foi um dos precursores do uso de materiais de demolição reaproveitados de antigos casarões derrubados. Aos 34 anos, o artista que herdou o talento de Caldas coleciona prêmios no Brasil e no mundo. Skates, chapas de descarte da Casa da Moeda e placas de trânsito são transformados em mobiliários sofisticados, exclusivos e concorridos. Os números volta e meia também aparecem em suas obras, seja nos nomes que as batizam ou no próprio design como o da estante em módulos de Mariana, que lembra o número sete dependendo da posição.

Divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Dira Paes e Domingos Tótora

O designer de Minas Gerais alia sustentabilidade e responsabilidade social em seus trabalhos. O papelão usado e prensado serve de matéria-prima, por exemplo, para a construção do banco craft, que lembra os antigos bancos de praça. A atriz Dira Paes é uma das que gostou e levou a peça para casa. ?Além de ser um móvel lindo, ele emprega os catadores da região onde mora", lembra Dira.

Divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Débora Bloch e Isay Weinfeld

Considerado um dos melhores de sua geração, o designer e urbanista paulista ganhou, somente em 2009, mais de 15 prêmios de arquitetura, entre eles o Future Project Awards em Cannes, na França. ?Eu acho que paciência é a grande virtude que o arquiteto tem que ter. Eu preciso de muita conversa?, diz Weinfeld. ?O Isay escuta muito, não tem problema de vaidade. Se ele propõe alguma coisa e você acha que seria melhor de outro jeito, ele nem discute?, concorda Débora, que não troca sua casa na Lagoa por nenhum outro lugar do mundo.

Divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Murilo Rosa e Arthur Casas

Além do teatro e da televisão, o ator também se diz apaixonado por arquitetura. E foi por isso que procurou o arquiteto Arthur Casas, em sua opinião um dos melhores, para decorar o apartamento na Barra. Além do projeto feito por Casas, Rosa tem ainda alguns móveis desenhados pelo arquiteto, como o sofá da varanda, o banco da sala de estar e uma mesa de centro.

Divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Ana Carolina e Indio Da Costa

A residência da cantora, que fica em meio ao verde no Rio, foi projetada pelo arquiteto e urbanista que aposta nas amplas janelas e panos de vidro para trazer a natureza para dentro do ambiente. ?A casa tem que ser naturalmente bela, mas tem que ser prática. A minha, de estrutura metálica e pouca alvenaria, é o que os arquitetos normalmente não fazem: arte?, diz Ana Carolina. Em tempo: Luis Eduardo Índio Da Costa tem a família toda dedicada à arquitetura, à decoração e ao design: sua esposa Ana Maria é decoradora, e o filho, Guto Indio da Costa, designer.

Divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Patrícia Pillar e Lia Siqueira

A arquiteta constrói casas aconchegantes, misturando obras de arte e móveis de artistas brasileiros. ?No nosso trabalho não existe rigidez. A gente trabalha com emoção?, justifica Lia. Patrícia confessa ter tido medo de contratar uma arquiteta, porque tinha apego às coisas do seu jeito, mas não se arrependeu. ?A Lia tem uma delicadeza muito grande e o olhar aberto ao outro?, diz.

Divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Helio De La Penã e Maneco Quinderé

A casa também se faz através da luz. Além de centenas de projetos de iluminação para espetáculos de teatro, o iluminador Maneco Quinderé cria aconchego e bem-estar nos projetos residenciais através de jogos de luz. O comediante Hélio de La Peña é um de seus fãs, que teve o casarão no Leblon iluminado pelo ?gênio da lâmpada?.

Divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Fonte: VEJA RIO