DE BRAÇOS ABERTOS

Mi casa, su casa

Aprenda o passo a passo para receber turistas em sua casa

Por: - Atualizado em

Alexandre Macieira / Riotur
(Foto: Redação Veja rio)

Os braços já estão abertos. Agora, falta ao carioca abrir também as portas de casa e receber turistas de todo o país e do mundo inteiro com aquele jeito descontraído e acolhedor, sua marca registrada. Além de ganhar uma grana extra e conhecer culturas diferentes, você estará contribuindo para aumentar a capacidade da cidade receber pessoas, principalmente durante os grandes eventos que estão por vir.

Opções de serviços que dão o suporte e contribuem para a logística é que não faltam. Quem quiser optar por uma solução mais caseira pode usar as dicas do Hospeda Rio (www.hospedario.com.br), site criado pela Prefeitura do Rio de Janeiro para estimular os cariocas a abraçarem esse tipo de atividade. Basta fazer o seu cadastro em uma das centrais de reserva que assinaram carta-compromisso, como o Cama e Café (http://www.camaecafe.com.br/) e sair divulgando por aí!

Há também serviços mundialmente famosos, que contam com uma enorme estrutura e hospedagem no mundo inteiro. Coloque o Rio também nesse mapa, escolhendo um dos sites abaixo para cadastrar a sua casa ou apartamento:

Airbnb - www.airbnb.com.br

Wimdu - http://www.wimdu.com.br

9Flats - http://www.9flats.com/pt/

Homelidays - http://www.homelidays.com/

A publicitária Ana Santos, 31, conheceu a hospedagem domiciliar quando resolveu viajar pela Europa com o marido e não encontrou vagas nos hotéis de algumas cidades. Depois de ficar na casa de pessoas em Bruges, Toscana, Tailândia, Roma e Puket, voltou pro Rio com a ideia de viver a experiência novamente, desta vez como anfitriã. Já recebeu turistas da França, Coréia, África do Sul, Inglaterra e Eslovênia. ?Sempre aprendemos muito com quem chega: novas culturas, treinamos novos idiomas e, o mais importante, o desapego. Os cariocas podiam abrir mais a mente para esse tipo de hospedagem compartilhada. Esse é o futuro?, garante.

Como fazer

Depois que escolher um dos serviços, faça o seu cadastro. Normalmente, é feita uma análise das informações fornecidas para que seu imóvel seja pré-aprovado, podendo haver a necessidade de uma vistoria presencial. Depois do sinal verde, será preciso cuidar dos seguintes detalhes:

1. Tirar fotos do imóvel, dos cômodos da casa e da rua onde ele se localiza;

2. Decidir qual o valor da hospedagem. A dica é pesquisar por outros imóveis no mesmo bairro para ajudar a tomar uma decisão;

3. Estar preparado para manter uma comunicação ágil e transparente com seus futuros clientes!

Acompanhe mensalmente nas páginas de Veja Rio o projeto "Com o Rio, de Braços Abertos", poste fotos e comentários nas redes sociais www.facebook.com/vejario e www.instagram.com/vejario, comente as matérias no site de Veja Rio e fale conosco pelo e-mail bracosabertos@abril.com.br. Identifique seus conteúdos com as hashtags: #bracosabertos e #riodebracosabertos.

Fonte: VEJA RIO