EDIÇÃO DA SEMANA

Carioca nota dez: Hanriette Soares

A empresária criou uma loja on-line para arrecadar verba para uma ONG de proteção animal

Por: Thaís Meinicke

Felipe Fittipaldi
(Foto: Redação Veja rio)

Até os 41 anos de idade, a empresária Hanriette Soares, hoje com 43, nunca havia tido um animal de estimação. Foi quando teve a ideia de comprar um filhote da raça fox paulistinha, batizado por ela de Tito. A mascote só entrou em sua vida porque Hanriette estava se sentindo sozinha por causa do crescimento do filho, que já passava dos 20 e poucos anos. "Estava sentindo esse vazio e decidi adotar um novo companheiro", explica. Apesar de bagunceiro, Tito conquistou o coração da dona e despertou nela a vontade de fazer algo por outros bichinhos também. Junto com a amiga Regina Jordão, que havia acabado de alugar um sítio em Guaratiba para abrigar cinquenta cachorros abandonados, ela fundou o Paraíso dos Focinhos, ONG que há dois anos resgata animais vítimas de maus-tratos e cuida deles para encaminhá-los à adoção. Criado a partir de uma estrutura improvisada, o espaço sofreu reformas e melhorias e abriga, atualmente, 100 cães e quarenta gatos à espera de um novo lar, além de contar com uma equipe composta de veterinários e enfermeiros.

"A loja on-line se tornou uma fonte fixa e garantida de recursos para que os bichos não fiquem sem comida nem cuidados"

No início, todas as despesas eram bancadas pelas próprias fundadoras da ONG. Mas, com o aumento do número de hóspedes, os gastos com ração, remédios e infraestrutura também cresceram. A expertise de Hanriette na área de comunicação foi capaz de alavancar a página do projeto no Facebook, que atingiu a marca de 140?000 fãs, que também apoiam e divulgam a iniciativa. A ajuda, no entanto, não é suficiente para suprir os custos, que chegam a 30?000 reais por mês. Pensando em uma forma de não depender somente de doações, elas montaram um negócio. "Nunca sabemos quanto vamos conseguir, e os bichos não podem ficar sem comida e cuidados", avalia. Assim, lançaram, em outubro de 2013, uma loja on-line (www.paraisodosfocinhos.com.br) destinada a produtos animais, que tem 100% do seu lucro destinado à ONG. E elas não se deram por satisfeitas. Com o objetivo de diminuir a quantidade de mascotes abandonadas nas ruas do Rio, mutirões de consultas e vacinação gratuitas em diferentes bairros da cidade estão sendo organizados para o próximo mês. "Muitas vezes, as pessoas deixam seus bichos de lado porque eles estão doentes e elas não têm condições de arcar com as despesas. Queremos ajudar a reverter essa situação."

Fonte: VEJA RIO