DE BRAÇOS ABERTOS

Mais carona, menos trânsito

Para diminuir os engarrafamentos, campanha incentiva a prática de carona na cidade

Por: - Atualizado em

Alexandre Macieira/Riotur
(Foto: Redação Veja rio)

Qualquer carro comum é capaz de transportar até cinco pessoas. Aqui no Rio, porém, um levantamento da Secretaria Municipal de Transportes mostrou que cada veículo leva, em média, apenas 1,4 cidadão. Com o objetivo de alertar a população para esse problema, que contribui com a piora do trânsito na cidade, surgiu há duas semanas uma campanha que tem como foco incentivar a prática de carona.

Com apoio do movimento Rio Eu Amo Eu Cuido, o Pelo Menos Duas defende que se cada carro transportasse ao menos duas pessoas, os engarrafamentos ocupariam menos tempo em nossas vidas. Diversas rádios estão participando da campanha e uma série de mobiliários urbanos e painéis eletrônicos da CET-Rio trazem mensagens incentivando a prática. No site (pelomenosduas.com.br), os cariocas têm acesso a uma série de dicas e aplicativos que ajudam a promover a carona.

?Queremos que as pessoas adotem o hábito de oferecer e pedir carona, ou que ao menos comecem a pensar sobre isso. Não é para pegar estranhos na rua. É para ir ao trabalho ou faculdade com algum amigo ou conhecido que more no mesmo bairro, por exemplo?, diz Ana Lycia Gayoso, formada em Relações Internacionais e membro do Rio Eu Amo Eu Cuido.

A ideia surgiu em novembro, quando foi implodido o primeiro trecho do Viaduto da Perimetral, com 1,1 km de comprimento. Na ocasião, o prefeito Eduardo Paes pediu às pessoas que deixassem seus carro em casa e utilizassem o transporte público. ?Especialmente por causa das obras na Zona Portuária, nosso alvo principal são os trajetos em direção ao Centro?, explica Ana Lycia.

A estatística de 1,4 pessoa por automóvel, embora relevante, naturalmente não é a única explicação para a piora percebida no trânsito. A frota da capital beira a casa dos 2 milhões de automóveis ? um aumento de aproximadamente 40% em relação a uma década atrás, segundo o Denatran (Departamento Nacional de Trânsito). Antes da construção dos corredores de ônibus expressos ? os chamados BRTs, que fazem parte do pacote de obras de mobilidade prometido para a cidade em função da Olimpíada de 2016 ?, a última grande obra viária no Rio foi a Linha Amarela, concluída há dezesseis anos. Por isso a participação dos cidadãos é tão importante. Se cada um fizer sua parte, o Rio pode ? e deve ? andar mais rápido.

Quer dar carona? Veja as dicas do movimento Pelo Menos Duas:

Converse com seus vizinhos

Vocês se veem todos os dias no mesmo horário e muitos pegam o mesmo trajeto. Que tal criar o hábito de dividir a carona até o seu destino? É o jeito mais fácil de ir e voltar para casa praticando carona.

Forme grupos na faculdade

Organizando grupos de carona na faculdade, você pode discutir a matéria da prova, o papo do boteco e parar de chegar tarde na primeira aula. Uma sala com quarenta alunos só precisa de poucos carros para levar todos.

Incentive sua empresa

Muitas empresas já incentivam seus funcionários a praticarem carona. Fale com seus colegas e converse com o RH. Vai sobrar muito mais vagas no estacionamento.

Divida o carro com amigos

Não existe melhor companhia para pegar uma carona que os seus amigos. O caminho para qualquer lugar fica divertido e vocês podem revezar o carro sempre que saírem juntos.

Fonte: VEJA RIO