COTIDIANO

Circuito da Liberdade

Nesta segunda (31), dia que marca os 50 anos do golpe que instaurou a ditadura no país, prefeitura reconhece sete endereços cariocas importantes na luta pela democracia

Por: Daniela Pessoa - Atualizado em

O Rio ganhou um novo roteiro que não é exatamente turístico, mas tem extrema importância histórica. Nesta segunda (31), data que marca os 50 anos do golpe militar no país, foi lançado o Circuito da Liberdade, com sete endereços na cidade valiosos para a democracia. Através do Instituto Rio Patrimônio da Humanidade, a prefeitura vai instalar placas com informações em 140 caracteres sobre cada um destes lugares.

Na fachada da antiga sede da Ordem dos Advogados do Brasil, por exemplo, a chapa vai homenagear a funcionária da OAB Lyda Monteiro da Silva, que morreu ao abrir uma carta-bomba em agosto de 1980. No futuro, a ideia é ampliar o circuito com locais que remetam a essa e outras lutas pela liberdade.

Veja na galeria a seguir os locais homenageados até o momento.

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Fonte: VEJA RIO