MODA

A bolsa da Carminha

Depois dos relógios de cerâmica, é a vez das bolsas da grife americana Michael Kors fazerem sucesso entre as cariocas. Usado por Carminha, personagem de Adriana Esteves em Avenida Brasil, um modelo assinado pelo estilista está entre os acessórios da novela mais procurados na Central de Atendimento ao Telespectador da Globo

Por: Louise Peres - Atualizado em

mk-01.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Em meio aos sofás estampados, almofadas zebradas e a coleção de esculturas que decoram a excêntrica mansão de Tufão (Murilo Benício) na novela Avenida Brasil, uma peça reluzente se destaca quando Carminha (Adriana Esteves) entra em cena. É impossível não notar a bolsa dourada, brilhante e coberta de cima a baixo pela sigla MK. As duas letras são o monograma de Michael Kors, estilista americano famoso por suas criações simples e sofisticadas de moda feminina. A marca, que contempla em seu portfolio desde roupas até linhas de cosméticos, já teve criações desfiladas por celebridades como Jennifer Lopez, Rachel McAdams, Heidi Klum e até Michelle Obama. Um dos itens mais marcantes do guarda-roupa da vilã da novela das nove, o extravagante acessório figura na lista dos dez itens da novela mais procurados na Central de Atendimento ao Telespectador da Globo. E, como toda peça que se destaca no horário nobre, já ganhou réplicas e foi parar nos camelôs cariocas.

A bolsa de Carminha não é a primeira criação do designer a ganhar espaço por aqui. O trabalho do estilista Michael Kors, que também é jurado do reality show Project Runway, se popularizou no país em 2009, quando as brasileiras descobriram os relógios da marca. Com a pulseira em cerâmica ou tartaruga, os chamados turtles, as peças custam a partir de 225 dólares (cerca de 550 reais) e viraram objeto de desejo da mulherada no Brasil. Já as bolsas assinadas pelo americano vêm recheando as malas de brasileiras que vão a Miami, Nova York ou à Europa e desde o ano passado aparecem em blogs de moda, em modelos variados. No exterior, o exemplar usado por Carminha, uma tote bag na cor pale gold, custa cerca de 200 dólares (em torno de 400 reais). Em sites brasileiros como o Mercado Livre, é vendida por até 600 reais. "Em comparação com as outras it bags, ela tem um preço muito bom. Chama a atenção, é muito leve, fácil de carregar e prática", avalia a consultora de estilo Juliana Burlamaqui. O material, no entanto, não é tão nobre. Em vez de couro, comum em bolsas Louis Vuitton, por exemplo, a peça é feita de uma espécie de PVC metalizado. "Mas também há outras bolsas lindas dele, em couro, que fazem sucesso aqui também", diz ela.

mk-02.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

A bolsa grifada é mais um item encontrado pela figurinista de Avenida Brasil, Marie Salles, para destacar a vaidade e a ostentação da riqueza de Carminha, uma golpista suburbana que enriqueceu após casar-se com Tufão e desde então, como toda emergente, se esforça para parecer fina. Num certo capítulo, Carminha apareceu recortando páginas de revistas estrangeiras com modelos de peças para encomendar a sua costureira. Ela aposta em tons claros e peças clássicas, como camisas de seda e cetim, mas exagera nos acessórios. No pescoço, usa um enorme pingente, também dourado, no formato de T em homenagem ao marido (a personagem, aliás, também aderiu ao relógio Michael Kors queridinho das brasileiras).

Se nos Estados Unidos a marca Michael Kors está associada a personalidades casuais e chiques, a vilã de Adriana Esteves não é exatamente o retrato da elegância. O fato de Carminha ostentar uma Michael Kors em suas voltas pelo fictício bairro do Divino, no subúrbio do Rio, provavelmente influenciará as antigas fãs brasileiras da marca. "Na novela, as escolhas da personagem descambam para o cafona, e talvez por isso tenham escolhido o modelo dourado, cheio de monogramas. É um certo exagero", opina Juliana Burlamaqui.

Fonte: VEJA RIO