EDIÇÃO DA SEMANA

Beira-mar

Histórias e novidade sobre a sociedade carioca

Por: Carolina Barbosa - Atualizado em

No papel da própria bisavó

GUILHERME LEPORACE
(Foto: Redação Veja rio)

Uma pessoa não poderia faltar no elenco do filme O Diário do Playboy, sobre a vida do bon-vivant carioca Jorginho Guinle. Com dezoito anos de carreira e integrante da família fundadora do Copacabana Palace, Guilhermina Guinle já confirmou presença na produção. A atriz, que está de licença-maternidade atual­men­te, cuidando da sua primeira filha, Minna, de 7 meses, vai interpretar sua bisavó, de quem herdou o nome, no longa, que tem previsão de começar a ser rodado até o fim do ano. "Tenho um primo que toda vez que me encontra diz que sou muito parecida com ela. Principalmente no olhar", afirma. No entanto, ela nem sequer conheceu a matriarca. "Só vi uma foto dela, bem antiga. Terei de buscar referências com meus familiares sobre os trejeitos e a personalidade dela", conta.

Busca obsessiva

Mônica Imbuzeiro
(Foto: Redação Veja rio)

Desde que se tornou, há dois anos, a representante exclusiva das criações do conceituado artista plástico Franz Krajcberg, a galerista Marcia Barrozo do Amaral teve muito trabalho. Obcecada pela arte do polonês, radicado na Bahia desde os anos 70, ela está se dedicando incessantemente à formação de um banco de dados para identificar toda a sua produção espalhada pelo mundo. Até agora, cerca de 1?500 peças, algumas delas avaliadas em até 300?000 reais, já foram catalogadas. "Às vezes, o próprio Krajcberg é surpreendido ao ver obras de que nem ele se lembrava mais", conta a marchande, que, ao fim do processo, quer transformar todo o material em um livro com imagens e fichas técnicas sobre os trabalhos. "Ainda há muito o que fazer. Quero é descobrir mais novidades", anima-se.

A conta não fechou

Carolina Amorim
(Foto: Redação Veja rio)

Quando abriu a sua primeira brasserie, na Rua do Rosário, há nove anos, o chef Frédéric Monnier foi audacioso. Afinal, naquela época, a região estava abandonada. Contrariando as previsões dos amigos que tentaram desencorajá-lo, o empreendimento deu certo. Com o mesmo raciocínio, ele apostou, no fim de 2012, na abertura da Brasserie Ameno, no Catete. O resultado, porém, não foi o mesmo. O alto custo operacional ? em torno de 90?000 mensais ?, somado à falta de movimentação na região, fez com que a casa encerrasse suas atividades na última segunda (31), um ano depois da inauguração. "A conta nunca fechou. Já tinha feito dois empréstimos e não podia me endividar mais", conta o francês, que arcará com um prejuízo de cerca de 200?000 reais.

Briga de família

Rafael Sorín/TV Globo
(Foto: Redação Veja rio)

Durante um bom tempo, o clima nos bastidores das gravações de A Grande Família não era dos melhores. Isso porque, em meados de 2012, Pedro Cardoso e Guta Stresser, marido e mulher no seriado, tiveram uma séria discussão. Pelo que foi noticiado na época, o ator teria dito que era difícil aturar a moça por mais de uma década e que ela costuma trabalhar depois de ter bebido. Mas o anúncio da última temporada do programa, que começa na quinta (10), fez com que a harmonia voltasse a reinar nos estúdios. "Como sabemos que em breve estaremos nos despedindo, entramos numa lua de mel. Qualquer desgaste foi enterrado", garante a intérprete de Bebel, seu único papel na TV aberta até hoje. "Posso dizer que hoje minha relação com o Pedro está até melhor do que antes", reforça.

beira-mar-bolinha.jpg
(Foto: Redação Veja rio)
"Estava numa aldeia de aborígines na Austrália, de repente me veio essa canção. Foi aí que começou o projeto todo. De Gilberto Gil pelo Twitter, em resposta a um internauta que perguntou como ele teve a ideia de incluir a música Aos Pés da Cruz em seu novo disco com sucessos de João Gilberto"

Fonte: VEJA RIO