EDIÇÃO DA SEMANA

Beira-mar

Histórias e novidades sobre a sociedade carioca

Por: Carla Knoplech - Atualizado em

A luta de Glória

beira-mar-01.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Com 542 toneladas e 85 metros de altura, a árvore de Natal da Lagoa se transformou no principal símbolo do Natal carioca. Mesmo com toda essa grandiosidade, a carola Glória Severiano Ribeiro não se deu por satisfeita. Há cinco anos, a socialite luta para que a Arquidiocese do Rio construa um presépio gigante ao lado da estrutura, que será inaugurada neste sábado (30). A ideia do projeto é valorizar outros ícones dessa época. "As pessoas não podem se esquecer do verdadeiro sentido dessa data. Não é tempo apenas de pedir e ganhar presentes", protesta a socialite.

Barraco no hotel

beira-mar-02.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

As desavenças entre os condôminos do Sheraton Barra, por causa da troca para a bandeira Radisson, que acontecerá em janeiro, foram parar nos tribunais. Após mais uma fervorosa assembleia, a síndica e ex-procuradora do município Patrícia Drummond decidiu entrar com uma ação de calúnia e difamação contra Luíza Tomé, dona de dois imóveis residenciais no local. Segundo Patrícia, a atriz fez ofensas em público, sugerindo fraudes em sua administração. "Ela me chamou de estelionatária. Isso é crime, e eu tenho mais de 100 testemunhas que podem confirmar a cena", desabafa Patrícia. Luíza, por sua vez, parece que não está dando muita bola para o caso: "Tenho muito trabalho e filhos para criar. Não vou gastar meu tempo com essa senhora".

De Ipanema para o Guinness

beira-mar-05.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Até duas semanas atrás, o lendário Karch Kiraly era o jogador de vôlei com o maior número de títulos alcançados na história. No entanto, com a vitória da última etapa do campeonato brasileiro, Emanuel Rego, de 40 anos, chegou a 149 títulos, ultrapassando a marca do americano. De volta da competição, a primeira coisa que ele fez foi começar a reunir todos os comprovantes para apresentar a documentação e lançar sua candidatura ao Guinness Book. "Essa era uma das minhas metas como atleta. Sonhava com isso desde que saí do Sul para me profissionalizar", diz Emanuel, que voltou aos treinos em Ipanema com a ideia fixa de disputar a Rio 2016.

Com o pé em duas cozinhas

beira-mar-04.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Responsável pelas criações do elogiado Entretapas, o chef Jan Santos vai ter de se desdobrar em dois ? literalmente. Na primeira semana de janeiro, ele abrirá um novo estabelecimento em um imóvel da Rua Saturnino de Brito, no Jardim Botânico. Batizada de Ibérico, a casa recebeu um investimento de 2,5 milhões de reais e será uma versão contemporânea e mais metida do endereço de Botafogo. Com o negócio, Santos assumirá o risco de emplacar mais um restaurante e também manter o alto nível do original. Muitos se deram bem nessa transição, o sonho de todo cozinheiro que quer ganhar dinheiro. Outros, nem tanto. "O importante é manter duas equipes bem azeitadas em ambas as cozinhas e trabalhar com gente de sua total confiança, o que é o meu caso", explica ele, esperançoso.

beira-mar-bolinha.jpg
(Foto: Redação Veja rio)
"É uma decisão que não depende só da escola, da sua administração, nem do reitor, e sim do monastério. A questão está em discussão, mas no momento não há previsão de quando a mudança pode acontecer."

Dom Filipe, abade do Mosteiro de São Bento, na quarta (27), negando que o colégio vai admitir meninas no próximo ano letivo

Fonte: VEJA RIO