EDIÇÃO DA SEMANA

Beira-mar

Musas, rainhas e vips que abalaram a Sapucaí

Por: Carla Knoplech. Colaboraram Carolina Barbosa e Ernesto Neves - Atualizado em

Nos últimos carnavais, tornou-se conhecida a figura da musa nos camarotes da Sapucaí. Para ostentar o título, a representante precisa, é claro, exibir beleza e sensualidade. Nem todas, no entanto, atendem a outro requisito fundamental: a simpatia. Assim como Jennifer Lopez no ano passado e a socialite Paris Hilton em 2011, a atriz americana Megan Fox, que levou 1,7 milhão de reais para ser a garota-propaganda da Brahma, deu um show de antipatia e mau humor. Dentro de uma área reservada, ela passou a maior parte do tempo de costas para a avenida. E não ficou nem um minuto a mais depois que as duas horas acertadas por contrato se encerraram.

beira-mar-01.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

O contraste com a escolhida da Devassa, a atriz Alinne Moraes, ficou evidente. Sorridente, ela atendeu aos pedidos dos fãs para tirar fotos, conversou sem pressa com a imprensa e, não demorou muito, abandonou o famigerado cercadinho usado para separar os ultravips dos só vips.

Sem medo dos holofotes, a nova namorada de Ronaldo Fenômeno derreteu-se em declarações ao ex-jogador ao chegar à Sapucaí. "Estou apaixonada", declarou a DJ Paula Morais, prima da atriz Cleo Pires. Ele, por sua vez, também não escondeu o encantamento de início de namoro. "Paula é a minha rainha", respondeu quando perguntaram quem era a sua rainha de bateria preferida.

O surfista Pedro Scooby não conteve a euforia ao encontrar o craque Neymar. Depois de trocarem dicas de beleza (ambos pintam o cabelo com o mesmo cabeleireiro), eles subiram para uma área reservada, onde engataram um papo. A festa dos dois não durou muito. Luana Piovani logo rebocou o futuro marido o casamento está marcado para julho para dançar na boate do espaço ao seu lado.

Zico, que acompanhou os desfiles ao lado da mulher e de dois filhos, só falava da comemoração de seus 60 anos, no dia 3 de março. "Pediram que eu escolhesse uma foto de que gosto, em que estivesse comemorando um gol, para servir de molde", contou o ex-jogador, que será homenageado pelo Flamengo com uma estátua sua na calçada da fama do clube, na entrada principal da Gávea.

beira-mar-02.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Boa parte dos famosos que estavam no Camarote da Brahma, Zico inclusive, parou de ver o desfile da União da Ilha para requebrar ao som dos hits de Naldo. De um lado da pista, a rainha de bateria da Vila Isabel, Sabrina Sato, dançava até o chão com amigos. Do outro, o ex-namorado da moça Fábio Farias, deputado federal pelo Rio Grande do Norte, conversava ao pé do ouvido com uma loira. Os dois evitaram se cruzar, mas na hora do funk não teve jeito.

Grávida de seu segundo filho, Juliana Paes também estava cheia de disposição. "Agora já passei da fase de enjoos e estou aproveitando", disse a atriz, que durante os dois dias de desfile optou por modelitos que marcavam a barriguinha de quatro meses. "Ainda não decidi o nome do bebê, mas o Pedro (seu primeiro filho) deu a sugestão de ser Antônio", contou. "Achei bonitinho."

beira-mar-03.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Afastada do posto de rainha de bateria da Mangueira, que ocupou nos últimos três anos, Renata Santos não parecia abalada por ter sido trocada pela malhadona Gracyanne Barbosa. "Estou investindo na carreira de cantora. Quero ser o Naldo de saias", brincou a moça, prestes a lançar seu primeiro CD de funk, que terá uma das composições com letra do ídolo.

beira-mar-04.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Na noite de domingo, um debutante no Sambódromo chamava atenção na concentração: o ator Guilherme Duarte, namorado de Juliana Alves, da Unidos da Tijuca. Sem saber muito bem para onde ir nem o que fazer, ele segurava um saquinho com dois isotônicos e uma garrafa de água. "Entrei no YouTube para ver como os namorados das rainhas de bateria se comportam e decorei até o samba. Vou ficar no cantinho da avenida, olhando-a brilhar", disse. Uma graça, não?

Outro estreante na Sapucaí foi um certo jogador Radamés, tímido cabeça de área do Boa Esporte, time mineiro da segunda divisão nacional. Ele não desgrudava da namorada, a rainha Viviane Araújo, com quem está há cinco anos. "Eu me sinto um peixe fora d?água aqui, mas sempre quis estar ao lado dela neste momento tão especial", comentou. "É impressionante o assédio, maior do que com qualquer jogador em campo."

beira-mar-05.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Ao ser convidado para desfilar na União da Ilha, cujo enredo foi Vinicius de Moraes, o cantor e compositor Carlos Lyra disse: "Não, obrigado". Não por causa da agremiação, muito menos em razão do tema, mas porque estava traumatizado com a experiência que teve em 2010, ao sair na Mangueira. "Foi muito tumultuado e cansativo", lembrou. Porém, diante de todas as tentativas da Ilha para que ele participasse, resolveu voltar ao Sambódromo em 2013. "Vim homenagear meu amigo. Da primeira geração, só eu sobrei. Aliás, eu e João Gilberto, mas ele não está aqui. Morreu e nem está sabendo", afirmou o autor de Minha Namorada, em parceria com o homenageado.

Na contramão dos famosos que fazem de tudo para ser vips, a modelo Fernanda Tavares, que nunca havia pisado na Marquês de Sapucaí, resolveu conhecer o Sambódromo de maneira diferente. Avessa às badalações dos camarotes, ela saiu, ao lado do marido, o ator Murilo Rosa, na Grande Rio, usando trajes da diretoria. "Tinha curiosidade em saber como era um desfile, mas não queria vir para um camarote", explicou. "Geralmente, são lugares lotados, com pessoas espremidas na varanda. Não é muito a minha praia."

beira-mar-06.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Destaque da Unidos da Tijuca, a socialite Cozete Gomes (acima), participante da segunda temporada do reality show Mulheres Ricas, da Band, não escondia a ansiedade em conhecer a Passarela do Samba. "É a primeira vez que vou desfilar numa escola carioca com o status de celebridade", declarou. Sem perder a oportunidade de dar uma alfinetada em sua rival Val Marchiori, ela disparou logo em seguida: "A origem da renda de cada participante do programa é diferente. A minha, por exemplo, veio do trabalho. Deve ser mais interessante do que a dela".

Ouviu o que eles disseram?

"Estamos juntos, sim. Agora vocês me deixam em paz?"

Neymar, ao assumir o namoro com a atriz Bruna Marquezine

"Nada a declarar."

Viviane Araújo, rainha de bateria do Salgueiro, sobre a performance da concorrente da Mangueira, Gracyanne Barbosa, mulher de seu ex-marido, o cantor Belo

"Não vou assistir a nenhum filme em que ela esteja."

Susana Vieira, em protesto contra a antipatia da atriz americana Megan Fox, que causou empurra-empurra

"Já recebi vários convites para ser rainha de bateria, mas não é a minha."

Cleo Pires, que estreou na bateria da Grande Rio vestindo uma farda

"A fôrma lá em casa é boa."

Juliana Paes, vendo a irmã Mariana dançar

"Eu vou ser padrinho de vocês?"

O empresário José Victor Oliva, perguntando a Pedro Scooby e Luana Piovani, que se casam em julho

"Sinto saudade das antigas."

Narcisa Tamborindeguy, sobre as novas rainhas

"Não quero que fotografem minha bunda."

Monique Evans, ex-modelo, justificando sua ausência nos desfiles da Sapucaí

"Não tenho tempo nem competência para ocupar esse cargo."

Claudia Raia, sobre a possibilidade de sair à frente da bateria

"Eles me convidaram e, se quiserem mesmo fazer o enredo, estou à disposição. É uma bela homenagem."

Boni, confirmado como enredo da Beija-Flor em 2014

"Sou praticamente uma gringa quando sambo."

Marina Ruy Barbosa, a respeito de seu desempenho na dança

"O negócio é quem der mais."

Catarina Migliorini, sobre o polêmico leilão de sua virgindade

SOBE

Paradinhas: diversas escolas lançaram mão do recurso de silenciar a bateria para enfatizar o canto dos componentes. Assim, os sambas-enredo ficaram com cara de samba de breque.

Painel: a tecnologia LED foi utilizada em larga escala pelos carnavalescos, com destaque para o imenso abre-alas do Salgueiro.

Animais: nunca se viram tantos bichos na avenida. Cavalos, lagartos, pássaros e macacos transformaram a Passarela do Samba em um autêntico zoológico.

Frigideira: até o ano passado usada por poucas concorrentes, ela saiu da cozinha e ganhou diversas baterias, com sua sonoridade estridente.

DESCE

Alegorias: fazia muito tempo que a Sapucaí não via tantos problemas com os carros.

Beija-Flor, Mangueira e Tijuca penaram com o gigantismo de suas alegorias.

Passistas: a ala que em tese reúne os melhores dançarinos da escola está cada vez mais desvalorizada, desfilando sempre achatada atrás do carro de som.

Bicões: para o bem do desfile, diminuiu o número de intrusos na pista, bem como o de pessoas com camisa de diretoria que tanto atrapalham a escola.

Tradição: as maiores vencedoras do Carnaval, Portela e Mangueira, com 38 títulos no total, decepcionaram de novo e não entraram sequer no Desfile das Campeãs.

Por Sérgio Garcia e Lula Branco Martins

Fonte: VEJA RIO