Roteiro da Semana

Bares

Por: Rafael Sento Sé - Atualizado em

AGRAZ. Localizado no térreo do hotel Caesar Park, em Ipanema, o Agraz servia jantar até o fim do ano passado, quando foi transformado em bar (agora, apenas o Galani, no 23º andar, prepara refeições à noite). Drinques tradicionais como mojito (R$ 24,00) e dry martini (R$ 22,00) são as pedidas para acompanhar bolinho de bacalhau (R$ 20,00, seis unidades) ou a tábua de frios (R$ 25,00), composta de presunto de Parma, salame, pastrami e azeitonas. Entre os sanduíches, prove o que leva o nome da casa, com tomate confit, peito de peru e queijo brie na baguete, acompanhado de salada verde (R$ 29,00). O lapa, na focaccia, vem com presunto de Parma, rúcula, mussarela de búfala, tomate seco e azeite de manjericão, além da salada verde (R$ 37,00). Do tamanho de um prato, a pizza carioca leva mussarela, carne-seca, cebola, alho, pimenta-de-cheiro e cebolinha (R$ 41,00). Avenida Vieira Souto, 460 (Caesar Park Hotel), Ipanema, ☎ 2525-2525 (50 lugares). 7h30/0h. Cc: todos. Cd: todos. Estac. c/ manobr. (R$ 12,00 a primeira hora). → ↔ www.caesar-park.com.br. Aberto em 2004.

BAR ESCOL. Trata-se de um autêntico pé-sujo, com mesas articuladas de ferro onde repousam cervejas em garrafa. Suas instalações são para lá de modestas, mas a casa prima pela cozinha decente. Os clientes se espalham pela calçada durante a happy hour, atraídos pela combinação das geladas com os petiscos. Os belisquetes mais pedidos são os pastéis de carne-seca, camarão ou siri (R$ 2,00 cada um). Indicados não só nos dias frios, os caldos são servidos em versões como camarão e abóbora com carne-seca (R$ 4,00 cada um). Para beber, as opções são as marcas Skol, Brahma e Antarctica (R$ 5,00 a garrafa). Avenida Princesa Isabel, 305-A, Copacabana, ☎ 8162-3225 (32 lugares) 10h/23h (sáb. até 19h; fecha dom.). Aberto em 2000.

CERVEJARIA SUINGUE. Inaugurado no ano passado, é o primeiro passo de um audacioso projeto de Flávio Roberto Barone. Dono da Casa do Cervejeiro, endereço etílico conhecido no Espírito Santo, o empresário e mestre-cervejeiro pretende abrir outras lojas no Rio. A empreitada inicial fica no NorteShopping, onde funcionou uma filial da Devassa. Sua atração principal é o chope de fabricação própria, em três versões. O pale ale (R$ 5,10, 300 mililitros) tem receita irlandesa, 6,1% de teor alcoólico e suave aroma frutado. Opção mais vendida, o leve pilsen (R$ 4,50, 300 mililitros) sobressai pela espuma cremosa. Terceira dica, o strong ale (R$ 6,10, 300 mililitros), feito com cinco tipos de malte e três de lúpulo, atinge consideráveis 8,4% de teor alcoólico. Todos os dias tem promoção de dose dupla entre 17h30 e 21h. Avenida Dom Helder Câmara, 5080, loja 4506, piso S (NorteShopping), Cachambi, ☎ 2595-2794 (80 lugares). 10h/2h (sex. e sáb. até 3h). Cc: todos. Cd: todos. ↔ Estac. (R$ 6,00 as três primeiras horas). Aberto em 2010.

COPA CLUB. Tão repentina quanto a despedida do Copa Café foi a notícia de sua reabertura, com novo nome, mas sob o comando do mesmo dono, Roberto Peres. Poltronas e mesas baixas substituíram os móveis antigos. A principal mudança, porém, é uma declaração de intenções: o horário de funcionamento foi esticado até as 4 da madrugada. Sugestão clássica entre os petiscos, os mini-hambúrgueres de cordeiro foram mantidos no cardápio. Oferecida em porção de seis unidades (R$ 22,00), a criação segue deliciosa. Para completar, peça a crocante batata frita (R$ 15,00), servida ao lado de molho de tomate picante. Outra dica é o croquete de pato ao molho de laranja (R$ 18,00, seis unidades). A parte de bebidas traz drinques convencionais e cinco criações próprias. No bramble (vodca Cîroc, suco de limão e licor de cassis; R$ 22,00), o contraste entre o cítrico e o doce dá o tom. Na lista de cervejas encontram-se garrafas long neck de Stella Artois (R$ 7,00) e de Bohemia (R$ 5,00). Avenida Atlântica, 3056, loja B, Copacabana, ☎ 2235-2947, ? Cantagalo (80 pessoas). 20h/4h (fecha dom.). Cc: M e V. Cd: todos. Aberto em 2011.

COSMOPOLITAN. Exibe decoração caprichada e segue a fórmula de boa parte dos bares do Centro: serve almoço e, no início da noite, entra em cena a happy hour. Terça é dia de MPB, com show de voz e violão. Às quintas, o DJ Marcelo Lyrio assume o comando com uma seleção eclética que vai do pop ao hip-hop. Sextas são dedicadas a pérolas dos três acordes com a banda Truco Classic Rock. Drinque preferido das moças do seriado Sex and the City, o cosmopolitan (R$ 18,00) é preparado com suco de framboesa, vodca Absolut e Cointreau. Outra opção para as moças, o kir royal (R$ 19,00) mistura espumante e licor de cassis. Servido na caneca (350 mililitros), o chope Brahma custa R$ 4,30. Entre os tira-gostos há croquetes picantes de carne (R$ 13,00, oito unidades) e espetinhos de frango grelhado com molho teriyaki e farofa de alho (R$ 17,00). Rua da Assembleia, 13, Centro, ☎ 2220-9008, ? Carioca (80 lugares). 11h30/20h (qui. e sex. até 0h; fecha sáb. e dom.). Couvert art.: R$ 5,00 a R$ 12,00 (qui. e sex. a partir das 19h). Cc: todos. Cd: todos. www.cosmopolitanrio.com.br. Aberto em 2005.

DA GEMA. Alunos de gastronomia na Estácio de Sá, os quatro sócios resolveram arregaçar as mangas e tirar do papel o projeto de fim de curso: abrir um bar com alma carioca. A casa tem reproduções do calçadão de Copacabana e de painéis do profeta Gentileza. Inventivo, o cardápio está em constante transformação, mas já ostenta alguns clássicos, como o aipana (R$ 3,50), um bolinho de aipim e banana, recheado de linguiça e couve, de comer de joelhos. Sagrou-se vencedor da última edição do concurso Comida Di Buteco com a receita batizada de doce subsolo do buteco (R$ 15,00), que de doce não tem nada: camadas de tutu de feijão, couve, carne-seca desfiada e creme de aipim dentro de um cubo de vidro. Além de garrafas de 600 mililitros de Antarctica Original e Bohemia (R$ 6,00 cada uma), serve caprichada caipirinha (R$ 12,00) nos sabores limão, maracujá, abacaxi, morango ou kiwi. Rua Barão de Mesquita, 615, lojas C e D, ☎ 2208-9414 (60 lugares). 12h/0h (qui. até 1h; sex. e sáb. até 2h; dom. até 21h; fecha seg.). Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 2009.

GARNIZÉ GALETO & CHOPP. Do braseiro a carvão saem os petiscos mais pedidos. O galeto temperado com uma mistura de sal grosso, sálvia, pimenta-do-reino e alecrim custa R$ 13,90, com osso, e R$ 23,90, desossado. Combina bem com o chope Brahma claro ou escuro (R$ 3,50 a caldeireta). Para beliscar, escolha ainda coxas de asa de frango empanadas (R$ 12,80), que chegam à mesa com molho de queijo ou de cebola, ou o filé aperitivo especial com queijo mussarela derretido, manjericão, molho madeira e batata-portuguesa (R$ 27,90). Avenida das Américas, 500, bloco 22, loja 112 (Shopping Downtown), Barra, ☎ 3982-5457. 12h/0h (dom. a ter. até 17h; qua. até 22h). Cc: todos. Cd: todos. Estac. (R$ 6,00 as duas primeiras horas). ↔ www.garnizeegaleto.com.br.

GOYA-BEIRA. Há mais de seis décadas em funcionamento, ocupa um privilegiado endereço no aprazível Largo das Neves, de frente para a pracinha onde o bondinho fazia a volta e com bela visão da igrejinha construída em 1860. Ali são servidas curiosas infusões de cachaça, com ingredientes como laranja, agrião e catuaba (R$ 3,85 a dose). Novidade, a versão de abacaxi custa o mesmo que a de gengibre (R$ 4,50). Geralmente geladas, Bohemia (R$ 6,20) e Antarctica Original (R$ 6,60) são oferecidas em garrafas de 600 mililitros. Da lista de belisquetes fazem sucesso a porção de aipim frito com queijo e orégano (R$ 16,50) e o antepasto de berinjela com ervas finas e torradas (R$ 13,50). Para dias mais frios, entrou em cena o caldo de aipim com carne-seca (R$ 15,80 a tigela). Largo das Neves, 13, Santa Teresa, ☎ 2232-5751 (40 lugares). 17h/0h (sex. e sáb. até 2h). Cd: todos. Aberto em 1950.

LAPAMAKI. Reduto de comes (japoneses) e bebes na Lapa. Atrás do balcão são preparados drinques, makimonos e afins. A tradicional carne-seca com abóbora recheia uma das opções de rolinho primavera (R$ 11,50, três unidades). Para acompanhar, pode-se escolher cerveja em garrafa long neck da Stella Artois (R$ 6,60) ou da Bohemia (R$ 5,50). Estrelas do cardápio, os temakis são servidos em 33 sabores, entre eles o de salmão com shimeji (R$ 12,10). Da carta de drinques, uma pedida que faz sucesso desde a inauguração é a caipirinha de saquê com kiwi e semente de cardamomo (R$ 15,50). Pelo mesmo preço, aprecia-se o wassabi, à base de vodca, que leva ainda Cointreau, suco de limão e raiz-forte. Rua do Riachuelo, 67, Lapa, ☎ 2221-9140/9082 (40 lugares). 11h30/0h (qui. até 3h; sex. e sáb. até 4h; fecha dom.). Cc: D, M e V. Cd: todos. Cr: todos. www.lapamaki.com.br. Aberto em 2009.

LORD JIM PUB. É o pub mais antigo da cidade ainda em funcionamento. Depois da mudança para o lado par da rua, perdeu a cabine telefônica que ficava na porta, mas mantém a atmosfera londrina. Além de futebol, as televisões exibem partidas de rúgbi. Aos sábados, quando o campeonato inglês está rolando, abre às 8h, com direito a um completo english breakfast: pão com manteiga, bacon, ovo, tomate frito e batata assada com queijo (R$ 22,00). Outra especialidade bem britânica é o fish and chips (R$ 25,00), porção de peixe e batata fritos. A lata de 500 mililitros de Guinness custa R$ 18,00. Opção mais em conta é a Budweiser (R$ 7,00, long neck). Fique de olho nas promoções, quase diárias. Às segundas, cobram-se R$ 15,00 de entrada, mas o preço da Skol cai de R$ 5,00 para R$ 1,00, a long neck, e o da caipirinha de limão, de R$ 8,00 para R$ 2,00. Rua Paul Redfern, 44, Ipanema, ☎ 2249-4881 (300 pessoas). 18h/3h (sáb. a partir de 8h). Entrada: R$ 15,00 (seg., ter. e dom.). Quarta: R$ 25,00 (mulheres) e R$ 30,00 (homens). Cc: todos. Cd: todos. ↔ ? → www.lordjimpub.com.br. Aberto em 1974.

MEMPHIS BELLE CAFÉ. Muito procurado por funcionários da vizinha Furnas no happy hour, o botequim X-10 passou por uma reforma radical e reabriu com novo nome, que remete ao avião usado na II Guerra. O período da virada dos anos 30 para os 40 também é lembrado no cardápio, ilustrado por pin-ups. O vermelho predomina nas pastilhas da parede do salão, no tampo de fórmica das mesas e no estofado das cadeiras. Expostas em prateleiras, frutas dividem espaço com a chopeira e revelam a polivalência do lugar: o serviço variado começa no café da manhã. Tira-gostos ficam expostos na vitrine sobre o balcão. Empada de camarão ou frango e croquete de carne custam R$ 2,90 cada um. De massa grossa e borda recheada de catupiry, a pizza é servida em fatias nos sabores mussarela e calabresa (R$ 4,90 o pedaço). Mais apropriadas para acompanhar o chope Brahma (R$ 3,80 a tulipa) são as porções de carne de sol com aipim (R$ 27,90) e de bolinho de bacalhau (R$ 16,90, doze unidades). Rua Real Grandeza, 196, Botafogo, ☎ 2286-7947 (44 lugares). 6h/0h (sex. e sáb. até 1h). Cc: todos. Cd: todos. ? Aberto em 2011.

NEGA ROSA. Com a mudança de um vizinho incômodo ? o Instituto Médico-Legal foi para a Avenida Francisco Bicalho ?, a Rua dos Inválidos entrou na rota dos novos bares. Tombado, o casarão de dois andares tem ambiente com parede de tijolos aparentes e batidos quadros de cartões-postais cariocas. No piso de cima há apresentações de comédia de improviso (quarta), samba (sexta) e bateria de escolas de samba (sábado). Para dias frios, caem bem o creme de aspargos (R$ 12,00) ou o caldo verde (R$ 9,00). Outras opções de petisco são o bolinho de bacalhau (R$ 3,20 a unidade), sequinhos pastéis sortidos (R$ 18,00 a porção com seis), nos sabores queijo, bacalhau e carne, e o tradicional provolone à milanesa (R$ 21,90). Na hora de escolher o que beber, vá de chope Brahma (R$ 3,80) ou explore os drinques. O doce nega rosa (R$ 12,00) parece uma sobremesa: tem vodca, sorvete de chocolate, groselha e creme de leite. Rua dos Inválidos, 204, Lapa, ☎ 2221-4230 (100 lugares). 11h30/23h (qui. até 1h; sex. e sáb. até 2h). Cc: M e V. Cd: todos. Couvert art.: R$ 10,00 a R$ 30,00. ? ? ↔

PAXECO BAR. Um dos nomes por trás do extinto Da Graça, a empresária Lourdes Brandão voltou ao batente no início do ano. Sua nova empreitada ocupa um surpreendente e amplo terraço em cima do restaurante Couve-Flor, com vista para o Cristo Redentor. Dezenas de luminárias sobre o balcão colorem a parte coberta. Nesse ambiente despojado, dedique-se aos drinques. Carro-chefe da carta, a saborosa caipivodca de salada de frutas (R$ 15,00) reúne morango, uva, manga, caju e outras dicas da estação. Pelo mesmo valor, bebe-se a versão de lima-da-pérsia ou a de morango com alecrim. Da cozinha chegam bruschetta de berinjela, tomate, coa­lhada seca e um toque perfumado de pimenta-rosa (R$ 20,00, três fatias), trouxinha de bacalhau (R$ 24,00 a unidade), feita com massa de pastel, e linguiça recheada de mussarela de búfala escoltada por molho de geleia de menta (R$ 27,00). Rua Pacheco Leão, 724, loja D, Jardim Botânico, ☎ 3114-8710 (80 lugares). 18h/1h. Cc: todos. Cd: todos. ↔ www.paxecobar.com.br. Aberto em 2011.

POINT DA PASSAGEM. Batizado em homenagem ao histórico show de samba estrelado por Paulinho da Viola, Clementina de Jesus e outros bambas, em 1965, no extinto Teatro Jovem, o Rosa de Ouro, reduto boêmio na Rua Voluntários, bateu de frente com o choque de ordem e fechou as portas. Em obras, está sendo adaptado para reabrir dentro da legalidade ? entre outras medidas, vai ganhar mais espaço interno e deixar de interditar a calçada em frente ? e deve voltar a funcionar até o fim do ano. Até lá, ocupa as dependências do Point da Passagem. Extensa, a carta de branquinhas continua como um dos fortes. São cerca de quarenta rótulos, entre eles Germana (R$ 10,00 a dose) e Salinas (R$ 8,00). O horário de funcionamento não é tão elástico quanto no endereço anterior. Serve geladas em garrafas de Skol, Antarctica e Brahma (R$ 4,50 cada uma) e farta porção de carne-seca gratinada com aipim (R$ 25,00). Entre as pizzas, têm boa saída os sabores margherita e calabresa, vendidos a R$ 16,00 (a grande, com 35 centímetros de diâmetro). Rua da Passagem, 153, Botafogo, ☎ 2275-7630 (80 lugares). 10h/4h. Cc: todos. Cd: todos. ? Aberto em 2011.

Q. Balcão de mármore de Carrara, sofá assinado pelo premiado designer Zanini de Zanine e iluminação do profissional de teatro Maneco Quinderé são alguns dos sinais aparentes de requinte encontrados na casa dos mesmos donos do restaurante Quadrucci. Arrojada, a varanda se integra de forma interessante tanto com o salão interno quanto com a calçada. Assinados pela bartender Lara Jennings, revelada pelo Londra, do Hotel Fasano, os drinques são surpreendentes. Intenso, o rocket collins (R$ 25,00) reúne rúcula, gim, uva, limão-siciliano, maçã verde e soda limonada. Mais em conta, a caipirinha de caju com cravo (R$ 15,00) é deliciosa. O forte na parte de comes são os tartares. Além da tradicional versão de carne (R$ 25,00), a receita é servida com frutos do mar e com atum e abacate (R$ 29,00 cada opção). Rua Dias Ferreira, 617, Leblon, ☎ 2113-0564/0594 (60 lugares). 18h/1h. Cc: D, M e V. Cd: todos. → ? ↔ Aberto em 2011.

QUIOSQUE OXUMARÉ. Nascido no dia de Oxumaré, o proprietário Newton da Silva, mais conhecido como Buka, organiza programação especial em certas efemérides. Todo 13 de maio tem feijoada de Preto Velho, 24 de agosto é o dia do orixá que batiza o lugar e em 20 de novembro, Dia da Consciência Negra, tem roda de samba. O lugar é frequentado por bambas como Arlindo Cruz, Beth Carvalho, Marcelo D2, Zeca Pagodinho e Seu Jorge. O peixe frito com salada de alface e tomate (R$ 35,00) é a principal especialidade. Para beliscar, escolha entre gurjão de peixe (R$ 35,00 a porção), bolinho de bacalhau (R$ 15,00, quinze unidades) e filé aperitivo com batata frita (R$ 30,00). Vende apenas cerveja em lata das marcas Brahma, Skol, Antarctica (R$ 3,00 cada uma) e Itaipava (R$ 2,50). Avenida do Pepê, quiosque 10B (em frente ao número 1234), Barra, ☎ 2483-8530 (40 lugares). 8h/18h (sáb. e dom. até 21h). Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 1976.

ROTA 66. Tudo começou há dez anos com um pequeno salão na Cobal do Humaitá. A aposta na culinária tex-mex encontrou boa acolhida e o negócio espalhou-se pela cidade. No fim de 2010, a maior filial da rede abriu as portas na Tijuca, com ampla varanda e pátio interno. É também a loja que fecha as portas mais tarde, impulsionada pelo movimento da Praça Varnhagen, e a única que trabalha com cascos de 600 mililitros de Antarctica Original e Bohemia (R$ 5,60 cada garrafa). Nos outros endereços, os carros-chefes são os drinques gigantescos. A caipivodca na jarra de 2 litros (R$ 70,00) pode ser de frutas vermelhas, kiwi, limão e outras frutas. Também tem chope Brahma (R$ 4,20 a tulipa) e as cervejas mexicanas Dos Equis e Sol (R$ 7,00 a long neck). Para comer, costelinha de porco ao molho barbecue (R$ 24,00) ou linguiça flambada na tequila coberta por cebola e molho picante de tomate (R$ 21,00). Rua Voluntários da Pátria, 448, loja 8-A (Cobal do Humaitá), Humaitá, ☎ 2286-8487 (75 lugares). 11h30/2h30. Cc: todos. Cd: todos. Estac. (R$ 4,00 a primeira hora) ↔; Rua Almirante João Cândido Brasil, 35, Tijuca, ☎ 2254-4219 (250 lugares). 11h30/2h30 (sex. e sáb. até 3h). Cc: todos. Cd: todos. → ↔ www.restauranterota66.com.br. Mais dois endereços. Aberto em 2001.

SABOR DA MORENA. Próxima à Praça Mauro Duarte, fica em uma esquina de Botafogo com ares de cidade do interior. No cardápio bem cuidado aparecem o entocado (R$ 14,00), um escondidinho de camarão com abóbora no lugar do aipim, e o bolinho de arroz com casquinha de biscoito Doritos e recheio de camarão, batizado de morenito bombado (R$ 14,00 a porção com dez). Para grupos maiores, o combinado da morena carioca (R$ 36,00), com filé aperitivo, batata frita, carne-seca acebolada e aipim frito, é boa companhia para cascos de Antarctica Original, Bohemia (R$ 6,50), Antarctica, Skol e Brahma (R$ 5,00). Na sexta, dia de feijoada (R$ 19,00), a caipirinha de limão à base de cachaça artesanal (R$ 8,50) desce bem. Rua São Manoel, 43, Botafogo, ☎ 2542-0346, ? Botafogo (26 lugares). 17h/1h (fecha dom.). Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 2007.

TASCA DO EDGAR. Mais antigo dono de boteco no canto boêmio de Laranjeiras conhecido como Baixo Alice, o português Edgar da Costa resolveu se mexer. Com o apoio de dois novos sócios, o professor de boxe tailandês Paulo Branco e a empresária Georgia Oliveira, promoveu uma reforma radical na casa. O lugar reabriu em setembro de 2011 com chamativo painel colorido, uma das paredes pintada de vermelho e nova logomarca. A iluminação fria foi substituída por outra mais suave. E as mesas voltaram a encher. A cozinha segue forte, com poucas mudanças. No domingo, a caprichada feijoada de frutos do mar (R$ 60,00, para quatro; R$ 40,00, para dois) é sucesso absoluto, com pedaços generosos de polvo, lula, camarão e peixe. Entre os petiscos, vá de bolinho de aipim com carne-seca (R$ 15,00) ou linguiça calabresa (R$ 15,00) levemente picante. Ambos ficam bem ao lado do chope Brahma gelado (R$ 4,00 a tulipa) ou da saborosa caipirinha de lima-da-pérsia (R$ 8,50). Rua Alice, 34, Laranjeiras, ☎ 2558-9447 e 2225-0068 (72 lugares). 8h/1h (qui. a sáb. até 2h; fecha seg.). Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 2004.

Fonte: VEJA RIO