BARES

Quase no porão

Subsolo da tradicional La Fiorentina, no Leme, é transformado em espaço com cardápio próprio

Por: Rafael Sento Sé - Atualizado em

BEBIDAS ✪✪✪ | AMBIENTE ✪✪✪ | COZINHA ✪✪✪

roteiro-bares-abre.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Mesmo com capacidade para quase 300 pessoas, a Fiorentina costuma lotar nas noites de sexta e sábado. Para amenizar a espera na fila, o endereço no Leme, querido da classe artística, ganhou um agradável apêndice: o Bar do Teatro, no antigo almoxarifado, no subsolo. O lugar tem decoração acolhedora, com paredes vermelhas e piso quadriculado em preto e branco. Ali estão expostos troféus doados por celebridades e uma relíquia. Trata-se do diploma que acompanhou a Palma de Ouro recebida pelo diretor Anselmo Duarte (1920-2009) por O Pagador de Promessas, premiado no Festival de Cannes de 1962. Assinado por Chico Caruso, um painel na entrada exibe dezenas de rostos de famosos. Novas, as colunas ainda trazem poucos autógrafos, mas, segundo uma tradição local, vão ganhar mais assinaturas de visitantes ilustres. Em fevereiro, os dois ambientes passarão a funcionar 24 horas.

Como no andar de cima, o cardápio homenageia artistas, mas traz opções diferentes. Delicioso, o filé aperitivo juliana paes (R$ 28,00 a porção) é de textura tenra e sabor marcante. O diretor Andrucha Waddington batiza o sequinho pastel de carne (R$ 15,00, seis unidades) e sua mulher, Fernanda Torres, dá nome à versão de queijo, oferecida pelo mesmo preço. Na porção de queijo arlete salles (R$ 21,00) reúnem-se nacos de gorgonzola, provolone e mussarela de búfala, todos de boa procedência. Para beber, o mais usual é o correto chope Brahma (R$ 4,10). Chamada de pinga do Catito, a cachaça da casa tem aroma agradável e é vendida por R$ 6,50 a dose. Dica da carta de drinques, a marguerita (tequila, Cointreau e suco de limão; R$ 15,00) mostrou-se saborosa. Curiosidade: bem antes da reforma, em 1968, o pequeno espaço serviu de locação para o filme policial brasileiro Massacre no Supermercado, de J.B. Tanko.

Bar do Teatro. Avenida Atlântica, 458, Leme, loja A, ☎ 2543-8395 (50 lugares). 12h/2h (sex. e sáb. até 4h). Cc: todos. Cd: todos. ↔ Aberto em 2012.

Fonte: VEJA RIO