GRÁTIS

É de graça

De shows a exposições, 48 atrações gratuitas para você aproveitar o Rio sem gastar nada

- Atualizado em

SHOWS

CÍCERO E DEAD LOVERS TWISTED HEART. Apresentações gratuitas de novos nomes da cena independente brasileira. Esta é a proposta do projeto Cedo e Sentado, que em sua próxima edição traz o cantor e compositor carioca Cícero e a banda mineira. O primeiro mostra temas dos discos Ruído e Canções de Apartamento, que fazem uma fusão de rock e MPB. Já o quarteto mistura folk e punk em show cheio de energia. 18 anos. Studio RJ (400 pessoas). Avenida Vieira Souto, 110, 1º andar, Ipanema, ☎ 2523-1204, ? General Osório. Quarta (16), 21h30. Grátis. www.studiorj.org.

ENCONTRO INTERNACIONAL DE BANDOLINS. Em sua primeira edição, o festival apresenta a cada dia um brasileiro e um estrangeiro identificado com o choro. No domingo (13), Paulo Sá, integrante da Camerata Brasil, recebe a colega americana Marilynn Mair, que transita entre o erudito e o popular e já se apresentou no Carnegie Hall, no Lincoln Center e na Casa Branca. Na segunda (14), um grupo de seis alunos abre a tarde que tem ainda Joel Nascimento. Entre uma apresentação e outra, o italiano Ugo Orlandi faz palestra sobre o conterrâneo Carlo Munier. Na terça (15), quem conversa com a plateia e toca é o americano Barry Mitterhoff, especialista num tipo de blues chamado bluegrass. O show de Mitterhoff é depois de Ronaldo do Bandolim. componente do Trio Madeira Brasil. No encerramento, Afonso Machado, do Galo Preto, e o americano Don Stiernberg falam sobre o instrumento e este mostra que é craque no improviso. Livre. Centro Cultural da Justiça Federal (140 lugares). Avenida Rio Branco, 241, Centro, ☎ 3261-2550, ? Cinelândia. Domingo (13), 16h; terça (15) e quarta (16), 14h. Grátis. → www.ccjf.tfr2.gov.br; Escola de Música da UFRJ. Rua do Passeio, 98, Centro, 2240-1391, ? Cinelândia. Segunda (14), 12h. Grátis. www.momentoriobandolim.com.br.

JU CASSOU E MÁRVIO CIRIBELLI. A cantora e o pianista sobem ao palco para apresentar o show Batuque Jazz. De voz doce e bom senso melódico, Ju participou do grupo Garganta Profunda, foi morar na Alemanha e voltou em 2009 para dar uma arrancada na carreira-solo. Já Ciribelli é habitué das casas de jazz da cidade. A habilidade ao piano o levou a participar por quatro vezes do prestigiado Festival de Montreux, na Suíça. A dupla sobe ao palco na companhia de Amaro Júnior (bateria) e Rogério Fernandes (baixo) com os quais envereda por programa que inclui Chiquinha Gonzaga e Luiz Eça, além de temas autorais do próprio Ciribelli. Livre. Centro Cultural Ibeu (110 lugares). Avenida Nossa Senhora de Copacabana, 690, 11º andar, Copacabana, ☎ 3816-9400, ? Siqueira Campos. Quin­ta (17), 19h. Grátis. Distribuição de senhas uma hora antes.

MAÍRA FREITAS. Pianista de formação erudita, a moça é filha de Martinho da Vila e irmã mais nova de Mart?nália. Lançado neste ano, seu CD homônimo de estreia serve de base para a apresentação que, além da paterna Disritmia, tem Mambembe, de Chico Buarque, e Recado, de Gonzaguinha. De sua autoria, Corselet parte de um fato cotidiano para falar objetivamente com as mulheres. Livre. Auditório da Rádio Roquette-Pinto (53 lugares). Avenida Erasmo Braga, 118, 11º andar, Centro. Informações, ☎ 2333-2094, ? Carioca. Quarta (16), 12h30. Grátis. Distribuição de senhas uma hora antes.

MARIA GADÚ. Depois de conquistar o país, a celebridade do pop investe na carreira internacional. Seu primeiro hit, Shimbalaiê, atingiu o topo das paradas na Itália neste ano. Já habituada a grandes palcos e multidões na plateia, a cantora relembra os tempos em que tocava num restaurante de comida natural na Barra e faz apresentação intimista no encerramento da série Astros em Cena. Tudo Diferente, Bela Flor, Encontro e Linda Rosa devem animar o público. 14 anos. Planetário da Gávea (260 lugares). Rua Vice-Governador Rubens Berardo, 100, Gávea, ☎ 2274-0046. Sexta (18), 20h. Grátis. Distribuição de senhas duas horas antes.

ENCONTRO COM A AMÉRICA DO SUL. No mês em que Niterói faz aniversário, uma rica programação cultural gratuita agita a cidade. No feriado de terça (15), às 19h30, o cantor Ney Matogrosso apresenta o excelente show do disco Beijo Bandido, no palco montado na Praia de Icaraí, em frente à rua Belisário Augusto. No mesmo local e horário, só que no domingo (20), é a vez de Milton Nascimento dividir a cena com a diva da música peruana Susana Baca, atual ministra da Cultura do país. Pelo Teatro Municipal passam a cantora uruguaia de tango Mônica Navarro, na terça (15), e a banda de rock também do Uruguai Cuarteto de Nos, na quarta (16) e na quinta (17). Já na sexta (18), é a vez do pop-rock da colombiana Maria del Mar e, no domingo (20), dos argentinos da Orquestra Juvenil do Bicentenário. Indicado aos fãs de salsa, os colombianos do Conmoción Orquestra mostram seu som Espaço Cultural AMF Unimed, na quinta (17) e na sexta (18). 14 anos. Teatro Municipal de Niterói (400 lugares). Rua XV de Novembro, 35, Centro, Niterói, ☎ 2620-1624. Terça (15) a sexta (18); domingo (20), 17h. Grátis (distribuição de senhas meia hora antes); 14 anos. Espaço Cultural AMF Unimed (330 lugares). Avenida Roberto Silveira, 123, Icaraí, Niterói, ☎ 2710-1348/ 3522. Quinta (17) e sexta (18), 21h. Grátis (Distribuição de senhas meia hora antes).

RODRIGO MARANHÃO. Gravada por Maria Rita, Caminho das Águas, composição de Maranhão, rendeu à cantora um Grammy Latino em 2006 e abriu as portas para a carreira-solo do músico, que também é líder do Bangalafumenga. Além das faixas de Passageiro (2010), deve relembrar algumas de Bordado (2007), disco de estreia que trazia Samba de Um Minuto, O Osso e Recado. No domingo (20), às 17h, o grupo Rio Maracatu organiza oficina de percussão gratuita. Livre. Quiosque do CCBB. Avenida Atlântica, quiosque 17 (na altura da Rua Siqueira Campos), Copacabana, ? Siqueira Campos. Sábado (19), 18h. Grátis.

CONCERTOS

CORO EX-CÊNTRICO. Com regência de Luiz Carlos Franco Peçanha, o conjunto presta homenagem pelos 30 anos da morte do compositor e pianista paraibano Gazzi de Sá, uma das principais referências brasileiras do canto orfeônico. Conservatório Brasileiro de Música ? Auditório Lorenzo Fernandez (150 lugares). Avenida Graça Aranha, 57, 12° andar, ☎ 3478-7600, ? Cinelândia. Sexta (18), 19h. Grátis.

IV FESTIVAL INTERNACIONAL DE SOPROS. Promovido pelo projeto Música no Museu, o evento reúne 27 apresentações de oboé, fagote, clarineta e flauta até o fim do mês. Nesta semana, destaca-se o recital de Odette Ernest Dias (flauta), Cosme Silveira (fagote) e Vanja Ferreira (harpa). Tendo como convidado o oboísta Harold Emert, eles executam temas de Beethoven e Bach, entre outros. Centro Cultural Justiça Federal (84 lugares). Avenida Rio Branco, 241, Centro, ☎ 3261-2550, ? Cinelândia. Quinta (17), 18h. Grátis. Informações, ☎ 2233-6711.

AS QUATRO ESTAÇÕES CARIOCAS. O disco homônimo gravado pelo Quarteto Radamés Gnattali ? Carla Rincón (violino), Francisco Roa (violino), Fernando Thebaldi (viola) e Hugo Pilger (violoncelo) ? junto com o violonista Zé Paulo Becker é lançado com apresentação do repertório na íntegra. Compostas por Maurício Carrilho, Paulo Aragão, Sérgio Assad e Jayme Vignoli, convidados para esse projeto, as músicas transitam entre o popular e o erudito, evocando não as estações do ano, mas quatro estações de trem do Rio: Mangueira, Madureira, Leopoldina e Central do Brasil. Odeon Petrobras (300 lugares). Praça Floriano, 7, Cinelândia, ☎ 2240-1093, ? Cinelândia. Quarta (16), 20h. Grátis. Entrada sujeita à lotação.

ESPECIAIS

FILOSOFIA & ROCK. Thedy Corrêa, vocalista da banda Nenhum de Nós, é o convidado do último debate da série que busca fazer uma associação entre diversos pensadores e o gênero musical que desde a segunda metade do século passado vem agitando o planeta. Dessa vez, o cantor irá abordar o elo entre a sonoridade de bandas como Radiohead e Nirvana, sucesso nos anos 90, e o pensamento de Vilém Flusser e Guy Debord, autor francês que escreveu o livro A Sociedade do Espetáculo. O encontro terá mediação da doutora em filosofia Marcia Tiburi. Centro Cultural Banco do Brasil ? CCBB Rio (80 lugares). Rua Primeiro de Março, 66, Centro. ☎ 3808-2020. Quarta (16), 18h30. Grátis.

MEGA GESTANTE & BEBÊ. O Pavilhão II do Riocentro, em Jacarepaguá, recebe uma das maiores feiras do mundo nesse segmento. Em uma área de 11 000 metros quadrados, cerca de 250 expositores apresentam diversos acessórios sob medida para os recém-nascidos, além de roupas para as gestantes, carrinhos de bebê e uma grande variedade de brinquedos. Para quem quiser levar os filhos, haverá um parque para recreação da criançada, um fraldário e uma sala de amamentação. Riocentro ? Pavilhão II. Avenida Salvador Allende, 6.555, Jacarepaguá. Terça (15) a domingo (20), das 14h às 22h. Grátis. Estacionamento: R$ 12,00.

MERCADO URBANO. Ao longo da rua Henrique de Novaes, que liga as vias Real Grandeza e São João Batista, em Botafogo, acontece a primeira edição do evento que se propõe a ser um ponto de encontro para artistas e produtores culturais independentes mostrarem seus trabalhos, divulgarem suas marcas e venderem seus produtos. A partir das 10h, barracas montadas na calçada irão expor e comercializar discos, livros, quadrinhos e moda alternativa. À tarde, o público poderá assistir a shows das bandas Rockted Maya e Os Supernaturais. Ações de grafiteiros e artistas urbanos completam as atividades do dia. Rua Henrique de Novaes. Botafogo. Domingo (13), 10h às 19h. Grátis.

TOP FASHION BAZAR. Essa feira ganhou fama por vender roupas de grife com preços camaradas. Desta vez, ela é realizada no estacionamento do supermercado Extra 24 Horas da Barra, reunindo cerca de 100 marcas em uma área de 9 000 metros quadrados. Lá, os visitantes podem comprar peças com descontos de até 70%. Mais informações em www.bazartopfashion.com.br. Avenida das Américas, 1510, ☎ 3799-0300. 16h/22h. Grátis. Estacionamento: R$ 5,00. Até 5 de dezembro.

CRIANÇAS

FILHOTES DA AMAZÔNIA. Um passarinho que pede ajuda à mãe para aprender a voar, o filhote desafinado de uma família de sapos cantores, um cardume de piranhas famintas e uma onça às voltas com um macaquinho impertinente são alguns dos bichos que vão invadir a cidade. A partir de sábado (19), eles estarão no palco do Teatro Nelson Rodrigues, a bordo do espetáculo Filhotes da Amazônia, da premiada companhia paulista Pia Fraus. Com texto de Beto Andreetta, um dos fundadores da trupe, e direção de Wanderley Piras e Adriana Telg, a peça ? que estreou em 2009 e vem pela primeira vez ao Rio ? se vale dos animais da floresta como metáfora para abordar a relação entre pais e filhos. Mantendo a tradição do grupo, a montagem é baseada na técnica do teatro de bonecos. Três atores e manipuladores ? Cristiano Bacelar, Fábio Caniatto e Natália Gonsales ? dão vida a cinquenta marionetes que representam várias espécies animais. Para confeccioná-las, foram usados apenas materiais naturais, como cordas, palha, cabaças e madeira. O cenário, assinado por Andreetta, faz referência ao universo indígena, com uma oca que serve de central para a manipulação dos bichos. Inteiramente sem falas, as histórias são embaladas por uma trilha que evoca a musicalidade dos nativos da floresta. Livre. Caixa Cultural ? Teatro Nelson Rodrigues (388 lugares). Avenida República do Chile, 230, Centro, ☎ 2262-5483, ? Carioca. → Sábado e domingo, 16h. Bilheteria: 13h/20h (ter. a sex.); a partir das 10h (sáb. e dom.). Grátis. Senhas distribuídas uma hora antes. Até 4 de dezembro. Estreia prometida para sábado (19).

✪✪✪✪ CABELOS ARREPIADOS, de Karen Acioly. Seis crianças ? Tico (Kiko do Valle), Cora (Daíra Saboia), Dora (Haline de Oliveira), Ciro (Jonas Hammar), Clara e Flora (ambas Tatih Köhler) ? não dormem desde que tiveram seus sonhos roubados. Protagonistas de um livro do alemão Wilhelm Busch, Juca e Chico (Tony Lucchesi e Jules Vandystadt) aqui interligam cinco histórias musicadas. O texto e a estética remetem a autores da literatura fantástica, como Busch e Edgar Allan Poe, e a cineastas influenciados pelo gênero, a exemplo de Tim Burton. Assim, as tramas têm um clima de terror, sem perder de vista a delicadeza. Boas canções são levadas ao vivo pelo afiado elenco. Direção da autora (55min). Rec. a partir de 7 anos. Estreou em 15/10/2011. Centro Cultural Banco do Brasil ? Teatro II (155 lugares). Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. Sábado e domingo, 16h. Grátis. Senhas distribuídas uma hora antes. Até 18 de dezembro.

EXPOSIÇÕES

1911 - 2011 ARTE BRASILEIRA E DEPOIS, NA COLEÇÃO ITAÚ.Criada há mais de seis décadas pelo banqueiro Olavo Setubal (1923-2008), a Coleção Itaú reúne cerca de 12?000 itens. Só de arte brasileira são 3?600 obras que abrangem diversas épocas e movimentos. Uma fatia do acervo, com peças do século XIX, pôde ser vista pelos cariocas no ano passado, no Museu Nacional de Belas Artes. Pois um novo recorte desse expressivo patrimônio chega ao Rio com a exposição 1911 ? 2011 Arte Brasileira e Depois, na Coleção Itaú. A mostra, que marca a reabertura do Paço Imperial após seis meses em reforma, vai exibir 186 pinturas, esculturas e instalações, selecionadas por Teixeira Coelho, diretor do Museu de Arte de São Paulo (Masp). Daniela Thomas e Felipe Tassara assinam a cenografia. Dividida em seis módulos sequenciais, a atração ocupa o 1º andar do histórico imóvel. O percurso começa pelo setor A Marca Humana, que dá ênfase ao figurativismo e remete aos primórdios do modernismo no Brasil. Exemplar do período é o óleo sobre tela A Pequena Aldeã, pintado por Lasar Segall em 1911. Também integra essa seção a série completa de estudos de Portinari para o painel Ciclo Econômico, de 1938, que decora o Salão de Audiências do Palácio Gustavo Capanema, no Centro. Com essas pinturas, o Rio terá oito obras a mais do que a edição da mostra em Belo Horizonte, realizada entre julho e setembro. Os demais setores são batizados de Irrealismos, Modos de Abstração, A Contestação Pop e Na Linha da Ideia. Para encerrar o trajeto, Outros Modos, Outras Mídias exibe as produções mais recentes do conjunto, como a videoinstalação Cristaleira, de Eder Santos. Paço Imperial. Praça Quinze de Novembro, 48, Centro, ☎ 2215-2622. → Terça a domingo, 12h às 18h. Grátis. Até 12 de fevereiro. A partir de sexta (18). www.pacoimperial.com.br.

ESCULTURAS EM AÇO. Organizada pelo Instituto Aço Brasil e pela Fundação Villacero, sediada no México, essa mostra reunirá vinte trabalhos tridimensionais construídos por dez artistas brasileiros de diferentes estados. Selecionado por Guillermo Mac Lean, da instituição mexicana, o acervo contará com obras de Alfi Vivern, Antonio Spinosa, Caciporé Torres, Elizabeth Titton, Frida Baranek, Gilberto Lustosa, Helena Netto, Marco Rocha, Marcia De Bernardo e Paulo Coelho, homônimo do escritor famoso. Centro Cultural Banco do Brasil ? 4º andar. Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. → Terça a domingo, 9h às 21h. Grátis. Até 18 de dezembro. A partir de sábado (19).

GISELE CAMARGO. A artista carioca ocupará toda a Galeria de Arte Ibeu com a instalação A Capital. Essa obra é constituída de várias pinturas em grandes formatos, nas quais se retrata de maneira abstrata a paisagem urbana. Curador da mostra, Ivair Reinaldim afirma que o trabalho é organizado como se fosse um imenso políptico (quadros interligados num painel) cobrindo as paredes. ?Não é pintura em plano-sequência, como nos antigos panoramas, mas um mundo conscientemente editado, fragmentado, construído por camadas, enquadramentos, ângulos e elipses?, explica. Galeria de Arte Ibeu. Avenida Nossa Senhora de Copacabana, 690, 2º andar, Copacabana, ☎ 3816-9400, ? Siqueira Campos. → Segunda a sexta, 13h às 19h. Grátis. Até 23 de dezembro. A partir de sexta (18). www.ibeu.org.br.

JOÃO BOSCO. Fotógrafo que se divide entre a publicidade e as artes visuais desde os anos 70, Bosco tem se dedicado à pesquisa de novas tecnologias. Na individual Meu Jardim, vai exibir trabalhos em grandes formatos que chama ?pinturas digitais?, em que funde imagens e imprime sobre lona automotiva. R$ 12?000,00 a R$ 23?000,00. Galeria Anna Maria Niemeyer. Praça Santos Dumont, 140, loja A, Gávea, ☎ 2540-8155. Terça a sexta, 12h às 21h; sábado e domingo, 14h às 18h. Grátis. Até 23 de dezembro. A partir de quinta (17). www.annamarianiemeyer.com.br.

MARCELO PIES. Reconhecido figurinista de cinema e teatro, ganhador dos prêmios Shell e da Associação dos Produtores de Teatro do Rio (APTR) pelas indumentárias do musical Hair, Pies fará sua primeira exposição em que o estilo popular é o tema. Com curadoria de Luciano Figueiredo, a individual Figuras: a Invenção de Si reunirá vinte painéis em grandes formatos e de dupla face, nos quais estarão registros de pessoas abordadas ao acaso e que se deixaram fotografar em calçadas, praias e corredores de shoppings. O resultado é um mosaico que exibe variadas maneiras de vestir. Completa a mostra uma projeção de imagens com pedestres em trajes formais e de banho. Oi Futuro Ipanema. Rua Visconde de Pirajá, 54, Ipanema, ☎ 3201-3000, ? General Osório. Terça a domingo, 13h às 21h. Grátis. Até 22 de janeiro de 2012. A partir de terça (15). www.oifuturo.org.br.

NOVA ESCULTURA BRASILEIRA ? HERANÇAS E DIVERSIDADES. Coletiva com trabalhos de noventa artistas brasileiros que se destacam em produções nesse suporte, utilizando variados materiais. Curador do acervo, Alexandre Murucci separou os escultores em dois módulos. No Núcleo Histórico estão produções de nomes consagrados, como Iole de Freitas, Waltércio Caldas, Suzana Queiroga, Nelson Leiner, Rubens Gerchman e Tunga. Em outro setor estão criadores cujas carreiras artísticas foram consolidadas nos últimos quinze anos, a exemplo de Ana Holck, Marepe, Julia Csekö, Felipe Cohen, Henrique Oliveira, Mariana Manhães, Laerte Ramos e Tatiana Blass, entre outros. Caixa Cultural ? Galeria 3. Avenida Almirante Barroso, 25, Centro, ☎ 2544-7666, ? Carioca. → Terça a sábado, 10h às 22h; domingo, 10h às 21h. Grátis. Até 1º de janeiro de 2012. A partir de terça (15). www.caixacultural.com.br.

✪✪✪ ANA MARIA TAVARES. Leia em Veja Rio Recomenda. A partir de R$ 6?000,00. Galeria Silvia Cintra + Box 4. Rua das Acácias, 104, Gávea, ☎ 2521-0426. → Segunda a sexta, 10h às 19h; sábado, 12h às 19h. Grátis. Até sábado (19). Fecha na terça (15). www.silviacintra.com.br.

CLAUDIA HERSZ E CLAUDIA TAVARES. As artistas ocupam com suas individuais os salões do Espaço Cultural Sérgio Porto. Na mostra Khaza, com curadoria de Bernardo Mosqueira, Claudia Hersz exibe uma grande instalação constituída de objetos, móveis, encadernações, pinturas e mais de 100 metros quadrados de tapetes que cobrem parte do chão e das paredes. São tapeçarias de estilo antigo (gobelins) que integram a série Scènes de la Vie aux Tropiques. Já Claudia Tavares apresenta, na exposição Nós, fotografias, objetos e o vídeo Inserção em Circuito Amoroso. Espaço Cultural Sérgio Porto. Rua Visconde Silva, s/nº, Humaitá, ☎ 2535-3846. Quarta a domingo, 14h às 21h. Grátis. Até domingo (20).

✪✪✪ FELIPE CAMA. Em sua primeira mostra-solo no Rio, o fotógrafo gaúcho radicado em São Paulo exibe dezesseis trabalhos que abordam a linguagem fotográfica sob a perspectiva das novas tecnologias digitais. Os mais convencionais são os três exemplares da série O que Te Seduz (2003/2004), com elegantes imagens de produtos falsificados: um relógio Cartier e bolsas Gucci e Prada. Causam mais impacto os conjuntos com ampliações em 3D lenticular, a exemplo de After Post (2010), em que ele extraiu interessantes efeitos ópticos de pinturas do holandês Frans Post feitas no Brasil ao longo do século XVII. R$ 7?000,00 a R$ 30?000,00. Luciana Caravello Arte Contemporânea. Rua Barão de Jaguaripe, 387, Ipanema, ☎ 2523-4696. Segunda a sexta, 10h às 19h; sábado, 11h às 14h. Grátis. Até sábado (19). Fecha na terça (15). www.lucianacaravello.com.br.

✪✪✪ FRONTEIRIÇOS. A coletiva reúne trabalhos que ficam na fronteira entre diversos suportes. Segundo a curadora Daniela Name, esse fator reforça a impossibilidade na arte contemporânea de determinarmos que uma criação seja pintura, escultura, instalação ou objeto. No elenco estão nomes de diferentes gerações e diretrizes: Alessandro Sartore, Bruno Miguel, Carolina Ponte, Caroline Valansi, Felipe Cohen, Hugo Houayek, Ivan Grilo, Jaqueline Vojta, Letícia Lampert, Marcos Cardoso, Matias Mesquita, Nazareno, Rodrigo Torres, Siri e Wagner Malta Tavares. R$ 500,00 a R$ 16?000,00. Luciana Caravello Arte Contemporânea. Rua Barão de Jaguaripe, 387, Ipanema, ☎ 2523-4696. Segunda a sexta, 10h às 19h; sábado, 11h às 14h. Grátis. Até sábado (19). Fecha na terça (15). www.lucianacaravello.com.br.

✪✪✪ MIRA SCHENDEL, PINTORA. Ao longo da carreira, a artista suíça radicada no Brasil Mira Schendel (1919-1988) costumava trabalhar com materiais e linguagens diversos. Os exemplares mais conhecidos de sua produção trazem o papel como suporte para monotipias e objetos gráficos. Nesta mostra inédita, a curadora Maria Eduarda Marques reuniu 27 pinturas feitas entre os anos 50 e 80, agrupadas pelo período exato de cada década. Há, entre outras criações, naturezas-mortas e obras abstratas compostas de areia e cimento e têmperas monocromáticas. Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea, ☎ 3284-7400. → Terça a sexta, 13h às 20h; sábado, domingo e feriados, 11h às 20h. Estac. grátis. Visitas guiadas de terça a sexta, às 17h. Até domingo (20). www.ims.com.br.

MODELO VIVO. Pintor tarimbado, Gianguido Bonfanti dá aulas de desenho e pintura na Escola de Artes Visuais do Parque Lage, em que alunos aprimoram a técnica de passar para o papel e para a tela os contornos observados em modelos vivos. É ele quem assina a seleção de peças desta mostra com trabalhos de Franklin Teredo, Gustavo Alves da Silva, Michael Sasso, Paulo Vieira e Rodrigo Heleno Vergueira. Escola de Artes Visuais do Parque Lage ? Galerias 1 e 2. Rua Jardim Botânico, 414, Jardim Botânico, ☎ 3257-1800. Segunda a quinta, 9h às 22h; sexta a domingo e feriados, 10h às 17h. Grátis. Até domingo (20). www.eavparquelage.rj.gov.br.

✪✪✪ ÁFRICA-BRASIL, AN­CES­TRA­­LIDADE E EXPRES­SÕES CONTEMPORÂNEAS. Realizada pelo Instituto de Pesquisas e Estudos Afro-Brasileiros, a mostra com fotografias, pinturas, esculturas, cartuns e cartazes apresenta um panorama das nações africanas e sua história. Outro intuito da atração é celebrar a memória do recém-falecido pintor, poeta, escritor e ativista Abdias Nascimento (1914-2011). Centro Cultural Justiça Federal. Avenida Rio Branco, 241, Centro, ☎ 3261-2550, ? Cinelândia. Terça a domingo, 12h às 19h. Grátis. Até 4 de dezembro. www.ccjf.trf2.gov.br.

O CIRCO DOS SONHOS. Reúne trabalhos em videoarte e fotografias de Andrei Muller, Flávio Vasconcellos e Gustavo Speridião, integrantes do coletivo Gráfica Utópica. Fundado há dez anos pelos três ex-alunos da Escola de Belas Artes da UFRJ, o grupo faz uma produção plural, mesclando cinema, fotografia, música, poesia, desenho, pintura e intervenção urbana. No acervo estão 26 registros em preto e branco e o vídeo O Circo dos Sonhos, de 45 minutos, com o qual o trio venceu o Prêmio Rumos, do Itaú Cultural, em 2009. Museu Nacional de Belas Artes. Avenida Rio Branco, 199, Centro, ☎ 2219-8474, ? Cinelândia. → Terça a sexta, 10h às 18h; sábado, domingo e feriados, 12h às 17h. R$ 8,00 (grátis aos domingos). Até 11 de dezembro. www.mnba.gov.br.

✪✪✪ CLÉCIO PENEDO. Considerado um dos principais nomes do desenho brasileiro contemporâneo, Penedo (1936-2004) é lembrado na retrospectiva Notas de um Percurso Gráfico ? 50 Anos de Arte. Reunido para marcar a passagem de seus 75 anos de nascimento, o material selecionado pelo curador Edson Borges apresenta 120 obras em variados suportes, distribuídas por catorze conjuntos. Entre os destaques estão belos desenhos das séries Geróticos e Inominados. Há também obras em que o artista mineiro conjuga a irreverência da pop art com a essência do Manifesto Antropófago, de Oswald de Andrade (1890-1954), a exemplo das séries És Tupi do Brasil, Cartilhada e Comei-vos Uns aos Outros. Museu Histórico Nacional ? Casa do Trem. Praça Marechal Âncora, s/nº, Centro, ☎ 2550-9220. → Terça a sexta, 10h às 17h30; sábado, domingo e feriados, 14h às 18h. R$ 6,00. Grátis para menores de 5 anos e pessoas com mais de 65 anos. A bilheteria fecha meia hora antes. Grátis aos domingos. Até dia 25. www.museuhistoriconacional.com.br.

(DES)EQUILÍBRIOS E (IM)PERFEIÇÕES. Marcus Lontra assina a curadoria desta mostra com desenhos, pinturas e esculturas de sete jovens artistas que têm conquistado prêmios e saído vitoriosos em editais de patrocínios e residências artísticas. Integram o elenco Alvaro Seixas (RJ), Clara Benfatti (SP), Guilherme Dable (RS), Hugo Houayek (RJ), Luciana Paiva (DF), Túlio Pinto (RS) e Virgílio Neto (DF). R$ 1?500,00 a R$ 100?000,00. Galeria Coleção de Arte. Praia do Flamengo, 278, Flamengo, ☎ 2551-0641. Segunda a sexta, 12h às 18h; sábado, 9h às 13h. Grátis. Até 18 de janeiro. Fecha na terça (15). www.colecaodearte.com.br.

✪✪✪ EM TORNO DA ESCULTURA. Com curadoria de Guilherme Bueno, esta coletiva junta treze trabalhos tridimensionais ? objetos, instalações e esculturas. Estão à mostra criações de Ana Holck, Ana Linnemann, Angelo Venosa, Antonio Manuel, Carla Guagliardi, Carlos Bevilacqua, Daisy Xavier, Estela Sokol, Felipe Cohen, Gonçalo Ivo, Gustavo Speridião, Ivens Machado e Otavio Schipper. R$ 15?000,00 a R$ 60?000,00. Anita Schwartz Galeria de Arte. Rua José Roberto Macedo Soares, 30, Gávea, ☎ 2274-3873. Segunda a sexta, 10h às 20h; sábado, 12h às 18h. Grátis. Até 7 de janeiro. Fecha na terça (15). www.anitaschwartz.com.br.

FÁBIA SCHNOOR. Artista carioca com ateliê na antiga fábrica de chocolates Bhering, Fábia explora temas referentes à memória. Na individual Co-Memorar ? que na concepção da autora significa ?relembrar junto??, ela apresenta quarenta trabalhos entre desenhos, aquarelas, fotografias e vídeo. R$ 1?200,00 a R$ 8?000,00. Largo das Artes. Rua Luís de Camões, 2, Largo de São Francisco, Centro, ☎ 2224-2985, ? Uruguaiana. Terça a sexta, 12h às 18h; sábado, 12h às 17h. Grátis. Até 17 de dezembro. Fecha na terça (15).

FLÁVIO-SHIRÓ. Pintor, gravador e desenhista nipo-brasileiro, Flávio-Shiró segue inquieto e produtivo aos 83 anos, após quase sete décadas de trajetória artística. Na individual Obras Recentes, apresenta vinte pinturas de pequenas dimensões e cinco telas de médios e grandes formatos, todas inéditas. De temática variada, as obras têm em comum a textura da tinta com grossas camadas, uma característica desse autor que passeou ao longo da carreira por um amplo arco de movimentos, do expressionismo figurativo ao abstracionismo informal. R$ 15?000,00 a R$ 100?000,00. Galeria Gustavo Rebello Arte. Avenida Atlântica, 1708, loja 8 (Copacabana Palace), Copacabana, ☎ 2548-6163. Segunda a sexta, 12h às 20h; sábado, 14h às 18h. Grátis. Até dia 26. Fecha na terça (15). www.gustavorebelloarte.com.br.

✪✪✪✪ FRANZ WEISSMANN (1911-2005). Expoente do neoconcretismo, o escultor tem seu centenário de nascimento lembrado na mostra que reúne 82 peças. Curador do material, Max Perlingeiro selecionou trabalhos emblemáticos, caso de Cubo Vazado, exibido na Bienal de São Paulo de 1953, e criações menos conhecidas, além de maquetes. Completam a exposição obras assinadas por artistas que tiveram importante participação na trajetória de Weissmann. Entre eles, Alberto da Veiga Guignard (1896-1962), criador da Escola do Parque, em Belo Horizonte, e que o convidou para ser professor de lá, e Amilcar de Castro (1920-2002), um dos alunos do artista na instituição mineira. Pinakotheke Cultural. Rua São Clemente, 300, Botafogo, ☎ 2537-7566. Segunda a sexta, 10h às 18h; sábado e feriados, 10h às 16h. Grátis. Até 3 de dezembro.

✪✪✪ GABRIEL CENTURION. Este artista paulistano de 33 anos que transita entre o grafite, a fotografia e o vídeo faz sua primeira individual no Rio, batizada de Retratos de um Mundo Flutuante. Em texto de apresentação, o crítico de arte Fernando Gerheim destaca que os trabalhos de Centurion têm uma estética entre as gravuras japonesas e a colagem videográfica, explorando imagens de personagens infantis em situações inusitadas, como os robôs Transformers, o ursinho Pooh e outros bichos de pelúcia. Constam do acervo pinturas de títulos curiosos, a exemplo de Macaco Noia, além de trabalhos em pequenos formatos da série Fetiche. R$ 4?500,00 a R$ 8?500,00. Artur Fidalgo Galeria. Rua Siqueira Campos, 143, 2º piso, Copacabana, ☎ 2549-6278, ? Siqueira Campos. Segunda a sexta, 10h às 19h; sábado, 10h às 14h. Grátis. Até dia 26. Fecha na terça (15). www.arturfidalgo.com.br.

✪✪✪ GIORGIO VASARI: A INVENÇÃO DO ARTISTA MODERNO. Natural de Arezzo, o arquiteto e pintor Giorgio Vasari (1511-1574) ficou conhecido ao projetar importantes edificações e embelezá-las com afrescos. Levam seu jamegão, por exemplo, a Galeria Uffizi e o Palazzo Vecchio, ambos em Florença. Mas Vasari ficaria mais lembrado por ser o primeiro historiador da arte de que se tem notícia. Ele lançou, em 1550, o pioneiro livro do gênero, As Vidas dos Mais Excelentes Pintores, Escultores e Arquitetos ? De Cimabue até Nossos Dias. Era um catálogo com biografias de artistas que atuaram nos séculos anteriores, como Giovanni Cimabue (1240-1303), e também na época em que viveu, caso de Michelangelo (1475- 1564). Muitos atribuem a Vasari a conceituação desse período como ?Rinascita?, o que lhe valeu o título de Pai do Renascimento. Nesta mostra, com curadoria da historiadora Elisa Byington, estão 200 desenhos, gravuras e livros raros pertencentes ao acervo da Biblioteca Nacional. Entre os destaques, um exemplar original da segunda edição de seu livro mais famoso, impresso em 1568 ? portanto, dezoito anos depois do lançamento. Fundação Biblioteca Nacional ? Espaço Eliseu Visconti. Rua México, s/nº, Centro, ☎ 3095-3862. ? Cinelândia. Terça a sexta, 10h às 18h; sábado, domingo e feriados, 12h às 17h. Grátis. Até 4 de dezembro. www.bn.br.

✪✪✪✪ ÍNDIA. Mostra com 380 objetos de arte popular, esculturas sacras, fotografias, pinturas e fragmentos de filmes de Bollywood, com curadoria do holandês radicado no Brasil Peter Tjabbes. O material perpassa um pouco da cultura desse país asiático cuja história remete a 3?300 a.C. e reúne peças dos museus de Arte Asiática (Berlim), Rietberg (Zurique) e Volkenkunde (na holandesa Leiden), além de itens de instituições privadas e colecionadores particulares indianos. São do segmento religioso as obras mais antigas, a exemplo da escultura de uma deusa-mãe datada de 200 a.C. e de um relevo associado a Buda. No 2º andar do CCBB fica o setor de arte contemporânea da exposição, com obras em variados suportes concebidas por dezoito artistas e dois coletivos. Os destaques são os painéis fotográficos em 3D de Baiju Parthan, além da instalação Elevador do Subcontinente, de Gigi Scaria, com projeções de imagens nas paredes laterais de uma cabine, dando a sensação de subir e descer vários andares. Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. → Terça a domingo, 9h às 21h. Grátis. Até 29 de janeiro.

RENATA TASSINARI. Artista paulistana dedicada à produção de trabalhos situados entre a pintura e o objeto, Renata experimenta o uso da cor e de diferentes materiais num mesmo trabalho desde 1993. Em sua segunda individual no Rio, Pintura na Caixa, com curadoria de Paulo Venâncio Filho, exibe quinze painéis em que mescla acrílico, lâminas de nogueira e jequitibá, tinta e cera. R$ 12?000,00 a R$ 23?000,00. Lurixs Arte Contemporânea. Rua Paulo Barreto, 77, Botafogo, ☎ 2541-4935. Segunda a sexta, 14h às 19h. Sábado, mediante agendamento. Grátis. Até 19 de janeiro de 2012. Fecha na terça (15). www.lurixs.com.

RIO SÃO FRANCISCO, UM RIO BRASILEIRO. Mostra com dez instalações penetráveis e interativas concebidas pelo estilista mineiro Ronaldo Fraga, após percorrer cerca de 5?000 quilômetros do Velho Chico, coletando referências e costumes das comunidades ribeirinhas. A pesquisa inicial, feita para desenvolver a coleção de verão 2008 lançada na São Paulo Fashion Week, desdobrou-se nesse projeto maior. Destacam-se entre os ambientes ? executados pelos cenógrafos Clarissa Neves e Paulo Waisberg, integrantes da equipe responsável pelos desfiles de Fraga ? o chamado Cidades Submersas, que traz o ator Wagner Moura em um videodocumentário na cidade baiana onde foi criado, Rodelas, inundada depois para a construção de uma hidrelétrica. Outro espaço, Lendas do Rio, é constituído de vestidos equipados com um dispositivo de som que emite gravações do poema Águas e Mágoas do Rio São Francisco, de Carlos Drummond de Andrade, na voz de Maria Bethânia. Palácio Gustavo Capanema ? Galerias da Funarte. Rua da Imprensa, 16, Centro, ☎ 2279-8085. ? Cinelândia. → Segunda a sábado, 9h às 18h. Grátis. Até 10 de fevereiro de 2012. Fecha na terça (15).

✪✪✪ RONALD DUARTE. Na individual 7, o artista plástico carioca apresenta peças em variados suportes. Fernando Cocchiarale assina a curadoria da mostra cujo nome foi inspirado no número que determina sequências marcantes ? dias da semana, cores do arco-íris, notas musicais, pecados capitais. Na distribuição do acervo, sempre em grupos de sete, estão desenhos, objetos de garrafas PET e ampliações fotográficas em grandes formatos com registros de intervenções urbanas. Uma delas é Fogo Cruzado, de 2002, em que Ronald deixou em chamas um trecho dos trilhos de bondes de Santa Teresa. Completam a mostra vídeos e uma escultura de 2 metros em formato de gota. Galeria Laura Alvim. Avenida Vieira Souto, 176, Ipanema, ☎ 2332-2017, ? General Osório. → Terça a domingo, 13h às 21h. Grátis. Até 4 de dezembro.

RUBENS IANELLI. Nascido em uma família de artistas plásticos ? filho de Arcângelo e sobrinho de Thomaz Ianelli ?, o pintor, desenhista e escultor paulistano de 58 anos faz nova individual na cidade. O conjunto exibe três esculturas, sendo duas em mármore e uma em aço, além de sete pinturas inspiradas nos seus famosos guaches geométricos criados nos anos 70. R$ 17?000,00 a R$ 38?000,00. Espaço Eliana Benchimol. Avenida Atlântica, 4240, loja 203 (Shopping Cassino Atlântico), Copacabana, ☎ 2513-3307. Segunda a sexta, 12h às 19h; sábado, 12h às 18h. Grátis. Até 9 de dezembro. Fecha na terça (15).

✪✪✪ SERGIO MARIMBA. Carioca de Bangu, Marimba iniciou sua carreira de cenógrafo no Carnaval de 1982. De lá para cá, em paralelo ao trabalho para as escolas de samba e montagens teatrais, ele desenvolveu uma sólida carreira como artista plástico, explorando diversas possibilidades do ferro oxidado e materiais reciclados. Na individual Lembranças Perdidas, exibe duas instalações e trinta fotografias antigas aplicadas em superfícies metálicas enferrujadas. Caixa Cultural ? Galeria 1. Avenida Almirante Barroso, 25, Centro, ☎ 2544-7666, ? Carioca. → Terça a sábado, 10h às 22h; domingo, 10h às 21h. Grátis. Até 27 de novembro. www.caixacultural.com.br.

SONIA ANDRADE. Uma das pioneiras da videoarte no Brasil, a artista carioca ocupa todos os salões do Centro de Arte Hélio Oiticica com a Retrospectiva 1974-1993. Com seleção de Marisa Flórido, o vasto acervo reúne sete conjuntos, com destaque para uma instalação apresentada na XIV Bienal Internacional de São Paulo, em 1977, desenhos em papel japonês e 100 objetos da mostra Hydragrammas, montada no Museu Nacional de Belas Artes em 1993. Centro de Arte Hélio Oiticica. Rua Luís de Camões, 68, Praça Tiradentes, ☎ 2232-2213, ? Presidente Vargas. → Terça a sexta, 11h às 18h; sábado, domingo e feriados, 11h às 17h. Grátis. Até dia 27.

THIAGO HONÓRIO. Professor da Faculdade de Artes Plásticas da Fundação Armando Álvares Penteado (Faap), o artista visual mineiro radicado em São Paulo faz sua primeira individual no Rio. Batizada de Corte, ela reúne objetos confeccionados com matérias-primas variadas ? e algumas bem esquisitas. Em Vis-à-Vis, por exemplo, ele usa chifres de boi, lupas e espelho convexo. Já em Servo são utilizados um crânio do animal sobre um pedestal de metal. Completam o conjunto desenhos produzidos recentemente. R$ 5?000,00 a R$ 30?000,00. Galeria Laura Marsiaj. Rua Teixeira de Mello, 31 C, Ipanema, ☎ 2513-2074. ? General Osório. Terça a sexta, 10h às 19h; sábado, 11h às 16h. Grátis. Até 3 de dezembro. Fecha na terça (15).

COW PARADE 2011. Segunda edição da mostra realizada em 2007 e que espalha pela cidade esculturas de vaca pintadas por designers e artistas plásticos. Desta vez, 100 exemplares ocupam calçadas e praças de diversos bairros. Como de costume, os trabalhos recebem nomes bem-humorados. Alguns deles: Cowxa de Pandora, Frida Cowlo e Vaca de Elite. No fim da temporada da exposição, as obras serão leiloadas, com a arrecadação revertida para a ONG Rio Inclui. Cow Parade 2011. Até 20 de dezembro. www.cowparade.com.br

GABRIELE BASILICO. Conceituado fotógrafo milanês de 67 anos, Basilico apresenta nessa individual 63 imagens em médios e grandes formatos. São registros que ele fez aqui no Rio, retratando recantos como a Pedra do Sal e o Mirante Dona Marta. Completam a mostra, que tem curadoria de Nina Dias e da italiana Paola Chieregato, quinze painéis de contatos fotográficos. Esse evento integra a programação do Momento Italia-Brasil 2011/2012. Oi Futuro Flamengo. Rua Dois de Dezembro, 63, Flamengo, ☎ 3131-3060, ? Largo do Machado. → Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Até 18 de dezembro. www.oifuturo.org.br.

Fonte: VEJA RIO