COTIDIANO

Artigo no NY Times chama o Rio de 'playground de ricos'

De acordo com artigo publicado no jornal New York Times, remoções no Morro da Providência são arbitrárias e destroem uma região histórica da cidade

Por: Ernesto Neves - Atualizado em

Reprodução/Rio Cidade Olímpica
(Foto: Redação Veja rio)

A transformação que o Rio vem passando com as obras para a Copa e a Olimpíada foi destaca em um artigo publicado no New York Times neste domingo (12). Escrito por Theresa Williamson, da ONG RioOnWatch, e o fotógrafo Maurício Hora, que trabalha no programa educacional Favelarte, no Morro da Providência, o artigo destaca as remoções realizadas na favela do Centro (leia aqui o artigo completo, em português). Segundo o texto, "as manifestações contra despejos ilegais de alguns dos moradores mais pobres da cidade estão se espalhando". Os autores destacam ainda a importância histórica da favela, que começou a se formar em 1897, após veteranos da Guerra de Canudos, na Bahia, contruírem as primeiras casas na região.

O texto argumenta que um terço da comunidade será demolida em nome de melhorias olimpícas, uma decisão que vai desestabilizar a comunidade. Entre os projetos previstos para a Providência estão um teleférico, um bonde e ruas mais amplas, somando investimentos de 131 milhões de reais. A intervêncão, no entanto, não reconheceria a importância histórica da favela. Outro ponto criticado seria, segundo os autores, o caráter arbitrário das remoções. Um terço da comunidade teria sido marcada para remoção sem que os moradores tivessem sido ouvidos. "As únicas "reuniões públicas" organizadas visavam apenas informar aos moradores qual seria seu destino", diz o texto. "O Rio de Janeiro está se tornando um playground para ricos. E a desigualdade gera instabilidade", conclui o artigo.

Fonte: VEJA RIO