COTIDIANO

Copacabana e Leblon têm areias contaminadas

De acordo com pesquisa realizada pela prefeitura, trechos nas Praias de Copacabana e do Leblon representam risco à saúde devido a presença de lixo e fezes de animais e estão mais sujas que o Piscinão de Ramos

- Atualizado em

Ricardo Zerrener/Riotur
(Foto: Redação Veja rio)

As areias de duas das mais badaladas praias da cidade podem representar um risco à saúde. De acordo com medição realizada pelo programa Areia Carioca, da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, os trechos em frente à Rua Barão de Ipanema, em Copacabana, e da Rua Bartolomeu Mitre, no Leblon, foram considerados não recomendados pela prefeitura. Realizadas entre os dias 9 e 23 de outubro, as medições encontraram nos dois trechos 30.000 coliformes totais em 100 gramas de areia, assim como 3,8 mil unidades da bactéria Escherichia coli. O micróbio é indicativo da presença de fezes animais.

Também neste período, as medições realizadas no Piscinão de Ramos, na Zona Norte, aprovaram a qualidade da areia. Segundo a prefeitura, a praia recebeu qualificação ótima. Para atingir o resultado, a areia coletada deve conter no máximo 10.000 coliformes fecais e 40 unidades de Escherichia coli. Entraram na lista de areias próprias as Praias da Barra, Recreio, Guaratiba de Ipanema, no trecho da Rua Paul Redfern, Guanabara e Bica (ambas na Ilha do Governador) e Vermelha.

Fonte: VEJA RIO