Cidade

Ideias para melhorar o Rio?

Prefeitura lança concurso para premiar melhores sugestões de aplicativos para a cidade. As melhores ganham 1 mil reais.

Por: Ernesto Neves - Atualizado em

homeapp.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Quem quiser melhorar a qualidade no Rio pode enviar sua ideia para a Prefeitura. A secretaria municipal de Ciência e Tecnologia promove o concurso Rio Ideias (http://ideias.rioapps.com.br), em que o internauta pode enviar uma sugestão de aplicativo útil aos cariocas e visitantes. O programa deve servir para facilitar a vida de moradores, empresas e visitantes e promover a inovação. São propostas para lidar com o impacto em desafios urbanos, como educação, meio ambiente e transportes públicos, entre outros. Cada ideia precisa ser resumida em até 140 caracteres, mesma restrição utilizada pelo microblog Twitter.

Para participar do concurso é preciso ter mais de 16 anos, morar no Rio e ter CPF e o interessado se cadastra no site para enviar sua frase. Os textos ficam expostos para votação de internautas, que escolhem os mais criativos. Em seguida, as 30 ideias mais populares seguem para uma segunda fase. Nessa etapa, serão analisadas por um júri de nove pessoas, composto por jornalistas, funcionários da prefeitura e especialistas em tecnologia. Serão avaliados critérios como viabilidade técnica para implantação e o potencial de impacto na cidade. As 10 melhores sugestões ganham 1 mil reais, e as 20 seguintes, 500 reais.

Veja também: 10 aplicativos sobre o Rio

Nesta quinta (31), a frase mais popular é relacionada ao turismo. Nela, seria criado um programa para informar o usuário sobre pontos de visitação e locais históricos cidade. Funcionaria da seguinte forma: ao passar perto de um desses locais, o celular receberia seu histórico de informações. A vice-liderança é ocupada por um aplicativo que, com a ajuda de um GPS, avisaria sobre linhas de ônibus próximas ao ponto em que se encontra o internauta.

Quem quiser, pode mandar sua sugestão até o dia 8 de novembro. A escolha do júri será feita no dia 23 deste mês.

Fonte: VEJA RIO